23

Bolsonaro quer Porto do Itaqui federalizado; Dino apela pra Sarney…

Governo comunista do Maranhão tem feito gestões em todas as áreas para impedir a perda do controle das operações portuárias, mas as ações da Emap tem criado mais problemas na gestão

 

O RISCO DE PERDA DO CONTROLE DO PORTO DO ITAQUI É UMA DAS PRINCIPAIS PREOCUPAÇÕES DO GOVERNADOR FLÁVIO DINO; assunto foi tratado com Sarney

Em 27 de junho último, o blog Marco Aurélio D’Eça informou que, no encontro com o ex-presidente José Sarney, o governador Flávio Dino (PCdoB) pôs na pauta o risco de perda do Porto do Itaqui. (Relembre aqui)

Dino sabe do movimento do governo Jair Bolsonaro (PSL) para retomar o controle de todos os terminais de transporte, em todos os modais, e as operações maranhenses passam na pauta das privatizações.

Na verdade, a refederalização do porto também já havia sido anunciada neste blog, em post do dia 22 de janeiro, intitulado “Governo Bolsonaro vai tomar de Flávio Dino controle do Porto do Itaqui…”

Com problemas legais e morais envolvendo a operação da Emap no Maranhão, o governador comunista sabe que sofrerá sanções por usar dinheiro do porto em outras áreas – uma de suas pedaladas fiscais, outro assunto tratado em primeira mão no blog Marco Aurélio D’Eça. (Releia aqui)

Tanto ele sabe da dimensão do problema que já chegou a propor a devolução dos R$ 140 milhões usados irregularmente.

A reunião com Sarney – também anunciada em primeira mão no blog Marco Aurélio D’Eça – tinha o objetivo de convencer o ex-presidente, um entusiasta das potencialidades portuárias do Maranhão, a entrar na briga para impedir a devolução do Itaqui.

Ocorre que é ideológica a posição do governo Bolsonaro pela federalização, e posterior privatização, dos portos brasileiros.

O fato é que Flávio Dino está sem saída e na iminência de perder o controle das operações portuárias no estado.

E o agravamento da situação da Emap, por causa das pedaladas fiscais, o colocou ainda em situação mais delicada.

É só uma questão de tempo…

5

Governo Bolsonaro vai tomar de Flávio Dino controle do Porto do Itaqui…

Saques feitos pelo governo comunista na conta da Emap – considerados irregulares pela Antaq – levou à decisão de nomear um agente federal para o comando do setor no Maranhão

 

Flávio Dino deve perder o controle do Porto do Itaqui após saques proibidos pela Antaq

Como antecipou o blog Marco Aurélio D’Eça ainda em dezembro, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) já tem definida a nova direção do Porto do Itaqui em seu governo.

Bolsonaro decidiu retomar o controle do porto depois que a Agência nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) considerou irregulares os saques que o governo Flávio Dino (PCdoB) promoveu nas contas da  Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), responsável pela gestão do setor no estado.

Para comandar o Porto do Itaqui já está certo um oficial graduado da Marinha, que montará sua equipe com outros militares.

A decisão de retomar o porto ainda não foi comunicada oficialmente ao governo comunista.

Mas ela já está tomada…

7

Bolsonaro atua para tomar de Flávio Dino controle do Porto do Itaqui…

Direção da Emap já tem comunicado aos fornecedores que, a partir de fevereiro, novas diretrizes para contratação de serviços serão implantadas no setor, orientadas pelo Governo Federal

 

Porto do Itaqui é comandado pelo estado sob concessão do Governo Federal

Está praticamente certa a retomada do controle do Porto do Itaqui pelo governo Jair Bolsonaro (PSL).

O blog Marco Aurélio D’Eça apurou que a direção da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), que controla o porto, já está encaminhando aos fornecedores novas diretrizes para contratação de serviços.

O Porto do Itaqui pertence ao Governo Federal, e é gerido por concessão ao governo estadual; mas o próprio presidente eleito Jair Bolsonaro já manifestou o interesse em ter o controle da empresa, inclusive com perspectiva de privatização.

A retomada do controle federal do porto será um duro golpe nas já combalidas finanças do Maranhão…

2

Investigado pela Polícia Federal doa R$ 10 mil à campanha de Flávio Dino..

José Eugênio Mendonça figurou como investigado na Operação Draga, da PF, que apurou irregularidades na gestão de um contrato de mais de R$ 60 milhões para dragagem no Porto de Itaqui

 

Eugênio Mendonça é alvo da PF e doou R$ 10 mil a Dino

De O EstadoMaranhão

Alvo de uma operação da Polícia Federal na Empresa Maranhense Portuária (Emap), o engenheiro José Eugênio Mendonça de Araújo Cavalcante, diretor de engenharia do órgão, é um dos doadores da campanha do governador Flávio Dino (PCdoB).

Segundo dados do DivulgaCand, plataforma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para acompanhamento de contas eleitorais e candidaturas, Cavalcante fez uma transferência eletrônica de R$ 10 mil para a conta de campanha comunista no dia 30 de agosto.

O diretor da Emap foi um dos investigados pela Polícia Federal no bojo da Operação Draga, deflagrada em julho de 2017. Ele chegou a ser afastado cautelarmente do cargo, ficou impedido de acessar o órgão e os federais cumpriram mandados de busca e apreensão em sua residência.

Segundo a PF, a investigação que envolveu um dos doadores de campanha de Flávio Dino teve início com as declarações de um ex-funcionário da empresa que administra o Porto de Itaqui em São Luís. Esse ex-funcionário afirmou que, apesar de ocupar a função de gerente de projetos, cargo no qual deveria acompanhar a execução da obra, o andamento da obra foi deliberadamente omitido dele, com o possível objetivo de ocultar fraudes.

A responsabilidade pela execução dos contratos coube ao coordenador de projetos, enquanto que o gestor do contrato foi José Eugênio Mendonça.

Segundo declarações do ex-funcionário e indícios colhidos durante a investigação, a Empresa FOTOGEO, contratada para a fiscalização, não estava realizando a batimetria, mas apenas copiando dados fornecidos pela própria empresa responsável pela execução da obra, JAN DE NUL, e esses fatos eram de conhecimento do coordenador de projetos e diretor de engenharia. A lancha, por exemplo, supostamente utilizada pela Empresa FOTOGEO para realizar a batimetria, estava alocada para a Empresa JAN DE NUL.

Há também indícios de fraudes na obra de dragagem em si, como a ausência de fiscalização (batimetria) pela Empresa FOTOGEO, a aparente manipulação na sindicância instaurada para apurar os fatos referentes à fiscalização e o sobrepreço dos custos de mobilização/desmobilização e da obra de dragagem em si.

O custo de mobilização/desmobilização da obra foi de R$ 32 milhões, enquanto que o custo da obra em si foi de R$ 28 milhões, ou seja, o custo da mobilização/desmobilização foi superior ao da própria obra.

Mais

À época da Operação Draga, José Eugênio Mendonça manifestou-se sobre a ação policial. Na sua página pessoal no Facebook, o engenheiro se disse vítima de “denúncias infundadas de um ex-funcionário da empresa, que de forma inconsequente faz afirmações que não condizem com a realidade dos fatos”.

3

Homem de Flávio Dino é investigado pela Polícia Federal no Porto do Itaqui…

Diretor de Engenharia José Eugênio Mendonça Araújo Cavalcante foi nomeado pelo governador comunista logo no início do seu governo é um dos alvos da Operação Draga, que investiga corrupção em contratos no Porto do Itaqui

 

Um dos mandados de Busca e Apreensão cumpridos pela Polícia Federal, nesta quarta-feira, 12, atinge o ex-diretor de engenharia da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), José Eugênio Mendonça de Araújo Cavalcante.

Ligado ao PCdoB, Eugênio foi nomeado pelo governador Flávio Dino, em 15 de janeiro de 2015, com data retroativa à posse do governador.

Investigação atinge dragagem de piers no Porto do Itaqui

A PF investiga no porto do Itaqui irregularidades em contratos para dragagem de piers, em contratos que vigoraram entre dezembro de 2014 (no governo Arnaldo Melo (PMDB), quy substituiu a Roseana Sarney (PMDB)) e março de 2015 (já no governo Flávio Dino).

Além de São Luís, foram cumpridos mandados também em São Paulo e no Rio de Janeiro…

13

Flávio Dino fracassa e Porto do Itaqui registra quase 1/4 de queda no volume de cargas…

Emap registrou em 2016 22,4% de queda em relação a 2015, quando o atual governo fez festa para um resultado que era fruto da herança de projetos do governo Roseana

 

Volume de cargas caiu 22% sob a gestão plena do comunismo no Porto do Itaqui

O Porto do Itaqui registrou em 2016 o pior resultado em volume de cargas, desde 2014, quando ainda não haviam sido inaugurados o Terminal de Grãos (Tegran) e o Porto da Suzano.

Foram 22,4% a menos que o ano anterior em volume de cargas, segundo revelou em primeira mão o blog da revista Maranhão Hoje. (Leia aqui)

Em 2015, o governo Flavio Dino fez um barulho enorme para o resultado recorde de 21 milhões de toneladas de carga. Mas escondeu que o o resultado era fruto do governo Roseana Sarney, período em que foram construídos dois importantes terminais: o Tegran e o da Suzano, ambos entregues no início do governo Flavio Dino (PCdoB).

Agora, resolveu calar-se diante dos números, que sequer mereceram divulgação.

O resultado fracassado de 2016 é o primeiro eminentemente controlado pelo governo Dino, que tem no empresário Ted Lago o seu braço no Porto do Itaqui.

O resultado de 2016 é menor até mesmo que o de 2014, último ano do governo Roseana, período em que os dois terminais novos ainda não estavam em funcionamento.

Para tentar mascarar os números negativos, a Emap já prepara divulgação de resultados dos dois primeiros da gestão dinista somados (2015/2016).

Mas isso já é uma espécie de fraude para esconder o fracasso…

1

Obras são retomadas e novo Cais de Ribamar será inaugurado até o fim do ano…

Gil Cutrim, com Ted Lago e os técnicos da Emap

Gil Cutrim, com Ted Lago e os técnicos da Emap

O presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), Ted Lago, e o secretário municipal de Obras, André Franklin, vistoriaram, nesta sexta-feira (12), as obras de reurbanização do Cais de São José de Ribamar, importante logradouro público e um dos principais pontos turísticos da sede da cidade.

Os trabalhos – que estão sendo custeados com recursos estaduais atendo pleito do prefeito Gil Cutrim (PDT) e vereadores – haviam sido paralisados por conta do descumprimento de compromissos contratuais com a EMAP por parte da empresa que estava executando os serviços.

Convocada a segunda colocada no processo licitatório, a nova empresa retomou as atividades no mês passado e a meta é concluí-las em novembro ou começo de dezembro.

“Entregaremos esta grandiosa obra ainda este ano e periodicamente estaremos fiscalizando os serviços para que seja cumprido tudo o que foi contratado”, disse Ted Lago.

Representando o prefeito Gil Cutrim na vistoria, André Franklin, ratificou a disponibilidade do corpo técnico municipal em colaborar com o planejamento e execução dos serviços.

“Os ribamarenses e visitantes, em breve, poderão desfrutar de um excelente espaço de lazer e de um dos mais belos cartões postais da Grande Ilha”, avaliou.

Orçada em quase dois milhões, a obra contempla diversas intervenções, dentre elas nova iluminação; recuperação do pavimento, construção de área de vivência, substituição de guarda-corpo do enrocamento; construção de quiosques com banheiros; implantação de uma academia ao ar livre; ciclovia, passeio público para prática de atividade física; instalação de um posto policial.

4

Os esquemas da Leiaute no Maranhão…

Empresa bahiana que agora ganhou mais R$ 3,5 milhões em contratos no Porto do Itaqui, presta serviços em campanhas do governador Flávio Dino desde 2010, numa relação marcada por interesses contrariados e pressões de lado a lado

 

A logomarca da Leiaute: ações no Maranhão desde 2010

A logomarca da Leiaute: ações no Maranhão desde 2010

O contrato de R$ 3,5 milhões da empresa Leiaute Propaganda é apenas mais um benefício da relação que a empresa tem com o governador Flávio Dino (PCdoB) desde sua campanha eleitoral de 2010.

Este blog acompanha desde então os negócios da empresa bahiana e seus agentes. Uma relação, diga-se de passagem, conturbada e recheada de interesses contrariados de lado a lado.

Em 2013, após eleição do prefeito Edivaldo Júnior (PDT), este blog chegou a apontar que a Leiaute venceria uma licitação na Prefeitura de São Luís, em 2013, o que de fato ocorreu exatamente nos moldes em que contou o post “A Crônica de um golpe anunciado…”

Já na campanha de 2014, a Leiaute voltou a atuar com Flávio Dino.

Mas algo deu errado na relação, o que levou a empresa a perder espaços no governo comunista, a  ponto de questionar judicialmente o resultado de uma licitação da qual participou na Secretaria de Comunicação Social.  (Releia aqui)

A relação entre Leiaute e Flávio Dino chegou a derrubar dois auxiliares do governador.

Em julho de 2015, caiu o então presidente da Comissão de Licitação do governo, Paulo Guilherme Araújo, que acompanha o governador desde os tempos em que o comunista comandava a Embratur.

A história também foi contada neste blog, no post “Crise na Secom derruba braço direito de Dino na CCL..”.

Depois, o próprio Robson Paz, que chefiava a Secom, também foi destituído, ficando subordinado diretamente ao lugar-tenente do governador, o jornalista Márcio Jerry, que acumulou Comunicação e Articulação Política.

Agora, a Leiaute finalmente ganha um contrato no governo, de R$ 3,5 milhões para cuidar da Emap.

Como se as coisas começassem a caminhar do seu jeito…

1

Clima é tenso no Porto do Itaqui; Emap chamou polícia para conter protesto de trabalhadores…

Em estado de greve desde o último final de semana, os chamados operários avulsos da área portuária de São Luís reclamam melhores condições de trabalho e ameaçam paralisar as atividades

 

Viaturas chamadas pela Emap guardam a entrada do porto, contendo trabalhadores

Viaturas chamadas pela Emap guardam a entrada do porto, contendo trabalhadores

Viaturas da Polícia Militar foram chamadas pela Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), na manhã desta segunda-feira, para impedir a entrada de servidores da chamada operação avulsa, que ameaçam fazer piquete na porta da empresa.

Trabalhadores aguardam na portaria, impedidos de entrar...

Trabalhadores aguardam na portaria, impedidos de entrar…

Os trabalhadores reclamam melhores condições de trabalho e estão em estado de prontidão desde sábado, 30. (Releia aqui)

As viaturas estão em guarnição na entrada da área portuária, impedindo a mobilização dos operários, que já ameaçam entrar à força.

O clima é tenso desde sábado, quando começou o protesto

O clima é tenso desde sábado, quando começou o protesto

Eles pretendem deflagrar greve por tempo indeterminado, a primeira na história do Porto do Itaqui.

Mas as empresas que atuam no setor anda falam sobre o assunto…

12

1º de maio: o pau canta no Porto do Itaqui e Ted Lago se diverte no Shopping da Ilha…

Operários da área de carregamento e estiva se mobilizam desde sábado em um protesto que pode resultar numa inédita paralisação nesta segunda-feira, enquanto o chefe da Emap curte a vida sem qualquer preocupação

 

Operários têm se reunido nos últimos três dias e podem parar amanhã no Itaqui

Operários têm se reunido nos últimos três dias e podem parar amanhã no Itaqui

O Porto do Itaqui pode registrar a sua primeira greve da história nesta segunda-feira, 2 de maio.

Operários que atuam em toda a área do complexo portuário, sob a supervisão da Empresa Maranhense de Administração Portuária, a EMAP, reclamam de péssimas condições e trabalho e exploração das atividades

Desde sexta-feira, os trabalhadores se mobilizam contra empresas como Suzano, Eneva, VLI e o próprio Tegran, descumprem a lei e não utilizam mão de obra adequadamente.

Os trabalhadores se reuniram na tarde deste sábado para organizar uma paralisação inédita no Porto do Itaqui.

Presidente da Emap, Ted Lago curte o feriado do trabalho no Shopping da Ilha

Presidente da Emap, Ted Lago curte o feriado do trabalho no Shopping da Ilha

Enquanto isso, o presidente da Emap, Ted Lago, se diverte como se nada tivesse acontecido.

Esta imagem foi flagrada por volta das 14 horas no Shopping da Ilha, quando o responsável pelo Porto do Itaqui degustava seu almoço.

Por essas e por outras, o Porto do Itaqui vive a a ameaça de ser federalizado…