2

Weverton busca consolidar nome para 2022 com agenda política

Apoiado por PDT, DEM PP, PSL, PRB e Cidadania, pelos presidentes da Assembleia, da Câmara de São Luís e da Famem – e com alianças nos principais colégios eleitorais – senador quer engajar os prefeitos aliados, cumprindo mais uma etapa do “pacto” para escolha do candidato a governador

 

Weverton tem cumprido sua parte no pacto com Flávio Dino; agora busca consolidar-se no interior maranhense para ser escolhido candidato da base

Passado o período de recesso de julho, o senador  Weverton Rocha (PDT) vai retomar, a partir do dia 14, sua agenda política e pré-eleitoral no interior maranhense.

Principal candidato da base do governo Flávio Dino (PSB) – liderando a maioria dos cenários das pesquisas – Weverton decidiu suspender a pré-campanha depois da assinatura do pacto do início de julho.

A retomada visa consolidar os pré-requisitos estabelecidos no pacto para escolha do candidato que representará a base dinista nas eleições de 2022.

Em acordo com o próprio Dino, Weverton tem cumprido todos os pontos do pacto, além de estar consolidado em todos ops pré-requisitos estabelecidos.

Ele lidera as pesquisas, tem o apoio de seis partidos – PDT, DEM PP, PSL, PRB e Cidadania – e dos presidentes da Assembleia Legislativa, da Câmara Municipal de São Luís e da Famem.

Também lidera nos principais colégios eleitorais em aliança com os prefeitos de São Luís, Imperatriz, Balsas, Bacabal e Pinheiro.

Sua agenda política inclui atos regionais, começando por Imperatriz, dia 14, e encerrando com Pinheiro, em 19 de setembro, passando por São Bernardo, dia 21 de agosto, e Presidente Dutra, em 4 de setembro.

Após os atos, confirmando as alianças regionais, Weverton espera ser confirmado por Dino como o escolhido para representar a base em 2022.

É aguardar e conferir…

3

Potenciais aliados do PSD temem cooptação de Edivaldo por Flávio Dino

Na próxima quarta-feira, 4, ex-prefeito de São Luís vai se filiar ao partido, que faz oposição ao governo Flávio Dino, mas sua visita ao Palácio dos Leões acendeu a luz amarela em legendas como MDB, PSC, PV e Podemos

 

A relação de Edivaldo com Flávio Dino, que andava arranhada, ganhou novos contornos, com o interesse do governador na candidatura do ex-prefeito em 2022

Há uma espécie de insegurança política entre os partidos da chamada oposição ao governo Flávio Dino (PSB) em relação à filiação do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior ao PSD.

A filiação do ex-prefeito está marcada para quarta-feira, 4, em Brasília, mas sua visita ao governador Flávio Dino (PSB), há duas semanas, assustou potenciais aliados. 

Partidos como MDB, PV, PSC e Podemos, por exemplo – que são mais independentes do palácio dos Leões – temem que o ex-prefeito de São Luís seja cooptado por Flávio Dino, como espécie de “terceira via” na disputa entre o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) e o senador  Weverton Rocha (PDT).

Para o MDB, por exemplo, entre apoiar Edivaldo em um partido de oposição e os outros dois nomes do governo, o mais coerente é ir para o oficial.

O PV também teme a cooptação do ex-prefeito, que já engatou conversas com o senador Weverton Rocha, visto como mais independente.

Na conversa com Flávio Dino, Edivaldo Júnior manteve seu projeto de candidatura ao governo, mas disse a Flávio Dino que o apoiará e fará campanha para sua candidatura ao Senado.

Sua filiação no PSD está mantida para quarta-feira, 4, com a presença do ex-minsitro Gilberto Kassab, que preside a legenda nacionalmente.

Mas, certamente, uma conversa entre Kassab e o deputado Edilázio Júnior, presidente regional pessedista, deve ocorrer.

Até para alinhar projetos e discursos para 2022…

1

Moradores reclamam de acúmulo de mato na Rua Boa Esperança…

Tanto na via, liga a Cohama ao Turu, quanto nas transversais dos conjuntos residenciais ao longo de toda a extensão, a capina não é realizada há meses, criando sensação de abandono nos bairros

 

 

Além de dar um aspecto de abandono aos bairros, o mato, quando mais alto, serve de esconderijo e espreita para marginais

Moradores dos vários conjuntos habitacionais que margeiam a rua Boa Esperança, entre a Cohama e o Turu, reclamam do acúmulo de mato na região.

Tanto nas margens da própria via quanto nas transversais desses residenciais  a capina não é realizada há meses.

Espécie de avenida que liga a Daniel de  Latouche, na Cohama, à avenida São Luís Rei de França, no Turu e à Jerônimo de Albuquerque, no Angelim, a Boa Esperança já sofreu com a construção sem planejamento de diversos conjuntos habitacionais.

O mato em alguns locais já sobem até mesmo nas paredes e muros de casas às margens da Boa Esperança

Estreita, a via atendia a área quando eram apenas sítios e chácaras, mas ficou inviável após explosão de construções, que levaram para um único endereço até 300 famílias onde antes existiam apenas uma.

E o abandono foi inevitável.

Agora, os moradores cobram que pelo menos a capita da via seja realizada…

4

PV deve participar forte das eleições no Maranhão

Com o ex-ministro Sarney Filho nas articulações em Brasília e o deputado estadual Adriano Sarney no maranhão, partido inicia diálogo com outras forças para formação de alianças visando 2022

 

Sarney Filho e Adriano Sarney já iniciaram diálogo com as forças que se movimentam para as eleições de 2022

A reaparição do deputado estadual Adriano Sarney, há duas semanas – quando anunciou que vai disputar as eleições de 2022, como candidato à reeleição ou a deputado federal – levou a uma série de especulações sobre os rumos do PV.

O partido do ex-ministro Sarney Filho tem articulado forte em Brasília e no Maranhão.

Na capital federal, Sarney Filho já tratou sobre as eleições pelo Governo do Estado, coisa que Adriano também tem tratado no Maranhão.

Diante do quadro de pré-candidatos a governador, em que a maioria dos nomes tem, de uma forma ou de outra, ligação com o governo Flávio Dino (PSB), o PV vai buscar aliança com os mais independentes.

Os verdes têm como principal trunfo o tempo de TV, que pode contribuir para qualquer coligação.

E os diálogos seguirão por todo 2021… 

2

Roberto Costa mostra que MDB caminha para aliança governista…

Ao revelar sua tendência pessoal de votar em Flávio Dino para o Senado e que o partido tende a apoiar um aliado de Dino ao governo, vice-presidente da legenda sepulta pretensão de candidatura de Roseana, ela própria já comunicada pela cúpula do PT que a preferência é pelo senador  Weverton Rocha no Maranhão

 

A relação de Roberto Costa e Flávio Dino tem-se estreitado ao longo dos dois mandatos do governador comuno-socialista

No mesmo dia em que a ex-governadora  Roseana Sarney apareceu em primeiro lugar na pesquisa Econométrica sobre o Governo do Estado, com 24,6%, o vice-presidente do MDB, deputado Roberto Costa, assumiu publicamente a tendência de aliança do partido com o governo Flávio Dino (PSB).

– Eu, pessoalmente, tenho a tendência muito forte de votar no Flávio para o Senado uma vez que o partido [o MDB] já disse que não tem interesse na discussão ao Senado – afirmou o deputado, na quinta-feria, 29, ao jornalista John Cutrim.

A declaração sepulta de uma vez por todas qualquer debate em torno de uma candidatura de Roseana Sarney ao governo, uma vez que ele adiantou, ainda, que o MDB tende a seguir o candidato apoiado por Flávio Dino.

A própria Roseana Sarney já havia descartado candidatura ao governo, mas ainda não havia manifestado posicionamento sobre candidaturas a governador.

Parte do seu grupo tem mais simpatia pelo vice-governador Carlos Brandão (PSDB), mas Roberto Costa mostra-se mais alinhado ao o senador Weverton Rocha (PDT), que lidera as pesquisas nos cenários sem a ex-governadora.

A própria Roseana já foi comunicada pelo ex-presidente Lula e pelos ex-ministros Gilberto Carvalho e José Dirceu que o PT vai apoiar Weverton e quer – tanto ela quanto o MDB – apoiando o senador pedetista.

Mas esta é uma outra história…

1

Fernando Sarney tem a preferência dos clubes para comandar CBF

Do UOL

Com o presidente Rogério Caboclo afastado pelo Comitê de Ética acusado por uma funcionária de assédio sexual e moral, e com a Justiça decidindo colocar interventores no comando da entidade por contestação na eleição realizada em 2018, a CBF vive uma crise institucional inédita e deverá ter, nos próximos meses, um novo mandatário para terminar o mandato em 2022.

E os clubes têm um nome preferido.

Fernando Sarney, filho do ex-presidente José Sarney, é um dos oito vices da CBF e um dos quatro representantes da América do Sul no Conselho da Fifa, importante grupo que define as diretrizes da modalidade.

Considerado discreto, e de bom trânsito com vários entes (clubes, federações, associações de atletas e árbitros, além de políticos), Sarney hoje é quem, na visão de alguns cartolas ouvidos pela coluna, teria melhores condições para tocar a CBF em um momento de transição no qual se desenha a criação de uma Liga para organizar o Brasileirão.

A questão é se Sarney toparia assumir a função e nenhum dos ouvidos ousou cravar que sim.

Continue lendo aqui…

4

Chiquinho Escórcio de volta aos bastidores da Política…

Ex-assessor especial dos ex-presidentes José Sarney, Lula e Dilma, ex-senador, ex-deputado federal e ex-secretário excecutivo do Ministério da Integração Nacional, ele não pretende disputar cargo algum, mas tem poder de articulação suficiente para influenciar diretamente nas eleições de 2022

 

Chiquinho Escórcio atua fortemente nos bastidores da política desde quando foi assessor do senador Alexandre Costa

Quem acompanha os bastidores da política no Maranhão e em Brasília percebeu a movimentação de uma conhecida figura nos corredores do poder, tanto no estado quanto na capital federal.

Ex-senador, ex-deputado federal, ex-secretário executivo do Ministério da Integração Nacional e ex-assessor especial nos governos José Sarney, Lula e Dilma, o maranhense Chiquinho Escórcio está de volta à cena política.

Ou melhor: longe dos holofotes, mas no bakcstage, como ele sempre gostou de atuar.

– Como diz o ex-presidente José Sarney, a política tem só uma porta, a de entrada – disse Escórcio, alcançado por um telefonema do titular do blog Marco Aurélio D’Eça na tarde desta quinta-feira, 29.

Na posse como assessor de Temer três senadores de peso: José Sarney, Edison Lobão e Cid Gomes, o pedetista

Responsável por um dos fatos históricos mais marcantes da política maranhense nos últimos 50 anos – a cassação do ex-governador Jackson lago (PDT), em 2009 – o ex-senador tem sido interlocutor de figuras importantes do poder, no Maranhão e em Brasília.

Com forte relacionamento entre as lideranças do PT, bem-relacionado no Judiciário e no Congresso Nacional, ele é testemunha ocular ou protagonista das mais recentes conversas de bastidores sobre as eleições de 2022, no Brasil e no Maranhão.

Não pretende disputar cargo algum nas eleições do ano que vem, mas já se movimenta freneticamente para influenciar diretamente o processo eleitoral no estado.

A relação com Bolsonaro vem dos tempos de deputado federal, embora, hoje o presidente esteja mais distante, por causa da relação de Chiquinho com o PT

E todos sabem que, quando Chiquinho se movimenta é porque alguns dos principais atores da República também estão se movimentando.

O resultado destas movimentações – envolvendo os principais protagonistas das eleições de 2022 – será tornado público mais cedo ou mais tarde.

Mas esta é uma outra história…

1

Grandes obras anunciadas por Flávio Dino e Enoque Mota em Pastos Bons

Ao lado do prefeito, nas comemorações do aniversário de 257 anos do município, governador anunciou novos investimentos e assinou ordens de serviços para diversas obras

 

O governador  Flávio Dino (PSB) participou do aniversário de 257 anos do município de Pastos Bons, a convite do prefeito Enoque Mota, e apresentou um leque de investimentos e obras na cidade.

Dino e Mota abriram o arraial da vacinação, com doses para pessoas a partir dos 35 anos, o que acelerou a imunização no município.

Acompanhado do prefeito, o governador anunciou algo em torno de R$ 5 milhões em investimentos em Pastos Bons.

A cidade terá obras de pavimentação asfáltica, iluminação e urbanização da Avenida Domingos Sertão; implantação de poços nos quilombos Cascavel e Jacu e a reforma do Centro Educamais Ribamar Torres.

Foram, ainda, entregues 15 kits-feira, materiais escolares do kit aluno, kits de esporte, entre outras ações.

1

Brandão pode trocar PSDB pelo PSB, admitem dinistas…

Após Flávio Dino ouvir do ex-presidente Lula e do ex-ministro José Dirceu que o PT não apoiaria o PSDB no Maranhão, vice-governador passou a cogitar abandonar o ninho tucano para tentar consolidar candidatura na esquerda, mesmo sem identificação ideológica

 

Menos de seis meses depois de voltar ao PSDB, Brandão já estaria cogitando deixar a legenda em nome das eleições de 2022

Na semana passada, o blog Marco Aurélio D’Eça publicou o post “‘PSDB não!’, diz Lula a Flávio Dino…”Tratava-se de uma apuração de bastidores da última conversa do ex-presidente com o governador maranhense sobre a sucessão de 2022, para qual o PT tem preferência em uma aliança com o PDT.

O Palácio dos Leões não desmentiu a declaração atribuída a Lula, mas a reação de bastidores começou a ser operada: segundo também apurou este blog, o vice-governador Carlos Brandão já cogita deixar novamente o PSDB para entrar no PSB, com a anuência do próprio Dino.

“Seria uma forma de convencer Lula a apoiá-lo”, justificaram lideranças do governo ouvidas nesta quinta-feira, 29.

A tese ganhou ainda mais força após conversa de Dino com o ex-ministro José Dirceu, que reafirmou as palavras de Lula e deixou claro a preferência pelo senador  Weverton Rocha (PDT), “mais identificado com as lutas do PT”.

De fato, o blog Marco Aurélio D’Eça já mostrou em diversos posts a relação histórica na esquerda entre Weverton, Lula e o PT. (Relembre aqui, aqui e aqui)

Weverton Rocha entre esquerdistas de todo o país como primeiro maranhense a visitar Lula em Curitiba, em gesto reconhecido pelo próprio ex-presidente

Weverton Rocha foi, inclusive, o primeiro maranhense a visitar Lula em Curitiba.

Mesmo sem identidade política com o PT e com Lula, Brandão tenta ter o apoio do PT para convencer as lideranças nacionais de esquerda que Flávio Dino tem força política no estado.

E agora tenta um gesto considerado arriscado: devolver o PSDB menos de seis meses após entrar no partido…

0

Simplício Araújo: crescimento do Maranhão só será possível com o crescimento do setor privado

O secretário de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, destacou o incentivo ao empreendedorismo e o crescimento do setor privado durante o lançamento regional do Programa Cidade Empreendedora, realizado nesta sexta-feira (29), na cidade de Codó.

A iniciativa é uma ação entre o Governo do Estado, por meio da Seinc e do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Maranhão (SEBRAE), e integra gestão pública e pequenos negócios em um ambiente de oportunidades, e é pautada no empreendedorismo e na desburocratização.

“O Cidade Empreendedora é mais uma ação, não só para os empresários em atuação, mas, para aqueles que buscam empreender, gerando emprego e renda nesse momento ainda delicado em que estamos atravessando. O crescimento do Maranhão passa pelo crescimento do setor privado”, disse Araújo.

Desenvolvido em oito etapas de implementação, que preparam os municípios para gerar emprego, renda e oportunidades de negócios, o programa promove a capacitação de funcionários, estímulo à vocação dos municípios e impulso aos negócios locais.

“Nesse momento de retomada do desenvolvimento econômico, é preciso o Sebrae entrar com alguma solução para os pequenos, que é o segmento que o Sebrae representa”, pontuou o presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae, Raimundo Coêlho.

O Cidade Empreendedora alcança 53 municípios e vai impactar em mais de 75 mil empreendimentos maranhenses, com a aplicação de recursos da ordem de R$ 5 milhões.

O prefeito de Codó, Zé Francisco,
frisou as contribuições por meio da parceria do Cidade Empreendedora. “Codó hoje sedia esse encontro mostrando que realmente essa parceria entre Governo do Estado, Sebrae e município é muito salutar para desenvolver a região”.

Municípios contemplados

As cidades beneficiadas são: Açailândia, Aldeias Altas, Araioses, Arame, Bacabal, Balsas, Barra do Corda, Barreirinhas, Bequimão, Bom Jesus das Selvas, Bom Lugar, Buriticupu, Carutapera, Chapadinha, Codó, Coelho Neto, Colinas, Coroatá, Cururupu, Dom Pedro, Estreito, Grajaú, Itapecuru-Mirim, Lago da Pedra, Lima Campos, Matões, Miranda do Norte, Morros, Parnarama, Passagem Franca, Pedreiras, Pindaré Mirim, Pinheiro, Presidente Dutra, Presidente Vargas, Rosário, Porto Franco, Santa Inês, Santa Luzia, São Domingos do Maranhão, São José de Ribamar, São Luís Gonzaga do Maranhão, São Mateus do Maranhão, São Raimundo das Mangabeiras, Trizidela do Vale, Tuntum, Turiaçu, Tutóia, Vargem Grande, Viana, Vitória do Mearim, Vitorino Freire e Zé Doca.