23

Juventude do PPS emite nota com sérias acusações a Ester Marques…

ester_marquesEm nota, enviada à imprensa, a Juventude do PPS, partido presidido por Eliziane Gama no Maranhão, diz responder a “agressões da Prof. Ester Marques contra o partido.

Segundo a nota, Ester havia dito que as indicações do partido são incompetentes, deixando-os indignados com as declarações da professora.

Leia, na íntegra, a nota abaixo…

A Juventude do PPS vem esclarecer dois importantes pontos quanto as agressões da Prof. Ester Marques contra o partido:

1. Repudiamos as agressões feitas pela secretária Ester Marques sob acusações de incompetência direcionadas contra todo o PPS. Só na juventude temos bons quadros que por formação acadêmica não poderiam ser acusados de incompetentes ou despreparados. Só na direção temos 04 turismólogos, 02 geógrafos formados pela UFMA, profissionais na área da saúde e 01 formado em administração, assim como outros cursos. Como exemplo, a presidente da JPS MA além de graduada na UFMA, possue especialização pela UEMA e ainda cursa direito. A senhora nunca teve acesso ao currículo de ninguém da JPS mas teve a coragem de afirmar que todos os filiados sāo indignos de trabalhar com “Vossa Excelência”. Mas contra fatos não há argumentos, se a juventude tem quadros, imagina a direção do partido.

2. Apoiamos o governador Flávio Dino desde o início desse projeto lá em 2008 e continuaremos a seu lado por acreditar que ele seja o líder capaz de tirar o Maranhão dessa situação de miséria e abandono e não será a secretária Ester que mudará nossos sentimentos de lealdade e admiração que temos pelo Governador Flávio Dino. Nunca mudamos de lado por benefícios, empregos ou quaisquer facilidades. Ao contrário da Prof. Ester Marques e seus indicados, nunca fomos do grupo Sarney, portanto é inviável sermos acusados de sedentos por cargos, como todo o partido foi acusado.

Tivemos informações que foram indicados pra secretaria de cultura até membros da juventude do PMDB, que venderam o DCE da UFMA para o Roberto Costa, na gestão passada.

Incompetentes, prof. Ester Marques, foram aqueles que governaram por anos o nosso Estado e o destruíram, massacrando nosso humilde povo. Esses sim não merecem mais nenhuma oportunidade, pessoas essas que a senhora pediu votos na TV há alguns meses atrás e hoje critica fervorosamente apenas pra continuar secretária. Não esqueça disso!

JUVENTUDE POPULAR SOCIALISTA DO MA – JUVENTUDE DO PPS.”

0

Antônio Pereira mobiliza governo para abrir a UPA do São José, em Imperatriz…

Antônio Pereira luta pelo povo de ImperatrizO deputado Antônio Pereira (DEM) protocolou indicação na Assembléia – já encaminhada ao governador Flávio Dino e ao secretário da Saúde, Marcos Pacheco – pedindo convênio para possibilitar a abertura da UPA do Parque São José, em Imperatriz.

Na indicação, Antônio Pereira pede que Dino e Pacheco determinem convênio com a Prefeitura de Imperatriz, objetivando o funcionamento da UPA, projetada para atender  20 mil pessoas da segunda maior e mais importante cidade do Maranhão.

O democrata informou que a UPA foi construída pela Prefeitura de Imperatriz e está fechada, porque o Governo Municipal não tem condições financeiras para custear os serviços médicos de urgência e emergência, que serão realizados pela unidade de saúde.

A UPA do Parque São José foi projetada para atender cerca de 20 mil pessoas dos bairros Ouro Verde, Vila Macedo, Planalto, Parque São José, Bonsucesso, Santa Rita, de comunidades do Complexo Santa Rita e até de outros municípios da Região Tocantina.

Para Antônio Pereira, uma vez concluída e aparelhada, a UPA do Parque São José desafogará a demanda de pacientes na UPA da Avenida Bernardo Sayão e no Hospital Municipal de Imperatriz (HMI), o “Socorrão”, que mensalmente atendem cerca de 30 mil pessoas.

0

Um dia se é pedra, no outro vidraça…

Aliados e, sobretudo, o próprio Governo do Estado têm de se acostumar, o quanto antes, a receberem críticas e alvo de cobranças.

Agir de forma tempestuosa a isto de nada adianta. Ainda mais quando a reação se configura com indiretas e ironias nas redes sociais.

Como aconteceu com a equipe de O Estado, bombardeada com desqualificações a seu trabalho jornalístico.

Este comportamento soa apenas como infantil e despreparo.

Aqueles que hoje criticam outrora foram criticados e é assim mesmo: um dia se é pedra, no outro se é vidraça.

Simples assim…

 

5

E as demais prefeituras?

Mesmo alegando dificuldades financeiras, o Governo Estadual anuncia quase a todo momento parceiras com a prefeitura de São Luís.

Até aí tudo bem, já que Edivaldo Júnior não conseguiu dar conta da cidade em dois longos anos de forma satisfatória. Estas parcerias dão esperanças não só ao prefeito que quer salvar sua gestão, mas também aos cidadãos ludovicenses que ainda não viram muita mudança por aí.

O problema surge quando se pensa nos demais municípios maranhenses, sobretudo aqueles que não foram aliados de Dino quando este ainda era candidato a governador.

Só resta, diante disso, parabenizar e confiar na Famem em fazer seu papel de interlocutora entre o governo junto aos prefeitos como este blog já havia publicado.

Sem distinções…

4

Decisão de última hora? Talvez não…

15016369Setores ligados de imprensa e aliados à nova gestão do Governo do Estado afirmam que a decisão de fechar a Fundação da Memória Republicana Brasileira (FMRB) foi revertida após “polêmica e acusações do grupo Sarney de perseguição política”.

Ora, subitamente, do nada, uma decisão de fechar se segue rapidamente à decisão de não só manter, mas também começar nesta segunda-feira estudos do prédio e do acervo ali presente.

Um planejamento já muito bem articulado para quem decidiu não fechar o prédio por “pressões ligadas à oposição”.

Pareceu ao mesmo tempo o mesmo alarde feito em relação ao orçamento inicial de 2015, quando primeiro anunciaram praticamente falência do estado, para logo depois dizerem que “nem tudo está perdido e o problema será contornado em breve”.

Resumindo: apenas alarmes falsos…

3

População não vê com bons olhos desapropriação do Convento das Mercês…

Foto 1 - Reunião sobre Fundação da Memória Republicana

Secretária de Cultura, Ester Marques, e secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, dialogam com comunidade sobre atividades da Fundação da Memória Republicana

Assim como várias pessoas já criticaram a investida do governador Flávio Dino (PCdoB) contra a Fundação da Memória Republicana do Brasil – incluindo aí um artigo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) exaltando a importância da Fundação e  reproduzido no último domingo pelo jornal O Estado – populares também desaprovam a medida.

Aos olhos de muita gente, a memória ali preservada será perdida, atingindo milhares de famílias atendidas pelos projetos desenvolvidos pela instituição.

A comunidade do bairro Desterro é uma que ficou apreensiva, pois era beneficiada com aulas de reforço escolar oferecidas pela fundação.

Este é um dos vários exemplos do porque a medida simplesmente não tem razão de ser. Quem perde não é a chamada “oligarquia Sarney”, mas a população e a memória histórica do Estado e do país.

Em contrapartida, o Governo do Maranhão instituiu uma comissão para assumir a Fundação da Memória Republicana Brasileira (FMRB), que funciona no Convento das Mercês, no Bairro do Desterro.

Formada por representantes do governo, especialistas técnicos e pessoas do bairro, a comissão dará continuidade a partir de desta segunda-feira (19) às atividades já desenvolvidas no local e ampliará a programação a partir de estudos de necessidades e de demandas da própria comunidade.

É aguardar e conferir…