2

Fábio Gentil anuncia candidatura à Famem com apoio de Brandão e Josimar

O prefeito de Caxias, Fábio Gentil (PRB) anunciou nesta segunda-feira, 4, sua candidatura à presidência da Famem.

Ele deixou claro que seu projeto tem o apoio do vice-governador Carlos Brandão e dos deputados federais Josimar de Maranhãozinho (PL) e André Fufuca (PP).

Uma das  plataformas de campanha do prefeito é articular a Famem pela busca da vacina contra o coronavírus.

A eleição da Famem deve ocorrer na segunda quinzena de janeiro.

3

Brandão deve comandar reunião com novos prefeitos em janeiro

Vice-governador deve assumir o Governo do Estado a partir do dia 4 de janeiro, às vésperas de reunião com gestores municipais eleitos e reeleitos em 2020; base será toda convidada para o evento

 

Brandão estará à frente do governo em janeiro, período de eleição da Famem e de posse dos novos prefeitos maranhenses

O vice-governador Carlos Brandão (PRB) deve ser o presidente de um encontro estadual com todos os prefeitos eleitos e reeleitos em 2020 no Maranhão.

Ele deve assumir o comando do estado em janeiro, quando o titular Flávio Dino (PCdoB) tira as tradicionais férias de início de ano.

Para o encontro com os gestores, Brandão deve chamar também asa lideranças de todos os partidos da base governista – incluindo os senadores Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania), também cotados como opção para o governo em 2022.

O evento acontecerás às vésperas da eleição para a Federação dos Municípios (Famem), mas o governo não deverá interferir no processo; a tendência é que Erlânio Xavier (PDT) seja reeleito.

Será a primeira reunião envolvendo toda a base do governo Dino desde as eleições de 2020, que gerou forte disputa interna entre os alados do governador.

0

Erlânio Xavier fortalece posição para reeleição na Famem

Com apoio de prefeitos nos principais colégios eleitorais e de articulação de líderes da bancada na Câmara e no Senado, presidente da entidade municipalista caminha para renovação do mandato nas eleições de janeiro

 

Luciano Leitoa desmentiu prefeito eleito de Bacabeira, Calvet Filho, e declarou apoio a Erlânio Xavier

O atual presidente da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem), Erlânio Xavier (PDT) deve ser reeleito para o comando da entidade em janeiro.

Consolidado entre os colegas gestores, e com apoio de prefeitos de grandes colégios eleitorais – como Assis Ramos, de Imperatriz, e Luciano Genésio, em Pinheiro – Xavier tem um trunfo a mais: o apoio da maioria da bancada no Congresso Nacional.

Senadores e deputados federais têm conversado com os seus prefeitos aliados para reafirmar o voto no atual presidente da Famem, o que torna quase incabível uma chapa de oposição com peso na entidade.

Caso se concretize a vitória de Erlânio, será a terceira derrota do vice-governador Carlos Brandão (Republicanos) desde as eleições municipais.

Depois de ser derrotado no segundo turno em São Luís – com o apoio a Duarte Júnior (PRB) – Brandão tentou interferir na eleição da Câmara Municipal, mas viu o pedetista Osmar Filho construir a unanimidade, com o apoio do prefeito eleito Eduardo Braide (Podemos).

Ainda mais insatisfeito, o vice-governador tenta interferir no processo da Famem, mesmo criando constrangimentos e ameaças de racha na base do governo Flávio Dino. (Entenda aqui e aqui)

O problema é que, com a perda do principal aliado, o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL_) – pego pela Polícia Federal sob acusação de desvio de emendas da Saúde – Brandão não consegue sequer encontrar um candidato que faça frente na eleição da Famem.

E pelo visto, terá que engolir mesmo a reeleição do pedetistas Erlânio Xavier…

3

Com críticas a Flávio Dino e Weverton, Calvet Filho lança candidatura à Famem

Prefeito eleito reclama do abandono de Rosário pelo Governo do Estado, repete que foi chamado de cachorro em palanque pelo senador pedetista e cita diversos prefeitos governistas e oposicionistas como base para a eleição na entidade municipalista

 

Jovem prefeito eleito – até de forma surpreendente – no município de Rosário, Calvet Filho dá o tom do seu posicionamento nas entrevistas pós-eleição

O prefeito eleito de Rosário, Calvet Filho (PSC), lançou nesta segunda-feira, 14, sua candidatura à presidência da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem).

Com duras críticas ao governador Flávio Dino (PCdoB) – a quem acusa de abandonar Rosário por questões políticas – Calvet reclamou também do senador Weverton Rocha (PDT), que,m segundo ele, o chamou de “cachorro” em palanque.

Em seu projeto de disputar a Famem, o prefeito eleito citou diversos prefeitos da região mais próxima a Rosário e de outros municípios – tanto governistas como oposicionistas – os quais pretende procurar para fortalecer  sua base.

Na entrevista concedida ao jornalista Clóvis Cabalau, do Bom Dia Mirante, Calvet Filho mostrou boa articulação  no discurso e deu a entender que se enfileira na oposição ao grupo que está no poder no Maranhão.

E pretende lutar para tirar Rosário do isolamento político, social e econômico….

0

Brandão tenta cooptar prefeitos na eleição da Famem…

Apesar das advertências do Palácio dos Leões, vice-governador usa o próprio gabinete para tentar gerar um clima de competição na eleição da Famem; mas ainda não conseguiu construir uma candidatura competitiva

 

Carlos Brandão não tem dado ouvidos à pregação de unidade do governador Flávio Dino e tem usado o Palácio dos Leões para operar nas eleições da Famem

O vice-governador Carlos Brandão (Republicanos) resolveu agir mesmo por conta própria e está utilizando a estrutura do governo para gerar um clima de competição na Federação dos Municípios do Maranhão (Famem).

Brandão tem ligado pessoalmente – ou recebido prefeitos em seu gabinete – pregando contra a candidatura do atual presidente, Erlânio Xavier (PDT), mesmo diante da pregação de unidade do governador Flávio Dino (PCdoB).

E para isso conta, também, com o apoio do chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares (PSB).

O blog Marco Aurélio D’Eça apurou com os gestores municipais – alguns eleitos e outros reeleitos – que o vice-governador ligou para prefeitos do PCdoB, do PTB e do PP com o argumento de que “o governador vai tirar cargos do PDT”.

O problema é que ele sequer conseguiu apresentar um candidato para a disputa na Famem.

Tentou o prefeito reeleito de Caxias, Fábio Gentil (PRB), mas não obteve resposta; foi em busca de outros nomes e não conseguiu ninguém para o projeto; precisou se aliar a Josimar de Maranhãozinho (PL), que pode lançar um nome da sua cepa de prefeitos.

A movimentação de Brandão tem criado um clima de tensão na base do governo, por gerar expectativa quanto à definição de Flávio Dino em relação ao que ocorreu em 2020 e ao projeto para 2022.

Os aliados mais próximos do governador têm buscado a reunificação da base, mas enfrentam a resistência da sangria desatada do vice-governador.

Que, ansioso, está cada dia mais afoito por 2022…

0

Flávio Dino e Eduardo Braide podem ser decisivos em eleição da Famem

Insistência da dupla Carlos Brandão e Josimar de Maranhãozinho em trazer para a escolha do comando da entidade o debate sobre a sucessão de 2022 pode levar a um novo enfrentamento entre o governador e o prefeito eleito; e a disputa promete ser tensa

 

Derrotados na eleição municipal, Josimar e Brandão parecem querer vingança em nome de 2022; e forçam a barra para que Flávio Dino entre no jogo deles

O governador Flávio Dino (PCdoB) pode se envolver em um novo embate com o prefeito eleito Eduardo Braide (Podemos) após ter sido derrotado por este nas eleições de São Luís.

Dino vem sendo pressionado pelo vice-governador Carlos Brandão (Republicanos) e pelo deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) a entrar na briga pelo comando da Federação dos Municípios (Famem).

Obcecados pela antecipação do debate pela sucessão de 2022, os dois acham que é preciso derrotar o atual presidente da Federação dos Municípios, Erlânio Xavier (PDT), como forma de enfraquecer o senador Weverton Rocha (PDT).

Levando em consideração as alianças para eleição de São Luís, Erlânio teria hoje algo em torno de 74 votos, dos prefeitos filiados ao PDT, DEM, PTB, MDB, e pode conseguir também o PSL.

Um candidato apoiado por Brandão e Josimar teria de saída votos do PL, do Republicanos, do Patriota e do Avante.

Neste caso, a dupla dinâmica da base do governo iria precisar do apoio de Flávio Dino, com seus prefeitos ligados diretamente aos partidos mais próximos ao Palácio dos Leões: PCdoB, PSB, Solidariedade, Cidadania, PROS e PT.

Nesta conta, o PP não entra fechado por que, embora sejam filiados à legenda, estes prefeitos seguem orientações diversas, o que leva a um espalhamento das preferências.

Erlânio iria precisar, portanto, dos votos de partidos ligados ao prefeito Eduardo Braide: PSC, PSD, PSDB, PMN e Podemos.

Como se vê, Josimar e Brandão querem nova disputa entre Flávio Dino e Braide; se o comunista vencer, anulará a derrota pela prefeitura.

Se perder, acentuará seu desmanche de fim de mandato…

1

Aliados de Brandão e Josimar forçam novo racha na base de Flávio Dino

Câmara Municipal e Famem elegem sua diretoria em janeiro – o que tem vinculação direta com as eleições de 2022 – razão pela qual secretários, aliados e jornalistas ressentidos com a derrota em São Luís querem forçar o governador a quebrar novas lanças contra o grupo que apoiou Eduardo Braide

 

Weverton apoia tanto Osmar Filho, na Câmara, quanto Erlânio Xavier, a Famem, o que incomoda aliados do vice-governador Carlos Brandão e do deputado federal Josimar de Maranhãozinho

A nova postura de conciliação do governador Flávio Dino (PCdoB) vai enfrentar desafios em janeiro, quando a Câmara Municipal de São Luís e a Federação dos Municípios (Famem) vão eleger seu comando.

Até agora, o vereador Osmar Filho (PDT) na Câmara Municipal, e Erlânio Xavier (PDT), na Famem, caminham como favoritos em suas respectivas instâncias de poder,

Mas os aliados diretos do vice-governador Carlos Brandão (PRB) e do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL), ressentidos pela derrota de Duarte Júnior (Republicanos) querem insuflar disputa, o que pode gerar novo racha na base de Flávio Dino

Na Câmara, por exemplo, tentam insuflar vereadores do PCdoB e dos partidos ligados a Josimar de Maranhãozinho (PL) a formar resistência contra a reeleição de Osmar Filho (PDT), que já tem maioria consolidada, com apoio, inclusive, da base do prefeito eleito Eduardo Braide (Podemos).

O motivo principal da “tentativa de vingança” é a ligação de Osmar e Erlânio com o senador Weverton Rocha (PDT), líder do grupo que decidiu apoiar Braide – e adversário de Brandão e Josimar na corrida pela sucessão de Flávio Dino.

O governador já avisou aos aliados que não pretende esticar a corda com a parte do grupo que decidiu apoiar Braide (Podemos); para ele, o melhor é que essas próximas disputas sejam decididas interna corporis, sem influencia do governo.

Até por que, se resolver quebrar novas lanças, o comunista corre sério risco de novas derrotas.

Além de consolidar o esfacelamento da própria base para as eleições de 2022…

0

Vitorioso em Pastos Bons, Enoque Mota passa ser um dos líderes do Sertão

Prefeito eleito vira referência na região após as quedas de Zé Mario em São João dos Patos e Gleydson em Barão do Grajaú; e ganha status de líder com alcance estadual entre os prefeitos eleitos e reeleitos no Maranhão

 

Enoque Mota chega ao comando de Pastos Bons com status de liderança regional; e já se prepara para representar a região no debate pela eleição da Famem

Eleito no último domingo prefeito de Pastos Bons, após dar apoio aos dois mandatos de Iriane Gonçalo, o prefeito Enoque Mota já recebeu título de referência na região do Sertão Maranhense.

Sobretudo pela derrota de duas importantes lideranças regionais: Zé Mário, em São João dos Patos, e Gleydson, em Barão de Grajaú.

Enoque tem trânsito livre em Brasília entre os deputados federais, conhece os corredores do Palácio dos Leões e se relaciona com a maior parte dos secretários estaduais.

Tanto que recebeu apoio direto do governador Flávio Dino (PCdoB), do p´refeito de Santa Rita Hilton Gonçalo (Avante), do vice-governador Carlos Brandão (PRB) e dos deputados federais Pedro Lucas (PTB) e Márcio Jerry (PCdoB).

É também relacionado a muitos deputados estaduais e com o secretário de Educação Felipe Camarão.

Enoque Mota assumirá Pastos Bons em janeiro com a responsabilidade de ser o porta voz regional Já com primeiro compromisso na eleição da Famem.

Com informações do Blog do Reais

2

Presidente da Famem declara apoio a Neto Evangelista

Prefeito de Igarapé Grande, Erlanio Xavier, que está licenciado do comando da entidade municipalista recebeu o candidato do DEM e garantiu articulação em Brasília para viabilizar recursos para São Luís

 

O pré-candidato a prefeito de São Luís, Neto Evangelista (DEM), recebeu o apoio do prefeito de Igarapé Grande, Erlanio Xavier (PDT) no final da tarde desta terça-feira, 18. O encontro ocorreu na sede da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), entidade da qual Erlanio é presidente licenciado.

“Erlanio é um dos prefeitos melhor avaliados do Maranhão, com mais de 90 por cento de aprovação do mandato pela população de Igarapé Grande, além de ser um grande líder reconhecido por todos. Vai nos auxiliar muito com sua experiência, tanto de campanha, quanto quando formos prefeito”, afirmou Neto Evangelista.

Durante a conversa, Erlanio orientou Neto a manter um bom trânsito em Brasília para conseguir recursos para o Município. “É importante sempre buscar recursos para executar todos os projetos. É fundamental esse diálogo”, orientou.

Erlanio Xavier elogiou o perfil de Neto. “Vejo em Neto um político humano, conhecedor da politica. É uma grande liderança para transformar São Luís.  Esta aliança DEM e PDT tem nosso apoio e da maioria dos prefeitos do estado”, afirmou.

Neto Evangelista agradeceu e ressaltou que Erlanio Xavier conseguiu fazer a boa política em Igarapé Grande, um município pobre que em 3 anos e meio foi transformado. Lá em Igarapé tem um antes e depois, assim como terá aqui em São Luís com a nossa gestão”, finalizou Neto.

0

Famem orienta prefeituras sobre novo decreto da pandemia

Federação municipalista especifica o Capítulo IV do decreto assinado por Flávio Dino, que trata das medidas que cada cidade deve tomar a partir da próxima segunda-feira, 25, quando haverá reabertura gradual das atividades

 

A Federação dos Municípios do Maranhão (Famem) publicou nesta quinta-feira, 21, orientações às prefeituras sobre as regras específicas para os municípios estabelecidas no  O Decreto 35.831 editado pelo governador Flávio Dino.

A Famem analisa o Capítulo IV do Decreto, que trata especificamente das medidas referentes aos municípios.

Cabe aos prefeitos – em mais uma transferência de responsabilidade adotada por Dino – decretar medidas mais rígidas do que as do decreto governamental, incluindo até o lockdown (bloqueio total).

Cabe também aos prefeitos autorizar o funcionamento de atividades comerciais e de serviços, desde que observadas as exigências do uso obrigatório de máscaras em locais públicos ou privados; distanciamento social; escala de revezamento de funcionários entre outras medidas já previstas pelo Decreto 35.746, de 20 de abril de 2020. (Leia aqui a íntegra das recomendações)

As novas regras editadas por Dino entrarão em vigor a partir da 0h00 da segunda-feira, 25…