1

Estranha reviravolta nas liminares para o curso de Medicina da Uema de Caxias

Após denúncia e abertura de investigação de um suposto esquema de transferência de alunos – até de escolas particulares – começam a sair novas liminares, desta vez revogando as anteriores

 

Se já era motivo para investigação rigorosa – mesmo num Maranhão onde os rigores da lei só atingem adversários do “rei” – as denúncias de venda de liminares para o curso de Medicina da Uema de Caxias ganharam novos desdobramentos.

O jornalista Gilberto Léda tratou em seu blog, na tarde desta quarta-feira, 04, de uma série decisões do juiz Sidarta Gautama (ele mesmo!!!) revogando as liminares anteriores concedidas por ele próprio. (Entenda aqui)

As decisões, que cancelam as liminares de transferência, atingem agora alunos que já estão prestes à formatura.

E a estranheza das decisões de Gautama só amplificaram as suspeitas de uma indústria de liminares para favorecer candidatos ao curso de Uema.

Sidarta Gautama é assíduo frequentador de notícias negativas do Judiciário maranhense, como se pode ver nos post abaixo:

Declaração de Othelino Neto deve sepultar CPI da Uema de Caxias…

Uma antiga conversa de Gláucio Alencar na corregedoria de Justiça…

Blogueiro depõe em inquérito contra Sidarta Gautama na CGJ…

Histórias de agiotagem…

E a atuação do juiz – quase que perpetua no município de Caxias – sem transferência para qualquer instância, desde que lá chegou, levanta ainda mais suspeitas de sua atuação.

Mas esta é uma outra história…

1

Declaração de Othelino deve sepultar CPI da Uema de Caxias…

Presidente diz que suposto envolvimento de juízes em liminares de transferências para curso de Medicina da Uema, em Caxias, deve ser apurada pelo Conselho Nacional de Justiça

 

YGLÉSIO TENTOU OCUPAR ESPAÇO COM CPI DA UEMA, mas declaração de Othelino Neto deve inviabilizar o Requerimento

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB) sugeriu nesta quinta-feira, 29, que não deve prosperar o requerimento de instalação de uma CPI para apurar irregularidades na transferência para o curso de Medicina da Uema, em Caxias.

– A verdade é que existe o entendimento de que esse é um assunto interno do Poder Judiciário que diz respeito a eles. O foro competente para se questionar decisões judiciais, ou a conduta de juízes e de membros do Judiciário é da Corregedoria do próprio TJ ou do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) – ponderou o presidente.

A denúncia sobre suposto esquema de transferência d alunos de faculdades particulares – inclusive de outros países – para a Uema de Caxias, oi eita esta semana pelo deputado estadual César Pires (PV).

Mas foi o colega Yglésio Moyses (PDT) quem se apressou em colher as assinaturas para a instalação da comissão.

A declaração de Othelino Neto é uma espécie de recomendação aos parlamentares qu já assinaram a CPI.

E devem, inclusive, retirar as assinaturas…

0

Hildo Rocha pede ao ministro da educação curso de medicina em Chapadinha e polo da Ufma em Barra do Corda

Durante audiência com o ministro da Educação, Ricardo Vélez, realizada ontem, em Brasília, o deputado federal Hildo Rocha solicitou oficialmente a implantação de Curso de Medicina na cidade de Chapadinha e a construção de um polo em Barra do Corda.

Curso de Medicina em Chapadinha

O deputado destacou que a cidade de Chapadinha é sede de um importante polo de desenvolvimento econômico.

“O município tem toda a estrutura necessária para que seja instalado o curso de medicina. Tem várias unidades de saúde, inclusive hospital regional, além de vários profissionais da área. Por isso solicitei ao ministro Ricardo Vélez o seu apoio para viabilizar a instalação do curso de medicina naquela importante cidade maranhense”, alegou Hildo Rocha.

Implantação de Polo da Ufma em Barra do Corda

Na ocasião, o parlamentar solicitou a implantação de um Polo da Ufma para Barra do Corda.

“Ministro Ricardo, estou lhe pedindo, na presença da reitora da Universidade Federal do Maranhão, Nair Portela, em nome da população de Barra do Corda, que você nos ajude a instalar um polo da Universidade Federal do Maranhão em Barra do Corda que também é sede de uma regional, tem excelente localização geográfica, fica bem no centro do Maranhão, é uma cidade pujante que merece e precisa de um polo da nossa Universidade Federal para se desenvolver mais ainda”, argumentou o deputado.

Biblioteca da Ufma

Hildo Rocha solicitou a liberação de recursos para a conclusão do prédio da biblioteca central do campus da UFMA em São Luís.  

“A obra do prédio está paralisada. Os recursos financeiros para a conclusão daquele prédio foram viabilizados por meio de emenda em 2017. Entretanto  os recursos ainda estão bloqueados. O ministro se comprometeu em resolver esse entrave”, destacou.

Recursos para a Uema

Ainda de acordo com o parlamentar, existem recursos de sua autoria que foram destinados para a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) que também entraram no contingenciamento do governo federal.

“Só para a compra de material didático, destinei mais de um milhão de reais que deveriam ter sido aplicados na compra de equipamentos didáticos”, declarou Hildo Rocha.

Urbanização do Campus de Balsas

Outra demanda que foi apresentada pela reitora Nair, pelo pró-reitor, João de Deus Mendes e pelo deputado Fufuca, foi a complementação das instalações do prédio do Campus da Ufma de Balsas. O assunto já havia sido discutido durante reunião da qual participaram o professor João de Deus; o prefeito de Balsas, Erik Augusto Silva; o diretor do Campus de Balsas, Francisco de Assis, o deputado André Fufuca e o senador Wewerton Rocha.

“Hoje eles participaram da audiência, explicando pessoalmente o problema ao ministro, que assegurou priorizar a liberação dos recursos necessários para a conclusão das obras”, esclareceu o parlamentar.

Participaram da audiência os deputados federais Hildo Rocha, André Fufuca, Edilázio Júnior, Eduardo Braide, Gildenemyr e Pedro Lucas; o deputado estadual Marco Aurélio e o senador Wewerton Rocha, a Reitora da Ufma, Nair Portela, o pró-reitor,  João de Deus Mendes, o Presidente da CAPES, Anderson Ribeiro Correia, e a professora Lúcia Brandão, representante da Uema em Brasília, também participaram do encontro.

0

Vereador Dr. Gutemberg coordena reunião geral da obesidade…

Responsável por implantar a cirurgia bariátrica no Hospital da Universidade Federal do Maranhão, o vereador Dr. Gutemberg, coordenador do Serviço de Cirurgia Bariátrica do HU-UFMA, ministrou palestra na Reunião Geral da Obesidade.

O objetivo foi orientar as pessoas candidatas a essa cirurgia sobre os cuidados com o preparo operatório, tipo de cirurgias e pós-operatório. A reunião acontece de dois em dois meses no auditório do Hospital Universitário, sendo aberta ao público (pacientes e familiares).

“A avaliação pré-operatória dos pacientes candidatos à cirurgia bariátrica é realizada por uma equipe multidisciplinar com o objetivo de informar sobre os riscos, benefícios e opções de técnicas cirúrgicas disponíveis. Essas orientações são importantes porque para uma pessoa ser submetida ao procedimento cirúrgico, ela precisa estar com acabeça e o corpo preparados. Ressalte-se a experiência da equipe cirúrgica, que presta esse serviço há 17 anos, e é o único serviço público credenciado pelo Ministério da saúde no Maranhão”, destaca Dr. Gutemberg.

As operações bariátricas e metabólicas tem sido cada vez mais procuradas e indicadas para o tratamento da obesidade e de suas doenças associadas, cujo carro-chefe é o diabetes tipo 2. Além de levar a perda de peso , a cirurgia bariátrica  traz benefícios no tratamento de outras doenças relacionadas à obesidade.

Entretanto, para o sucesso dessa cirurgia é necessário cumprir todas as orientações informadas durante a Reunião Geral da Obesidade.

2

A farsa do governo Flávio Dino sobre cursos de Medicina na região tocantina…

Projeto comunista aprovado na Assembleia cria o Centro de Ciências da Saúde na UemaSul, mas os líderes governistas não dizem que os cursos estão suspensos por Portaria do Ministério da Educação

 

Alunos assistem aulas na UemaSul; Medicina só a partir de 2023, segundo Portaria do MEC

A Assembleia Legislativa aprovou no último dia 4, Projeto de Lei encaminhado pelo governo Flávio Dino (PCdoB) que prevê a criação de cursos de Medicina na Universidade Estadual da Região Tocantina.

Mas a medida, embora usada como arma de propaganda do governo comunista, é inócua do ponto de vista prático.

A Portaria número 328, do Ministério da Educação, proíbe a instalação de novos cursos de Medicina no país desde 5 de abril de 2018.

Portaria do MEC estabelece que novos cursos de Medicina estão suspensos por cinco anos

A aprovação do projeto na Assembleia e a divulgação maciça por parte dos governistas faz parte do esquema de propaganda eleitoral comunista na região tocantina, onde Flávio Dino começa a ser cobrado pelas promessas de campanha de 2014.

O curso de Medicina foi anunciado pelo próprio governador ainda em fevereiro deste ano, durante solenidade na UemaSul. (Leia aqui)

Mesmo após a proibição do Ministério da Educação, o governo comunista continuou a manter a farsa de que instalará o curso em Imperatriz e região.

Tanto que, em junho – dois meses depois da proibição do MEC – o próprio site da UemaSul continuava a anunciar que “implantação do curso de Medicina avança com criação da comissão de implantação e auxílio de consultoria externa”.

Ou seja, o governo gastou dinheiro com consultoria mesmo já sabendo que só poderia implantar o curso em 2023.

E a farsa continuou com o encaminhamento do projeto para a Assembleia Legislativa.

Tudo seguindo com script de um enredo eleitoral…

1

Roberto Costa e João Alberto conseguem curso de Medicina para Bacabal…

Deputado e senador lutaram por cinco anos até conseguir viabilizar o projeto no Ministério da Educação, mesmo diante do descaso da prefeitura

 

Deputado Roberto Costa com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, em uma audiência para garantir o curso de medicina para Bacabal.

Após cinco anos de luta do deputado estadual Roberto Costa e do senador João Alberto (ambos do MDB), o curso de medicina é aprovado em Bacabal. A publicação saiu no Diário Oficial da União, nesta sexta-feira (9), por meio da Portaria nº 152.

O parlamentar fez diversas cobranças à Prefeitura para que apresentasse recursos visando garantir a instalação do curso, visto que avaliação feita pelo Ministério da Educação, através da Secretaria de Regulação e Supervisão de Educação Superior do Ministério da Educação, havia reprovado a cidade para receber o Curso por falta de estrutura.

O deputado Roberto Costa lembrou que desde 2013, vem lutando para implantação do curso de medicina, onde se reuniu, na época com ministro da Educação, Aluízio Mercadante, que autorizou o curso no município.

Porém, mesmo com a aprovação, a Prefeitura de Bacabal deveria se manifestar para que a instalação se efetivasse. Como não houve a manifestação, por falta de preenchimento de formulário no site do Ministério da Educação, todo o processo acabou sendo arquivado.

Diante desta situação, o deputado Roberto Costa e o senador João Alberto não desistiram e continuaram lutando incansavelmente, buscando uma nova aprovação.

Em uma audiência realizada em Brasília, com o presidente Michel Temer, e o ministro da Casa Civil Eliseu Padilha, o parlamentar teve a garantia de uma nova aprovação do curso para Bacabal.

Depois disso, uma nova visita foi realizada pela Comissão do Ministério da Educação em Bacabal constatando, que o município não tinha estrutura para receber o curso, os postos de saúde não funcionavam adequadamente, não tinham médicos, falta de medicação, os salários dos funcionários atrasados e o Hospital Municipal não teria condição de fazer uma cirurgia.

Deputado Roberto Costa com o senador João Alberto, reitora da Ufma, Nair Portela e ministro da educação Aloizio Mercadante. Aqui, começou a luta pelo curso de medicina para Bacaubal.

Após tomar conhecimento, o deputado usou a tribuna da Assembleia e exigiu que a Prefeitura apresentasse recursos visando garantir a instalação do curso, visto que a avaliação que o Ministério da Educação fez, através da Secretaria de Regulação e Supervisão de Educação Superior do Ministério da Educação, reprovou a cidade para receber o Curso de Medicina, por falta de estrutura.

O deputado Roberto Costa conta sobre a felicidade desta autorização do curso de medicina, após toda essa luta.

“A luta é nossa e do povo de Bacabal, após várias audiências junto com senador João Alberto ao Governo Federal, conquistamos essa aprovação. Há mais de cinco anos, nós conseguimos colocar Bacabal dentro da relação para ser agraciada com direito a instalação do curso de Medicina. É uma alegria e uma satisfação, saber que os estudantes de Bacabal terão a oportunidade de fazer o curso de medicina na sua cidade, oportunidade, também, para toda a Região do Médio Mearim. Hoje, coroamos essa vitória com a nossa população”, destacou.

5

Juscelino Filho consegue curso de medicina para Santa Inês…

Foi publicada no Diário Oficial desta sexta-feira, 8, a autorização para a instalação de curso de medicina no município de Santa Inês.

A confirmação também foi feita ao deputado federal Juscelino Filho (DEM), pelo ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM).

Hoje, o local mais próximo a oferecer o curso, é a capital, São Luis.

– Fico muito feliz e honrado por poder trazer essa boa notícia a todos de Santa Inês. Venho a algum tempo tratando o assunto com o ministro Mendonça e o governo federal. E a boa notícia é para a região também. Agora, a juventude vai ter a oportunidade de fazer o curso de medicina, e isso é a realização de um sonho para muitos deles. Além disso, abrimos portas para que outros cursos venham atender o município e a região. A prefeita Dra. Vianey é médica também, tem compromisso, está fazendo uma gestão eficiente, e isso não me deixa dúvidas do empenho que ela terá para tornar essa boa notícia, realidade. Continuaremos atuando junto ao ministério – celebrou o parlamentar, que é médico.

1

Instituto Waldir Jorge celebra aprovação de aluno em 1º lugar de Medicina…

Anúncio com o desempenho do aluno: destaque

O Instituto Educacional Deputado Waldir Filho, em Lago da Pedra, comemora mais uma importante conquista: um de seus alunos, Ayrison de Melo Sousa, foi aprovado em 1º lugar para o curso de Medicina na Faculdade Barão do Rio Branco, no estado do Acre.

O estudante de 21 anos, que estudou o ensino fundamental e médio no Instituto Educacional Deputado Waldir Filho, conseguiu a vaga para o curso de Medicina, que é um dos cursos mais concorridos no país,  através do Prouni, onde obteve bolsa integral.

Ele reconhece a importância que a escola teve para a sua aprovação.

– Se eu consegui essa vaga o instituto teve uma boa parcela de ajuda nisso, porque me incentivava a buscar mais, a querer mais, sempre me instigava a insistir naquilo que eu acreditava; se era aquilo que eu queria, eles  me aconselhavam a persistir e eu acreditei nos que eles me passaram – disse o estudante.

Para a diretora do IEDWF, Mara Lopes, é uma imensa satisfação ver um dos ex-alunos conquistando essa aprovação, pois é um reflexo do trabalho que vem sendo desenvolvido na escola.

– Pra gente é muito gratificante porque é o resultado de 14 anos de trabalho e a gente sabe que em educação as coisas acontecem com planejamento, dedicação e é uma realização de um sonho o que pra gente é um orgulho, o crescimento do aluno é o crescimento da instituição – disse a diretora.

O Instituto Deputado Waldir Filho-IEDWF, vem ganhando destaque em toda a região pelo trabalho  de excelência que desenvolve na comunidade escolar, influenciando para que seus alunos tenham um futuro promissor alcançado através dos alicerces implantados no cotidiano escolar.

– O instituto hoje teve um crescimento não só a nível de Lago da Pedra, mas no Maranhão. Nós hoje somos a 55ª escola, segundo dados do próprio do MEC no ranking estadual. Vendo a realização desse aluno em primeiro lugar, então é resultado muito trabalho e um trabalho em equipe – ressaltou Mara Lopes.

0

Dr. Gutemberg Araújo: a importância da representação médica na Câmara de São Luís…

Gutemberg: ações na área de Saúde

Gutemberg: ações na área de Saúde

Médico de formação, professor universitário – e também casado com uma médica Dra Kika – o vereador Dr. Gutemberg Araújo tem marcado sua atuação em seus dois mandatos parlamentares por uma forte defesa da categoria da qual faz parte.

De fato, suas ações demonstram a sensibilidade de quem entende a importância de uma Medicina de qualidade; uma boa educação em saúde e a valorização de um profissional indispensável para uma vida com qualidade.

É do vereador, por exemplo, a iniciativa da Audiência Pública que teve como tema “Planos de Cargos e Salários e piso FENAM para a Classe Médica”, à qual se fizeram presentes diversas autoridades do governo Estadual e do governo Municipal ligadas à área da saúde, médicos e acadêmicos de medicina, num auditório lotado.

Aqui em São Luís, a luta é encabeçada pelo Conselho Estadual de Medicina, Associação Médica do Maranhão e Sindicato dos Médicos, além de outras entidades representantes da classe. Assumindo o vereador o papel de instrumento que leva as aspirações da população à quem tem o poder de resolução.

Na audiência, vereador Dr. Gutemberg Araújo afirmou ser inaceitável uma categoria tão importante como a médica, composta de 400 mil profissionais, não ter uma carreira profissional que contemple um piso salarial, mobilidade, ascensão social e estímulo à qualificação, permitindo não apenas dedicação exclusiva, como também o aperfeiçoamento continuado, gerando benefícios à população.

O vereador Dr. Gutemberg encaminhou ao Executivo Municipal solicitação de implantação da Carreira de Médico, inclusive anexado modelos já utilizados em outras cidades como Fortaleza e Natal.

Também é de Dr. Gutemberg Araújo o Projeto de Lei que reduziu o ISS em 50% para os profissionais da área da saúde, aguardando apenas a regulamentação do Prefeito, e a Lei que instituiu em São Luís o Setembro Verde, mês dedicado à reflexão e ações que objetivam o despertar para importância da doação de órgãos.

Dr. Gutemberg Araújo, na condição de médico e parlamentar, defende que o país – e o Município, por consequência –  precisa garantir condições para o desenvolvimento da atividade médica, como salário digno, estabilidade e aposentadoria condizente.

Todas estas ações refletirão no atendimento médico qualificado e humanizado para toda a nossa população.

3

Congresso Maranhense de Medicina – Inscrições abertas…

As incrições para o I Congresso Maranhense de Medicina – que engloba o 21º Congresso de Cirurgia Minas-Brasil Cirurgia 2012, o XIV Conclave Brasileiro de Academias de Medicina e a reunião anual dos secretários estaduais de Saúde – ainda podem ser feitas gratuitamente no site www.congressomaranhensedemedicina.com.

O evento será promovido pela Secretaria de Estado da Saúde, no período de 03 a 06 de julho, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, e vai reunir os maiores especialistas do país na área de saúde, em atuação dentro e fora do estado.

A iniciativa faz parte das comemorações do IV Centenário de São Luis.

A abertura dos eventos será dia 04 de julho, com a presença do ministro da Saúde, Alexandre Padilha; dos presidentes do Conselho Federal de Medicina, Roberto D´Ávila, da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), Cid Carvalhaes; da Federação Brasileira de Academias de Medicina, José Leite Saraiva; da governadora Roseana Sarney e do secretário de Estado da Saúde, Ricardo Murad.

A programação preliminar pode ser encontrada no site. O I Congresso de Medicina terá início dia 03 de junho e abordará assuntos relacionados à pediatria, ortopedia, saúde mental, doenças renais, terapia intensiva, hematologia, neurologia e otorrinolaringologista. Entre os palestrantes estão os doutores Daniel Rinaldi (presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia), Ela Tosta (presidente da Academia Brasileira de Neurologia), Reitan Ribeiro (Serviço de Ginecologia e Mama – Hospital Erasto Gaertner (PR), e Anderson Silvestre (presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica – DF).

Congresso de Cirurgia – O 21° Congresso “Cirurgia 2012” também terá início dia 03 de julho, com o curso avançado de urgências em cirurgia da obesidade (150 vagas), que será dividido em módulos: Entendendo a cirurgia; complicações mais freqüentes da gastroplastia em Y de Roux; complicações da gastrectomia vertical e banda gástrica ajustável; urgências nutricionais e psíquicas, além da discussão de casos reais.

Durante todo o período serão realizadas conferências, simpósios satélite, mesas redondas e os cursos nas áreas de trauma torácico, trauma pélvico, hérnias e parede abdominal, anatomia cirúrgica, tratamento ambulatorial das hérnias e urgências em hérnias.