0

Juscelino Filho destaca mudanças no Código de Trânsito

Foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (14) a Lei 14.071/20, que traz uma série de alterações no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A legislação é fruto do PL 3267/2019, sancionado ontem, com vetos, pelo presidente Jair Bolsonaro. De autoria do Poder Executivo, o texto foi relatado pelo deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA) e teve sua versão final aprovada pela Câmara dos Deputados no dia 22 de setembro.

“Após 23 anos de existência, nosso Código de Trânsito passou por necessárias adequações. O governo, que apresentou a proposta, e o Congresso Nacional, que aprimorou o texto original, cumpriram seus papéis e contribuíram com esse grande resultado. Destaco, de maneira especial, o trabalho que realizamos no parlamento, sempre ouvindo todos os atores do setor como especialistas, entidades e sociedade civil”, afirma Juscelino Filho.

Entre as principais mudanças, que passam a valer em 180 dias, a nova versão do CTB determina que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) será válida por 10 anos para condutores até 50 anos de idade. Para aqueles entre 50 e 70 anos, renovação terá que ser feita a cada cinco anos. E no caso dos acima de 70 anos de idade, a carteira de motorista vai ter validade de três anos.

Outra alteração importante diz respeito ao limite de pontos na habilitação para suspensão do direito de dirigir. Conforme proposto pelo deputado Juscelino Filho, foi criada uma escala de tolerância: 40 pontos de teto para quem não tiver infração gravíssima no período de 12 meses, 30 pontos para quem possuir uma infração dessa natureza, e 20 pontos para quem tiver duas ou mais gravíssimas. Motoristas que exercem atividade profissional terão 40 pontos de limite.

Também consta na lei a proibição de substituição de penas privativas de liberdade por penas restritivas de direitos nos crimes de homicídio ou lesão corporal cometidos por motoristas sob efeito de álcool ou substâncias entorpecentes. Em relação ao uso das chamadas cadeirinhas, a obrigatoriedade foi ampliada para crianças de até 10 anos ou 1,45 m de altura, e fica mantida a multa para quem transportá-las sem o dispositivo adequado.

Juscelino Filho destaca que cumpriu o compromisso feito na primeira reunião da Comissão Especial do PL 3267/2019, quando foi escolhido relator da matéria. “Todas as mudanças foram estudadas e feitas priorizando a proteção à vida, a segurança no trânsito e a redução dos acidentes. De forma responsável, também acatei propostas de desburocratização, modernização e diminuição de custos. Teremos um CTB muito melhor”, diz o deputado.

DNA próprio – Duas importantes novidades do Código de Trânsito foram introduzidas por iniciativa do deputado Juscelino Filho. Uma delas é a criação do Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), no qual deverão constar os motoristas que não cometerem infração sujeita a pontuação, nos últimos 12 meses. O objetivo é que esse cadastro possibilite que governos e seguradoras, por exemplo, concedam benefícios fiscais, tarifários e na prestação de serviços.

A outra é a criação e manutenção de escolas públicas de trânsito pelos órgãos estaduais e municipais. “Isso precisa ser uma realidade em nosso país. Hoje existe o Funset, um fundo que arrecada bilhões com multas, e boa parte dos recursos é para educação. As crianças e os adolescentes de hoje serão os motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres do futuro. Temos que investir nessa conscientização”, justifica Juscelino Filho.

Vetos

O PL 3267/2019 foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro com cinco vetos. Um deles diz respeito à realização de exames de aptidão física e mental apenas por médicos e psicólogos especialistas em trânsito. Também foi vetado o dispositivo que disciplinava o tráfego de motocicletas, motonetas e ciclomotores entre os veículos. A decisão final sobre os vetos cabe ao Congresso Nacional, que irá analisa-los em sessão conjunta da Câmara e do Senado.

0

As 12 mudanças de Juscelino Filho no Código de Trânsito

Deputado maranhense é relator do Projeto de Lei nº 3267/19, ao qual apresentou texto substitutivo que foi votado e aprovado esta semana na Câmara Federal; mudanças atingem desde pontuação até validade da CNH; veja abaixo

 

Juscelino Filho apresentou no plenário da Câmara Federal – paramentado com a proteção contra a coVID-19, o texto do novo CTB

Validade da CNH: De acordo com a proposta aprovada, a carteira de motorista terá validade de 10 anos para motoristas até 50 anos de idade. Para aqueles entre 50 e 70 anos, será de 5 anos. E a partir dos 70 anos, validade de 3 anos. Nos exames de aptidão física e mental, médicos e psicólogos poderão determinar validade menor da CNH.

Pontuação: O texto prevê limites diferentes de pontos na CNH para suspensão do direito de dirigir. 40 pontos para quem não tiver infração gravíssima no período de 12 meses, 30 pontos para quem possuir uma gravíssima, e 20 pontos para quem tiver duas ou mais infrações do tipo. Motoristas que exercem de atividade terão 40 pontos de teto, e poderão realizar curso de reciclagem quando atingir 30 pontos.

Cadeirinha: A proposta aprovada mantém a multa para quem transportar crianças sem o devido dispositivo de retenção (bebê conforto, cadeirinha e assento de elevação). Além disso, amplia a obrigatoriedade para crianças de até 10 anos ou 1,45 m de altura, considerada uma altura de segurança para evitar o estrangulamento pelo cinto de segurança.

Exames de aptidão: O texto estabelece que os exames de aptidão física e mental serão realizados por médicos e psicólogos com a titulação de especialista em Medicina do Tráfego e em Psicologia de Trânsito, respectivamente. Ela também prevê que os exames sejam avaliados pelo examinado, a fim de que haja fiscalização do profissional.

Avaliação psicológica: A proposta aprovada propõe a exigência de avaliação psicológica nos casos em que o condutor se envolver em acidente grave para o qual tenha contribuído ser condenado judicialmente por delito de trânsito ou quando estiver colocando em risco a segurança do trânsito, por decisão da autoridade de trânsito.

Exame toxicológico: O texto mantém a obrigatoriedade dos exames toxicológicos para motoristas das categorias C, D e E, para obtenção e renovação da CNH. Além disso, aqueles com idade inferior a 70 anos, terão de se submeter ao exame a cada 2 anos e meio. Para o relator, enquanto não se regulamenta outro tipo de instrumento para fiscalizar o uso de substâncias psicoativas por condutores, não se pode prescindir dos exames em vigor. Além disso, houve redução no número de acidentes nas rodovias com veículos pesados.

Motos no corredor: A proposta regulamenta o tráfego de motocicletas, motonetas e ciclomotores pelo corredor quando o trânsito estiver parado ou lento. Nessas situações, eles poderão trafegar entre os veículos, mas com velocidade compatível com a segurança dos pedestres e demais veículos. O texto também determina a criação de áreas de espera para motos, à frente dos carros e antes da faixa de pedestres. As medidas visam a proteção dos motociclistas, principais vítimas do trânsito brasileiro.

Multas administrativas: O texto propõe a isenção de pontos na CNH relativos às infrações de natureza administrativa, ou seja, aquelas que não colocam em risco a segurança no trânsito. Alguns exemplos: portar no veículo placa em desacordo com as especificações, deixar o comprador de efetuar o registro do veículo no prazo de 30 dias ou conduzir o veículo sem os documentos de porte obrigatório. Obviamente, estará mantida a multa.

Recall: A proposta determina que o cumprimento de recall seja condição para o licenciamento anual do veículo, a partir do segundo ano após o chamamento. A ideia é reduzir o tempo em que o veículo circulará com reparos pendentes, minimizando o risco de acidentes de trânsito.

Cadastro positivo: O texto aprovado propõe a criação do Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), no qual deverão constar os dados dos condutores que não cometeram infração sujeita a pontuação, nos últimos 12 meses. Além de apontar os bons motoristas para os órgãos de trânsito, o cadastro vai possibilitar que União, estados, municípios e seguradoras de veículos possam conceder benefícios fiscais, tarifários e na prestação de serviços.

Escolinhas de trânsito: A proposta prevê a criação de escolinhas de trânsito, por parte dos órgãos executivos de trânsito estaduais e municipais, destinadas a promover a educação para crianças e adolescentes, que serão os motoristas do futuro. Parte dos recursos do Funset, fundo formado por arrecadação de multas, pode ser utilizada para tal finalidade.

Contran: O texto determina que minutas de normas regulamentares a serem editadas pelo Contran sejam submetidas a consulta pública antes da entrada em vigor. A medida dará maior transparência às decisões do Conselho, garantindo, assim, que a sociedade civil apresente as suas contribuições, no sentido de construir normas mais justas e efetivas.

0

Mais de 50 agentes de trânsito vão trabalhar no carnaval de Imperatriz

A mistura de álcool e direção e a utilização do celular ao volante aumentam o risco de acidentes

 

Embaladas pelo clima festivo, muitas pessoas fazem escolhas erradas, descuidam da própria segurança e colocam a vida de quem está a sua volta em risco. Isso, infelizmente, é muito comum quando o “Trânsito e Carnaval” estão associados.

Diante disso, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Setran) vai disponibilizar mais de 50 agentes de trânsito nos principais pontos da folia.

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito, o consumo de álcool ao volante é responsável por, aproximadamente, 65% dos acidentes de trânsito, tornando a combinação de bebida e direção mais frequente durante o carnaval.

O agente de trânsito e supervisor geral que vai comandar todos os dias de carnaval, Wesleu Barbosa, explica que quem dirige após ingerir bebida alcoólica coloca em risco a vida não apenas do motorista, mas dos passageiros no veículo e das pessoas à sua volta.

“Por isso é tão importante não dirigir após beber, nem permitir que pessoas próximas tenham esse tipo de conduta”.

A Lei nº 13.546/2017 prevê para o condutor que provocar acidentes com morte, lesões graves ou gravíssimas, pena de 5 a 8 anos de reclusão.

3

Entenda as alterações no Código de Trânsito propostas por Juscelino Filho

O deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA) apresentou nesta quarta-feira (27) substitutivo ao Projeto de Lei nº 3267/2019, que altera o Código de Trânsito Brasileiro. O texto, com quase 50 páginas, altera diversos pontos da proposta do governo, entregue pessoalmente ao Congresso Nacional pelo presidente Jair Bolsonaro, no dia 4 de junho. O relatório agora será discutido e votado na Comissão Especial que analisa o assunto.

“Defesa à vida, segurança e redução de acidentes. Essas são as três diretrizes do nosso trabalho. Além disso, o substitutivo foi baseado em questões técnicas, após ouvirmos especialistas em seis audiências públicas e outras reuniões, bem como com a contribuição das quase 230 emendas que foram apresentadas pelos membros da comissão. Vamos debater o texto, e esperamos aprova-lo nas próximas semanas”, diz Juscelino Filho.

De acordo com o relator, é preciso reduzir os números trágicos do trânsito brasileiro. “Em 2017, foram mais de 35 mil mortes nas vias e estradas do país, o que significa uma a cada 15 minutos. No mesmo ano, quase 400 mil indenizações por invalidez foram pagas pelos DPVAT. Os acidentes também custam bilhões de Reais ao SUS e aos cofres públicos em geral. É urgente mudar essa realidade. Esse foi o compromisso feito pelo Brasil com o mundo e é o que os brasileiros exigem de nós”, avalia.

Para o presidente da Comissão Especial do PL 3267, deputado Luiz Carlos Motta (PL-SP), reunir entidades representativas e debater com especialistas os problemas do trânsito foi fundamental para colher subsídios e informações sobre o tema. “A nossa responsabilidade e maior anseio é revitalizar o Código de Trânsito, porém sempre tendo como objetivo a redução de acidentes e a proteção da vida”, ressalta.

Cadastro positivo

Uma das novidades trazidas por Juscelino Filho é a criação do Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), no qual deverão constar os dados de quem não comete infração sujeita a pontuação. “Esperamos estimular a condução responsável, premiando os bons motoristas. Propomos um sorteio anual do valor correspondente a 1% do arrecadado pelo Fundo Nacional de Segurança e Educação de Trânsito (Funset). O cadastro também pode ser usado por estados, municípios e seguradoras, possibilitando a concessão de benefícios”, explica.

Confira outros pontos do relatório:

Cadeirinha

Respaldado por estudos técnicos e considerando a relação média entre idade e altura das crianças brasileiras, a proposta é que os dispositivos de retenção sejam obrigatórios para crianças de até 10 anos de idade ou que atinjam 1,45m de altura. Fica mantida a penalidade prevista no CTB para o descumprimento dessa obrigatoriedade.

Validade da CNH

A proposta prevê 10 anos de CNH para condutores de até 40 anos de idade, 5 anos para os de 40 a 70 anos, e de 3 anos para condutores com 70 anos ou mais. Motoristas profissionais das categorias C, D e E continuam com habilitação válida por 5 anos. A qualquer tempo, em quatro casos, haverá necessidade de avaliação psicológica: suspensão do direito de dirigir, dar causa a acidente grave, condenação por delito de trânsito e colocar em risco a segurança no trânsito.

Pontuação de multas

Escala com três limites de pontuação para suspensão da CNH: 20 pontos, se o condutor tiver duas ou mais infrações gravíssimas; 30 pontos, se houver apenas uma infração gravíssima; ou 40 pontos, se não tiver infração gravíssima. A proposta ainda isenta os pontos relativos às infrações de natureza administrativa, que não colocam em risco a segurança no trânsito.

Exame toxicológico

Fica mantida a exigência do exame toxicológico para motoristas das categorias C, D e E. Dados da Polícia Rodoviária Federal apontam redução de 36% do número de acidentes com veículos pesados nas rodovias, de 2015 a 2017, após a implantação do exame. Foi proposto, porém, que o exame seja realizado somente para fins de renovação da CNH, eliminando a exigência de submissão a exame na metade da vigência do documento.

Contran

A proposta é de que minutas de normas regulamentares a serem editadas pelo Contran sejam submetidas a consulta pública antes da entrada em vigor. A medida visa à maior transparência nas decisões do Conselho, garantindo, assim, que a sociedade civil apresente as suas contribuições, no sentido de construir normas mais justas e efetivas.

0

Juscelino Filho será relator do projeto que visa aperfeiçoar Código de Trânsito

O deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA) será o relator do Projeto de Lei nº 3267/2019, do Poder Executivo, que altera o Código de Trânsito Brasileiro. A Comissão Especial que vai tratar da proposta foi instalada nesta terça-feira (17), na Câmara dos Deputados. Luiz Carlos Motta (PL-SP) vai presidir o colegiado. Também foram eleitos o primeiro-vice-presidente Leur Lomanto Júnior (DEM-BA), o segundo-vice-presidente Hugo Leal (PSD-RJ) e o terceiro-vice-presidente Lucas Gonzalez (Novo-MG).

“A iniciativa do governo de encaminhar ao parlamento sugestões de ajustes é oportuna e bem-vinda, já que nosso CTB tem mais de 20 anos. Nada mais correto do que buscarmos uma atualização devido às evoluções, inclusive tecnológicas, que tivemos nesse período. Estou convencido de que o diálogo e o debate aberto e democrático nos ajudarão a encontrar a melhor forma de aperfeiçoar o código de trânsito, sempre priorizando a vida e a segurança das pessoas. Questões como a econômica vêm em segundo plano”, disse Juscelino Filho.

Devido à importância do tema, a proposição foi entregue à Câmara pessoalmente pelo presidente Jair Bolsonaro. Entre as medidas contidas estão a ampliação, de cinco para dez anos, da validade da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e o aumento, de 20 para 40 pontos, do limite para suspensão do direito de dirigir. O projeto acaba com a exigência de exame toxicológico para motoristas profissionais e também com a multa para quem transporta criança de até sete anos e meio de idade sem cadeirinha.

“O PL tem pontos polêmicos e delicados, como esse da cadeirinha. É óbvio que você educa mais quando tem uma penalidade, é um problema cultural. Mas vamos enriquecer as discussões e formatar o melhor texto. A realização de audiências públicas será uma das principais estratégias que iremos adotar para conhecer a visão dos diversos grupos e segmentos que têm interesses ligados ao tema”, adiantou o relator, que pretende apresentar uma proposta de plano de trabalho na próxima reunião.

Ainda segundo Juscelino Filho, as diversas proposições legislativas já existentes e que tratam de questões de trânsito poderão ser aproveitadas durante os debates. O Projeto de Lei nº 3267/2019 tramita em caráter conclusivo na Comissão Especial. Se for aprovado, seguirá para o Senado Federal, sem precisar passar pelo plenário da Câmara dos Deputados.

1

César Pires propõe modernização dos símbolos que indicam atendimento preferencial a idosos

O deputado César Pires apresentará na Assembleia Legislativa um projeto de lei visando modificar a imagem (pictografia) utilizada atualmente nas vagas de estacionamento e placas que indicam atendimento preferencial ao idoso.

Para o parlamentar, a imagem atual é pejorativa e não mais reflete a realidade das pessoas com 60 anos ou mais.Por meio das redes sociais, ele fará uma consulta popular sobre o assunto.

“Hoje, quando buscamos atendimento ou vagas preferenciais de estacionamento nos deparamos com imagens que indicam idosos debilitadas, corcundas, com problema de coluna, dificuldade de locomoção e amparadas por bengalas. Com certeza, essas imagens não mais representam pessoas com 60 anos de idade ou mais”, justificou César Pires, ao anunciar o projeto.

Ele ressaltou que os brasileiros estão vivendo mais e com mais qualidade de vida, desenvolvendo diversas atividades profissionais, recreativas e esportivas. “A nossa legislação deve ser adequada a essa nova realidade, pois a terceira idade não é mais sinônimo de inatividade e doença”, enfatizou.

César Pires acrescentou que fará uma consulta popular, por meio das redes sociais, para que a população maranhense se manifeste sobre o assunto e até sugira novas imagens para serem utilizadas nas placas de atendimento e vagas de estacionamento para pessoas com mais de 60 anos.

1

Equipe da Cemar paralisa trânsito no Centro e ainda debocha de quem reclama…

Equipe da Consórcio Norte Engenharia parou o carro em plena rua dos Afogados, no horário de pico, deixando uma cauda de quilômetros; quem reclamava era destratado

 

Carro estacionado inapropriadamente, parando o trânsito para fazer serviço em poste de luz; incômodo e deboche da equipe

Uma equipe do Consórcio Norte Engenharia causou um verdadeiro caos no trânsito do Centro de São Luís, na tarde desta quarta-feira, 26.

Os dois homens resolveram fazer um serviço no poste em plena 16h30, quando o trânsito começa a ficar intenso na rua dos Afogados e estacionou o carro em plena via, impedindo a passagem.

A placa do carro usado pela equipe e o homem que ironizou os motoristas impedidos de trafegar

Aos motoristas que reclamavam do horário e da forma como o serviço estava sendo feito, um dos operários, ainda ironizava:

– E eu ligo é muito! – debochava o operário.

O outro, que subiu no poste, gritou lá do alto:

– Tá incomodado, reclama pra Cemar.

A equipe pertence ao Consórcio Norte Engenharia, que está a serviço da companhia energética do Maranhão

Só após longos 20 minutos, os dois homens parecem ter concluído o serviço e deixaram o local, como se nada tivesse acontecido.

O desrespeito da equipe gerou forte aglomeração e bate-bocas na região do Centro…

0

Orientação eficiente garante êxito nas mudanças no trânsito do Maiobão

Tiveram início neste sábado, 25 de agosto, as mudanças do trânsito no bairro Maiobão. Com o apoio de agentes de trânsito e do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV), desde as primeiras horas da manhã houve uma grande operação de orientação para os motoristas e condutores de motos nos principais pontos de mudança, nas Avenidas 13, 14, 3, 11, 1 e na MA-201, bem como nos cruzamentos das avenidas 13 e 14 com a MA-201.

O trabalho de orientação dos agentes continua neste domingo e nos próximos dias.

“Sabemos que toda mudança causa transtornos e não agrada a todos, mas graças ao trabalho de orientação desempenhado pelos agentes de trânsito da Prefeitura e pelos policiais do BPRV tudo está ocorrendo na normalidade, sem muitos problemas. Esta é mais uma das várias ações inéditas em benefício da população luminense realizadas pela Prefeitura nestes 20 meses da nossa gestão”, assinalou o prefeito de Paço do Lumiar Domingos Dutra (PCdoB), que acompanhou de perto o trabalho dos agentes e conversou com motoristas e pedestres.

O secretário municipal de Mobilidade Urbana, Pádua Nazareno, também classificou como exitosa a implantação das mudanças no trânsito do Maiobão.

“A população está entendendo que estas mudanças são para melhorar a segurança no trânsito e o tráfego de veículos nesta região próxima à MA-201. Há algumas dúvidas, principalmente com relação a multas, mas estamos esclarecendo que neste primeiro momento e nas próximas semanas o trabalho será só de educação e orientação, sem punição ainda”, explicou o secretário.

Para o sargento Ronaldo, do BPRV, que comandou as operações no sábado no Maiobão, a maior dificuldade é convencer os motoristas a não seguir por acessos que agora estão proibidos.

“Mas acredito que tudo é uma questão de tempo até todos se acostumarem com as mudanças. A orientação é para que os condutores fiquem atentos à sinalização”, ressaltou o policial.

Na opinião da contadora Maria Lúcia Franco, que neste sábadodirigia pela Avenida 14, as mudanças com certeza são para melhor, desde que os motoristas obedeçam à sinalização e aos semáforos.

“Não vejo problemas em mudar o sentido das avenidas, desde que seja para melhorar o trânsito”, afirmou a motorista.

As mudanças

As mudanças colocadas em vigor pela Prefeitura de Paço do Lumiar no trânsito no bairro Maiobãosão a última etapa das modificações feitas pelo Governo do Estado no ano passado para melhorar o tráfego de veículos e a segurança no trânsito e na região da MA-201 e na Avenida 10, em Paço do Lumiar.

As principais modificações são as seguintes: a Avenida 13 agora é mão única descendo até o cruzamento com a Avenida 3, próximo ao CAIC. Do trecho do CAIC até o cruzamento com a Avenida 1 (próximo ao Palheta) continua como mão dupla. A Avenida 14 agora é mão única subindo até a MA-201. Os condutores que estão na Avenida 6 do Maiobão e querem ir para Ribamar (MA-201) têm de fazer o retorno de quadra dobrando à direita na Avenida 13 e depois à esquerda(nas ruas 83 ou 84),próximo ao Colégio Domingos Vieira Silva, seguindo pela Avenida 14.Outra novidade importante são os semáforos no cruzamento da Avenida 14 com a MA-201.

Já os ônibus das linhas Cidade Verde, Metropolitano, Paranã e Eugênio Pereira circulam agora somente pela Avenida 12 do Maiobão.

Com essas mudanças a Prefeitura de Paço do Lumiar atende aos moradores da Avenida 11, Sítio Grande, Bacuritiua e também das ruas projetadas da Avenida 14, bairro Santa Clara, Presidente Vargas e La Belle Park, entre outras comunidades do entorno.

O secretário municipal de Mobilidade Urbana (Semur), Pádua Nazareno, explica que o projeto de mudança foi elaborado por engenheiros de trânsito, após estudos técnicos. O objetivo é ter um trânsito mais seguro e sem congestionamentos. “Como haverá mudanças de hábitos, é normal que no início algumas pessoas estranhem. Mas depois todos vão perceber que o trânsito ficou melhor”, avalia Pádua Nazareno.

3

Prefeitura libera novas alças no Bequimão e modifica retorno de quadra no Turu…

Secretaria de Trânsito e Transporte concluiu as obras de readequação do trânsito para melhorar o fluxo de veículo, em parceria com o Hospital São Domingos; na São Luís Rei de França foi modificado o retorno de quadra próximo à Fribal

 

O novo retorno do Bequimão ficou mais próximo do antigo Roque Santeiro

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes entregou no último domingo, 18, as novas alças de retorno na região do Bequimão, em frente ao Atacadão.

A obra, em parceria com o Hospital São Domingos, visa melhorar o fluxo de veículos na região, evitando as caldas gigantescas de congestionamentos.

Além das novas alças de retorno, a obra consiste no alargamento das pistas nos dois sentidos, facilitando o trânsito.

Um dos trechos a ser alargado para melhorar o fluxo é exatamente o que passa em frente ao próprio São Domingos, ainda isolado com tapumes.

O trecho também será alargado, para aumentar a pista de rolamento.

No Turu, a mudança se deu com alteração dos retornos de quadra

Turu

Na avenida São Luís Rei de França, a SMTT modificou o retorno de quadra que passa ao lado da loja da Fribal, no Turu.

A entrada e a saída da via foram mudados de lugar  para que o trânsito flua melhor.

– Ficou excelente – disse o secretário Canindé Barros.

a obra foi entregue na quinta-feira, 15, e está sendo monitorada por agentes de trânsito até a familiarização dos motoristas.

2

SMTT conclui intervenção e melhora trânsito no bairro Renascença II…

As placas de trânsito foram realocadas para dar maior fluidez na região

O trânsito do Renascença II ganhou uma nova configuração com a intervenção realizada pela Prefeitura de São Luís na região. As alterações incluíram a instalação de nova sinalização vertical, horizontal e semafórica.

O objetivo da ação do poder público municipal, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), é favorecer a mobilidade na área, organizando o fluxo de veículos nas vias do bairro.

 – A proposta do poder público municipal é melhorar a organização do trânsito também em bairros como o Renascença, onde há um grande fluxo de veículos trafegando diariamente pelas vias – destacou o chefe da SMTT, Canindé Barros.

As faixas ganharam a nova padronização de cores já usada pela prefeitura em outras regiões

No Renascença, as mudanças envolveram cerca de 50 vias, localizadas entre a Rua Miquerinos (ao lado do Golden Tower/ Business Center) e a Rua das Patativas (nas proximidades da Lagoa da Jansen). Em algumas das vias – como as ruas Queopes, Junco, Mitra, Osires, dos Mandacarus, das Graúnas, dos Lotus e das Gaivotas – a SMTT definiu um sentido único de fluxo de veículos, com um sistema binário, onde uma vai e a outra vem.

A ação conta com a parceria da rede de drogarias Drogasil S.A…