0

Cratera ameaça casa no Residencial Pinheiros e chuvas agravam o problema..

Buraco vem crescendo nos últimos meses, mas a Caema e a Prefeitura de São Luís não se entendem quanto a responsabilidade pela solução do problema

 

A CRATERA AVANÇA EM DIREÇÃO AO MURO DESTA RESIDÊNCIA, e praticamente isola a rua das demais do bairro

Uma cratera na Avenida 1 do Residencial Pinheiro, entre a Cohama e o Angelim, já ameaça derrubar uma residência da Rua 15.

O buraco, que surgiu no asfalto há alguns meses, foi crescendo com as chuvas e chegou ao limite do muro de uma das casas.

– Eu fui à Caema, uma equipe veio aqui, mas apenas olhou e disse que a responsabilidade é da prefeitura; Já fomos à Semosp e nada – reclamou um dos moradores da rua.

 

É POSSÍVEL VER PRÓXIMO AO BURACO UMA TAMPA DE BUEIRO DA CAEMA, que, no entanto, se exime de responsabilidades

Na tarde desta segunda-feira, 25, alertadas pelo blog Marco Aurélio D’Eça, equipes da prefeitura haviam prometido se deslocar à região.

O blog espera resposta dos moradores sobre a solução, que se repete em várias áreas de São Luís, diante do problema das chuvas…

0

Dr. Gutemberg Araújo recebe denúncia de contaminação do lençol freático de São Luís…

Problema atinge, sobretudo, os residenciais Luis Bacelar e Gapara, na Zona Rural da capital maranhense; parlamentar pedirá análise da Caema nas amostras entregue pelos moradores

 

Primeiro  parlamentar a discursar na plenária, abrindo os trabalhos da Câmara Municipal de São Luís, o vereador Dr. Gutemberg Araújo começa o ano destacando a  denúncia que recebeu de moradores sobre a contaminação do lençol freático, localizado no Residencial Luis Bacelar e Gapara, zona rural de São Luís.

Segundo o vereador, moradores da região levaram uma amostra contaminada daquela água para ele.

“Fui procurado por moradores daquela região. Eles trouxeram uma amostra da água  que mais parece petróleo, de tão suja que estava. Também tive o cuidado de ir checar, pessoalmente, essa denúncia. E o que vi foi uma água suja e com mau cheiro, imprópria para qualquer tipo de consumo. Vou preparar um documento à CAEMA, solicitando a real situação daquela água. Também vou pedir laudos técnicos  à Universidade Federal e Universidade Estadual do Maranhão. Estou pedindo apoio de todos os vereadores dessa casa, para juntos evitarmos uma tragédia humana e ambiental”, afirma Dr. Gutemberg Araújo.

Na oportunidade, o vereador Dr. Gutemberg ainda informou que pediu monção de aplausos para os  sete bombeiros do Maranhão, que foram auxiliar no trabalho de resgate às vítimas de Brumadinho, em Minas Gerais, e ao Governador Flávio Dino pela solidariedade e autorização do envio dos militares.  

“Também peço que essas monção de aplausos sejam estendidas a todos que perderam seu entes queridos e aos voluntários, inclusive aos profissionais de Israel, que estão auxiliando a população de Brumadinho”, destaca o vereador.

Para encerrar, Dr. Gutemberg reafirmou seu compromisso com a população.

“Como vereador de São Luís, reafirmo toda a minha força, energia e dedicação para que o nosso povo tenha uma vida melhor e que nossa cidade seja mais justa e muito mais feliz. Desejo um 2019 produtivo para todos nós”, disse Dr. Gutemberg Araújo.

1

O grande desafio de Diego Galdino…

Jovem secretário do governo Flávio Dino deve assumir a Caema, empresa líder em ineficiência nos serviços públicos e campeã de reclamações de consumidores

 

Diego Galdino como titular do Turismo; a missão agora é bem mais árida

Destaque da equipe do governador Flávio Dino (PCdoB) no primeiro mandato, o secretário de Cultura e Turismo Diego Galdino deve assumir um dos maiores desafios de sua precoce carreira na vida pública.

Ele deve assumir a Companhia de Águas e Esgotos do Maranhão (Caema), com a missão de tirar a empresa da lista das piores do serviço público no Maranhão.

Como titular do turismo e da cultura, Galdino deixa um legado importante, com o fortalecimento do Carnaval e o aumento na atração de turistas. (Entenda aqui e aqui)

Agora, terá que transformar uma empresa campeã de reclamações em campeã de eficiência em gestão, coisa que muitos especialistas na área não conseguiram.

Para isso, tem a confiança do próprio Flávio Dino…

0

Alagados por chuvas de novembro, moradores do Altos do Calhau temem por novas enchentes…

Todas as casas da Rua Duque Bacelar, no condomínio que fica ao lado do Athenas Park, foram inundadas; quase dois meses depois, nenhuma providência foi tomada pelas autoridades

 

A marca de lama em um dos quartos revela até que altura a água subiu nas chuvas de 30 de novembro

Os moradores da quadra 11, da Rua Duque Bacelar, no Recanto dos Nobres, condomínio do Altos do Calhau, vivem há dois meses em um espécie de “vigília da angústia”, esperando pelas chuvas.

No dia 30 de novembro, no primeiro sinal de que o período chuvoso de 2019 será intenso e rigoroso, as casas desses moradores foram todas inundadas por uma espécie de mistura de água e esgoto.

Eles resolveram mandar fotos e vídeos ao blog Marco Aurélio D’Eça depois de um post, que denunciava um esgoto jorrando há quase três meses na região do Parque Athenas. (Relembre aqui)

Foi justamente este esgoto que invadiu as casas dos moradores da região.

– Para melhor entendimento, pelos bairros Recanto dos Nobres-Altos do Calhau (Rua Duque Bacelar), Parque Atenas, Vila Conceição e Quintas do Calhau, passa uma galeria que, corriqueiramente, está sendo fechada, tampada, obstruída por construções irregulares e pela falta de limpeza e manutenção. Tais construções não obedecem o plano de drenagem devido – explica o morador Vitor Augusto, morador da área.

Ele conta que, há 10 anos, quando chegou à área, a vala era aberta, mas a construção das demais casas, e, principalmente, “a construção irregular de centro comercial a vala foi completamente fechada”.

O drama dos moradores do Recanto dos Nobres se repete entre os bairros e conjuntos habitacionais da região do Cohajap, Parque Shalon, Altos do Calhau, Barramar, Quintas do Calhau e as vilas Conceição e Portelinha.

– Vale salientar que já fomos à Prefeitura (SEMOSP e Blitz Urbana) registrar a denúncia e solicitar as devidas providências, mas, infelizmente, nada foi feito até o presente momento – denuncia Vitor Augusto.

Todas as casas tiveram quase 1 metro de alagamento durante as chuvas do início e do fim de 2018; e nenhum serviço foi feito

E o drama de esperar, torcendo para que as chuvas demorem o máximo, vai angustiando os moradores em plena época de festas de fim de ano.

Em tempo: o esgoto denunciado neste blog, continua jorrando imundície, diante da omissão da Caema…

1

Esgoto estourado espalha imundície há mais de dois meses no Parque Athenas…

Dejetos estão espalhados pela avenida Santo Antonio e vários outros bueiros estourados nas ruas internas dos bairros da área, sem que a Caema tome qualquer providência

 

O carros são obrigados a trafegar por cima da água imunda que jorra ia e noite no Parque Atenas

Um esgoto estourado há mais de dois meses jorra , dia e noite, imundície no asfalto da avenida Santo Antonio do Calhau, na altura do Parque Atenas.

Um verdadeiro mar de dejetos toma conta da avenida, em plena entrada do bairro, para quem vem do Calhau.

O estouro do que deveria ser uma rede de esgotos atinge também diversas ruas do condomínio Athenas Park e de outros conjuntos da área.

A avenida Santo Antonio do Calhau é  bem nova, mas já cansada de guerra.

O esgoto estourado jorra bem próximo a um trecho em que a Caema esteve há menos de um mês

Para se ter uma ideia, este esgoto estourado já estava aí há quase um mês, quando a Caema tentou intervir em outro ponto da avenida, gerando uma cratera que engoliu vários carros no início de dezembro, fato, inclusive, divulgado neste blog. (Relembre aqui)

O mal cheiro é insuportável, e atinge toda a região do Calhau, Cohajap, Barramar e Altos do Calhau.

E a Caema faz de conta que nada tem a ver com isso…

1

De como a Caema destruiu a avenida Santo Antonio do Calhau…

Empresa escava buracos na via para obras intermináveis de correção de água e esgotos, mas não faz os reparos no asfalto; o resultado é este, com carros afundados nas crateras deixadas pelas obras

 

Construída há sete anos, na gestão do prefeito João Castelo (PSDB), a avenida Santo Antonio do Calhau é uma antiga vítima da Caema.

A companhia de águas do Governo do Estado nunca fez uma obra que prestasse em lugar algum, para parece ter predileção pela destruição da via, que liga o Calhau ao Vinhais, como alternativa à avenida Daniel de La Touche.

Na semana que passou, a Caema cavou esta cratera para corrigir problemas de encanação de água, mas deixou esta cratera sem recuperação asfáltica.

Resultado: as chuvas levaram a areia jogada no buraco e soltou o asfalto.

Pelo menos cinco carros afundaram na rua após as chuvas da madrugada de sexta-feira.

Ontem à noite, ainda havia veículos atolados, como se vê nestas imagens.

Mais à frente, outra obra da Caema – uma vala aberta na via – está cada vez mai funda e em breve impedirá o tráfego na região.

Quanto aos prejuízos causados aos donos de automóveis, a saída é um processo contra a Caema.

Mais um contra esta incapaz companhia…

1

Após denúncia deste blog, Caema inicia recuperação de rua no Coroado…

Via foi destruída pela empreiteira Artec, que se recusava a recuperá-la; companhia determinou a obra após articulação do líder comunitário Antonio Araújo, o Maninho, e a divulgação nesta página de internet

 

Homens começaram a trabalhar na quarta-feira; expectativa é de total recuperação da Rua Dr. Carlos Macieira

Um dia depois da denúncia deste blog, a Caema determinou o início imediato da recuperação da Rua Dr. Carlos Macieira, importante via que corta toda a extensão do bairro do Coroado.

A rua foi destruída pela Artec Construções, que está implantando rede de esgoto no bairro, mas a empresa se recusava a recuperá-la, alegando que a situação era anterior à chegada das obras, o que foi desmentido pela comunidade. (Releia aqui)

– Após a reportagem no blog, os dirigentes da Caema nos procuraram e garantiram a recuperação da rua, o que começou na tarde de ontem [quarta-feira]. Agora é acompanhar para que a obra seja concluída – disse o líder comunitário Antonio Araújo, o Maninho.

Maninho tem sido um dos principais interlocutores da Caema e da Artec nas obras do Coroado. Ele vistoria todo o serviço e exige a qualidade dos serviço de recuperação asfáltica e pavimentação.

Os primeiros serviços visam “enxugar” a rua, toda alagada; mas é preciso corrigir as infiltrações

Para recuperar a Rua Dr. Carlos Macieira, a Caema vai precisar corrigir as infiltrações, que provocam os alagamentos, fazer toda a terraplanagem e recolocar o asfalto na via, que liga o Coroado ao João Paulo e à avenida dos Africanos.

– Não vamos descansar enquanto o bairro não estiver todo recuperado. E a Prefeitura de São Luís também tem o dever de assumir sua obrigação na comunidade – diz Maninho.

Mas esta é uma outra história…

2

Empreiteira da Caema destrói rua no Coroado e se recusa a recuperar…

Artec realiza serviços de implantação de rede de esgoto – que sequer tem previsão de funcionamento – e alega que a rua Carlos Macieira já estava destruída quando começou a trabalhar na área

 

Na rua Carlos Macieira jorra água dia e noite, resultado de vários canos quebrados pela empreiteira da Caema

As imagens e vídeos que ilustram este post foram feitas na tarde desta segunda-feira, 30.

Trata-se da Rua Carlos Macieira, no bairro do Coroado.

Ou o que resta dela.

A via foi completamente destruída pela empresa Artec Construções, para implantação de uma rede de esgoto bancada pela Caema e que não tem sequer onde ser ligada.

E agora, a mesma Artec se recusa a recuperar a rua, importante via de interligação entre o Coroado, o João Paulo e à avenida dos Africanos.

– Já conversei com os operários da Artec e eles disseram que não vão fazer o serviço porque a rua já estava esbandalhada antes de eles chegarem. mas nós temos como provar que a rua foi rasgada por eles – denuncia o líder comunitário Antonio Araújo, o Maninho.

A Artec se recusa a recuperar mesmo diante dos testemunhos dos moradores d que a empresa destruiu o local

Segundo ele, moradores pretendem até interditar as obras da empresa, que continua no bairro, escavando para colocação de tubos de esgoto.

O resultado é que a Rua Carlos Macieira jorra uma água imunda ininterruptamente, fruto da destruição das redes de água e de esgoto que já existiam no local.

E a Caema sequer fiscaliza a operação da empresa no bairro…

3

Caema abandona obra no Coroado e deixa todas as ruas do bairro destruídas..

Moradores da comunidade ameaçam barrar serviços da Artec Construções até que as ruas com tubulação de esgotos já concluída sejam recapeadas

 

Sem calçamento, as ruas viraram poças de lama e buracos, o que impede o tráfego

Uma obra sem explicação da Caema no bairro do Coroado – a instalação de tubos de esgoto que não tem sequer onde ser despejado – deixou todas as ruas destruídas por crateras e escavações.

Os serviços estavam sendo feitos até o mês passado pela Artec Construções, uma espécie de caça-níqueis da Caema, que retirou todas as máquinas da comunidade, deixando as ruas do jeito que podem ser vistos nas imagens que ilustram este post.

– Eles vêm escavando do bairro desde novembro do ano passado, para implantar uma rede de esgotos que não tem nenhuma previsão de quando será interligadas às estações; agora foram embora e deixaram as ruas deste jeito – denunciou Antonio Araújo, o Maninho, uma das lideranças do Coroado.

Nenhuma das ruas do Coroado foi poupada pela Caema, que destruiu todo o asfaltamento

O mesmo serviço a Artec está fazendo em outros bairros, mas nenhum deles deixou as ruas tão destruídas quanto as do Coroado.

– A população já decidiu que vai barrar os serviços da Artec, caso ela volte, até que sejam recuperadas todas as ruas do bairro – afirmou Araújo.

O pior é que a rede de esgoto instalada nem foi ligada às casas por que não tem para onde levar os dejetos

A rede de esgoto do Coroado deveria ser interligada a uma elevatória que funcionaria na região do Bairro de Fátima; mas esta estação sequer tem previsão para ser concluída.

E os moradores da comunidade sofrem as consequência da incompetência da Caema…

1

Zé Inácio trata com a Caema sobre situação de Paraibano…

O deputado estadual Zé Inácio (PT) acompanhado do vereador de Paraibano, Ricardo Campos, participou nesta sexta-feira, 26/05, de uma audiência com o presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão-Caema, Carlos Rogério Santos Araújo, para tratar sobre a falta de abastecimento de água no município.

Na reunião, o vereador de Paraibano, explicou que o bairro Vila Aparecida está há um ano sem água, isso devido a queda da bomba que acabou desativando o poço.

“São mais de 500 famílias que estão sem água em suas residências, já não temos mais o que dizer a elas. Estamos tentando ajudá-las com um carro pipa, mas não é suficiente. Se esse problema for sanado, conseguiremos resolver cerca de 80% da falta de água”, contou sobre o problema.

“A Caema está sempre empenhada em tentar solucionar os problemas, que no caso de Paraibano a situação está bem grave, mas com o empenho da empresa esperamos que o um resultado positivo seja alcançado em benefício da população de Paraibano”, disse o deputado Zé Inácio.

O presidente da Caema, Carlos Rogério, se comprometeu a realizar um Termo de Compromisso e organizar um plano de ação para dar cumprimento ao serviço do poço.  Assim como concretizar ainda a entrega de mais um poço e da reforma do prédio da sede da Caema em Paraibano.              

Também participaram do encontro o diretor de Comercialização e Relacionamento com o Cliente Carlos Alberto Martins de Sousa, o chefe de gabinete Petrônio Alves, a chefe da assessoria de regulação e concessão e métodos, Leopoldina.