8

Carlos Madeira: surge, de fato, um candidato em São Luís…

Em sua primeira aparição já como filiado ao Solidariedade, juiz federal aposentado impressiona pelo carisma, pela postura de independência, simplicidade, e pelo preparo intelectual e experiência para comandar a capital maranhense

 

Carlos Madeira com Simplício Araújo: postura firme, respostas simples e respeito às diferenças com independência; São Luís ganha um candidato


Nenhum outro pré-candidato a prefeito conseguiu reunir, a um só tempo, todos os predicados capazes de fazer um debate em alto nível em São Luís quanto o juiz federal aposentado Carlos Madeira.

Já como filiado ao Solidariedade, Madeira reuniu a imprensa nesta quarta-feria, 15.

E impressionou.

O pré-candidato do secretário Simplício Araújo mostrou, ao mesmo tempo, todo o carisma de Neto Evangelista (DEM) e Duarte Júnior (PCdoB); a independência que Eduardo Braide (Podemos) e Wellington do Curso (PSDB) representam; o preparo intelectual de Adriano Sarney (PV) e a simplicidade de Jeisael Marx (Rede), para citar alguns exemplos.

E acrescentou a tudo isso um ingrediente adicional até agora inexistente nos postulantes ao posto do prefeito Edivaldo Júnior: a experiência acumulada em anos de sólida carreira na magistratura e a formação em gestão e empreendedorismo.

– Minha visão é de gestão, com posição e sentimento crítico. Não ficarei em cima do muro. Se para fazer gestão tiver que desconstituir ideias e posturas, não me furtarei e porei minha cara à avaliação. Me proponho a ser independente, sem achincalhe ou enxovalhamento a ninguém. Mas se essa independência contrariar alguém, ainda assim a exercerei – esta foi a síntese do pensamento apresentado pelo pré-candidato. 

É como se Carlos Madeira juntasse em uma única pessoa o que há de melhor nas características de todos os candidatos já apresentados.

Disposto a “construir pontes, não muros” – e mesmo mantendo a visão crítica de São Luís – o candidato teve, inclusive, a coragem de reconhecer pontos de destaque na atual gestão, como o projeto de Ecoponto, que ele pretende ampliar e modernizar, melhorando o entorno destes equipamentos urbanos implantados por Edivaldo Júnior (PDT).

Mesmo com tantos atributos pessoais, o ex-magistrado mostrou-se humilde em relação ao que o espera na campanha. 

– Estou no pelotão de trás desta disputa, que reúne gente com recall acumulado, vários mandatos na vida pública e exposição popular contínua; mas estou pronto a fazer o que os nigerianos aprenderam nas maratonas; uma corrida de recuperação – ponderou o escolhido do Solidariedade.

Para os jornalistas que participaram da coletiva de imprensa – e Madeira conseguiu levar alguns dos mais influentes para o evento, coisa que nenhum outro candidato havia conseguido – o debate pela Prefeitura de São Luís eleva o seu nível com a presença do candidato do Solidariedade.

Melhor para São Luís… 

3

Tutor do filho em São Luís, Rubão Pereira abre crise em Matões…

Ex-deputado e ex-prefeito do município decidiu romper a aliança pontual que mantinha com o prefeito Ferdinando Coutinho, gerando uma série de movimentações políticas que devem repercutir, inclusive, no estado

 

Ferdinando Coutinho sob o olhar de Rubens Pereira: aliança pontual em Matões, que durou apenas um ciclo eleitoral

O ex-deputado e ex-prefeito de Matões Rubens Pereira tem sido uma espécie de fiador e tutor na pré-campanha do filho a prefeito de São Luís.

Tem sido ele, inclusive, o responsável pelas conversas na atração de aliados e apoiadores.

Mas se busca unidade em torno do rebento na capital, Rubão não parece preocupado com isso em seu município de origem, Matões, onde foi prefeito por dois mandatos e elegeu também a mulher, Suely Pereira.

Na semana passada, Rubens Pereira encaminhou uma mensagem em grupos de whatsapp de Matões que foi entendida como declaração de rompimento pelo prefeito Ferdinando Coutinho.

Coutinho é irmão do falecido presidente da Assembleia, Humberto Coutinho, de quem os Pereira sempre foram adversários em sua cidade – e se juntaram em aliança pontual após aproximação com o governador Flávio Dino (PCdoB).

Após a declaração de Rubão, o prefeito exonerou vários secretários ligados aos Pereira; em contrapartida, vários vereadores decidiram afastar-se da base do prefeito.

Não se sabe o impacto que esse imbróglio do pai causará na campanha do filho em São Luís; mas, de uma forma ou e outra, haverá repercussão, inclusive, no governo Flávio Dino.

Dino é historicamente ligado aos Coutinho, que sempre o apoiaram tanto em Caxias quanto em Matões; Já Rubens Júnior é secretário de estado e seu candidato a prefeito de São Luís.

O posicionamento do governador, portanto, terá forte influência nas eleições municipais

Tanto de lá quanto daqui…

0

Eliziane Gama diz que orçamento para BRs já está assegurado…

Senadora maranhense reuniu-se com diretores do DNIT, acompanhada de deputados federais, para cobrar a execução das obras, sobretudo diante da preocupação com o período chuvoso no Maranhão

Ao lado de parlamentares maranhenses, Eliziane Gama mostrou preocupação com as chuvas nas rodovias federais que cortam o Maranhão

A senadora maranhense Eliziane Gama (Cidadania) mostrou-se preocupada com o início do período chuvoso e as condições das rodovias federais maranhenses.

Acompanhada de deputados federais da bancada maranhense, ela reuniu-se com diretores do DNIT para cobrar efetivação das obras de recuperação, uma vez que os recursos já estão assegurados no orçamento.

– Nós colocamos nossa preocupação em virtude do período chuvoso. A Bancada Federal assegurou o orçamento impositivo para recuperação e continuidade das obras nas rodovias federais maranhenses. O orçamento foi assegurado agora nós precisamos da execução – afirmou Eliziane Gama.

Eliziane também informou que os parlamentares presentes pediram a substituição, caso necessário, de empresa contratada que está em processo de recuperação judicial, para evitar a lentidão nas obras e contratar outra empresa de forma emergencial.

Além da senadora Eliziane Gama também participaram da reunião com o superintendente do DNIT/MA, Glauco Henrique Ferreira, os deputados federais Márcio Jerry, Bira do Pindaré, Gildenemyr Sousa e Juscelino Filho.

1

Domingos Dutra pretende ir ao Judiciário para reassumir em Paço…

Esposa do prefeito licenciado reúne laudos médicos que comprovariam o seu bom estado mental, em busca de uma liminar que garanta sua posse legal no comando do município, mesmo sem as condições para concorrer à reeleição

 

Domingos e Núbia Dutra, agora totalmente grisalhos, em recente voo de São Luís: laudos atestariam bom estado mental do prefeito

Uma articulação político-jurídica estaria em curso para garantir a volta do prefeito licenciado Domingos Dutra (PCdoB) ao comando de Paço do Lumiar.

Afastado desde meados de 2019, após sofrer um AVC, Dutra teve alta no fim do ano; e sua mulher, Núbia Dutra, tenta agora garantias legais para que ele reassuma o cargo.

A estratégia da família é reunir o maior número de laudos médicos possíveis que atestem a sanidade mental do prefeito o que forçaria uma decisão liminar.

Dutra assumiria o poder no município, tiraria do comando a vice, Paula da Pindoda, e concluiria o mandato sem concorrer à reeleição.

E esta hipótese agrada a todas as alas políticas do município…

1

Weverton e Dino iniciam tratativas de 2020 com vistas a 2022…

Primeiro “diálogo” – para usar uma expressão do próprio governador – foi iniciado após declarações desencontradas tanto dele quanto do senador; “proposta” é de unidade em torno da candidatura de Rubens júnior

 

Apesar da foto posada, totalmente antijornalística, o clima no encontro de Flávio Dino e Weverton Rocha foi mais de reaproximação do que de diálogo de aliados

Apesar da costumeira foto antijornalística, feita para espalhar na mídia alinhada, foi em clima de constrangimento o início do encontro de ontem entre o governador Flávio Dino (PCdoB) e o senador Weverton Rocha (PCdoB), o primeiro após declarações desencontradas de ambos, no final de 2019.

Dino vinha se mostrando contrariado com a ostensividade com que Rocha vinha tratando a sucessão de 2022, atropelando o debate de 2020; e deu o troco, voluntariamente ou não, afirmando que a candidatura do seu vice, Carlos Brandão (PRB), “era natural no grupo para 2022”.

A conversa, testemunhada pelo deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), e pelo presidente da Famem, Erlânio Xavier (PDT) – hoje o lugar-tenente do senador no Maranhão – foi ao poucos ganhando ares de reaproximação velada.

E terminou com uma”tese” igualmente velada, mas que ficou clara na mente de todos os presentes: o PCdoB quer o PDT na campanha comunista à Prefeitura de São Luís, como início de uma aliança que passa por 2022. O PDT, por sua vez, quer uma aliança com o PCdoB em São Luís, desde que tenha as garantias de reciprocidade em 2022.

A ideia ficou no ar, sem “sim ou não” de nenhuma das partes; mas serviu como esboço do que será discutido nas próximas conversas. 

E assim encerrou-se o “primeiro diálogo” entre Weverton Rocha e Flávio de Dino…

1

Em coletiva, Carlos Madeira deve anunciar filiação ao Solidariedade

Ex-juiz federal chama a imprensa para falar do seu futuro partidário e do projeto de disputar a Prefeitura de São Luís; evento marcado para esta quarta-feira, 15, no Brisamar Hotel, às 10h30

 

Carlos Madeira vai ter o primeiro contato com a imprensa após aposentadoria como juiz federal; e deve anunciar filiação ao Solidariedade

O agora juiz federal aposentado Carlos Madeira convocou para esta quarta-feira, 15, coletiva de imprensa, no Brisamar Hotel, na Ponta D’Areia, em que vai anunciar seu projeto eleitoral para 2020.

A aposentadoria de Madeira foi oficializada ontem. O ex-juiz deve anunciar sua filiação ao Solidariedade, comandado no Maranhão pelo secretário Simplício Araújo.

Além de falar sobre sua decisão de deixar a magistratura, Madeira traçará um perfil de sua candidatura a prefeito e deverá anunciar sua filiação ao Solidariedade.

A coletiva está marcada para as 10h30…

0

Com Duarte fora, Leões vão estimular Roseana, de olho em 2º turno

Grupo do governador Flávio Dino precisa de um nome que mantenha a possibilidade de a eleição de outubro ser decidida em duas rodadas; e acham que a ex-governadora consegue dividir os votos de Eduardo Braide sem ameaçar os palacianos

 

Flávio Dino quer ter Roseana como uma espécie de esteio para a garantia de um segundo turno nas eleições de São Luís

O núcleo de comando do grupo liderado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) em São Luís conseguiu chegar a 2020 reduzindo o número de pré-candidatos de sua base interessados na sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Da profusão de nomes listados até meados de 2019, o Palácio tem neste início de 2020 apenas Rubens Pereira Júnior (PCdoB), como candidato principal, e Neto Evangelista (DEM), que seria a opção alternativa.

Os deputados Bira do Pindaré (PSB) e Dr Yglésio (sem partido), além do jornalista Jeisael Marx, não são levados em conta na listagem dos nomes mais alinhados ao governo.

E o deputado estadual Duarte Júnior é considerado fora da disputa pelo núcleo mais duro do comunismo.

E é exatamente para fechar o buraco deixado pela saída de Duarte – hoje em segundo lugar nas pesquisas – que o Palácio tenta estimular indiretamente a candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (MDB).

Para Flávio Dino e seus pensadores, Roseana largaria bem na disputa, com índices entre 10% E 15%, o que geraria a ideia imediata de segundo turno. Os dinistas apostam, no entanto, que ela não teria fôlego para se sustentar na segunda posição ao longo da campanha, garantindo a presença de um deles no segundo turno.

Por isso é que os Leões estimulam, discreta e indiretamente, a permanência de Roseana na disputa

Ressabiada, a ex-governadora perceberá?!?

1

Educação continuará na pauta de Gastão Vieira em 2020…

No ano de 2019, o deputado federal pelo PROS, Gastão Vieira, deu continuidade ao seu trabalho pela educação. O parlamentar retomou o projeto, iniciado em 2003, na realização de seminários para avaliar e propor alternativas para a melhoria da educação no país.

Os seminários reuniram especialistas para discutir, principalmente, a nova política nacional de alfabetização.

“Infelizmente, a alfabetização, apesar de ser o pilar de todas as etapas da educação que se seguem, nunca teve a preocupação na formulação de políticas com base em evidências e, essa, é uma batalha que travo há quase vinte anos. Trazer estes especialistas para essa discussão, com certeza, fortaleceu a nossa luta para melhorar a educação no país”, disse Gastão Vieira.

Os resultados dos Seminários de Educação, promovidos no Congresso Nacional pelo deputado Gastão Vieira, foram publicados no livro “Alfabetização Infantil: Novos Caminhos”, que teve a primeira edição publicada em 2003, a segunda em 2007 e a última lançada no ano passado.

As obras, usadas pelo Ministério da Educação como base de pesquisa para a formulação da nova política nacional de alfabetização, trazem um amplo levantamento de dados e evidências, trabalhados por diversos

especialistas da área e tendo como base a observação de políticas públicas nacionais e internacionais, executadas ao longo das duas últimas décadas, voltadas à observação de resultado de estratégias de alfabetização, tanto durante a infância, quanto em outras idades.

“Hoje, quando vejo os relatórios que produzi ao longo da minha carreira política serem base de uma política nacional é impossível não ter o sentimento de que valeu a pena não desistir dessa ideia. Valeu a pena continuar convidando especialistas reconhecidos no Brasil e no mundo para trazer ideias e sugestões daquilo que já deu certo em outros lugares e que poderia ser implementado como política de Estado aqui”, disse.

Para 2020, o deputado Gastão Vieira promete seguir na luta por uma educação mais justa, igualitária e de qualidade para todos.

“A preocupação com a qualidade da alfabetização é essencial para melhorar, de forma efetiva, os índices de educação do país. Por isso, em 2020 seguirei discutindo, sugerindo, compartilhando e buscando parcerias que fortaleçam e criem alternativas para a melhoria da educação”, concluiu.

3

A superestrutura de campanha que tenta catapultar Rubens Júnior…

Secretário de Cidades já tem à disposição equipes de marketing e análise de números, imprensa e divulgação, na tentativa de deslanchar nas pesquisas até depois do carnaval, quando será definido o candidato do grupo Flávio Dino/Edivaldo Júnior

 

Rubens Júnior tem à sua disposição toda a estrutura de mídia e marketing do governo Flávio Dino; mas este investimento comunista ainda não se refletiu nos números

A movimentação do secretário de Cidades e pré-candidato do PCdoB a prefeito de São Luís, Rubens Pereira Júnior, na semana passada, foi resultado de um estudo de campo.

Suas falas, a ocupação de espaços de mídia, declarações em redes sociais e exposição pública estão sendo trabalhadas diariamente por uma equipe de profissionais já à disposição do pré-candidato.

Rubens Júnior é o candidato do Palácio dos Leões a prefeito, já está decidido.

Precisa agora convencer os demais aliados de que deve ser o nome de todo o grupo liderado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) e pelo prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Para tanto, o secretário aceitou ser uma espécie de candidato de laboratório, exposto a experimentos de marketing que visam alavancar seus números nas pesquisas até depois do Carnaval, quando será escolhido o candidato da base governista.

Não se surpreenda, inclusive, se ele aparecer de dedinhos para cima, no batuque da folia de Momo, tudo milimetricamente estudado para gerar mídia.

Pereira Júnior mantém à disposição uma superestrutura, desde o início de 2019. Mesmo assim, fechou o ano com apenas 1% nas pesquisas de intenção de votos divulgadas em dezembro.

A despeito de sua performance, no entanto, o pré-candidato do PCdoB tem atraído apoio de vários membros da base, a exemplo do ex-presidente da Câmara, Astro de Ogum (PL), e de vários vereadores.

Falta convencer, ainda, o prefeito Edivaldo Jr. – que vai coordenar a sucessão em São Luís – e o chefe do PDT maranhense, senador Weverton Rocha, que tenta manter o partido no poder em São Luís.

Mas ainda há tempo para isso até o início das convenções, em julho.

Sobretudo se, antes, os números falarem positivamente…

0

Investidores estrangeiros já de olho nos lençóis maranhenses…

Acompanhados do próprio ministro do Turismo, empresários internacionais passam a semana no Maranhão,  prospectando investimentos em áreas turísticas, na região de Barreirinha, Tutoia, Santo Amaro e Primeira Cruz

 

Exploradores do Turismo mundial estão de olho nas belezas naturais dos Lençóis Maranhenses em várias regiões do estado

Um grupo de investidores liderados pelo arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels está na região dos Lençóis Maranhenses desde oi início da segunda-feria, 13, em busca de projetos para investimentos no Turismo.

Os investidores – que estão sendo acompanhados pelo próprio ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antonio – pretendem investir na região de Barreirinhas, Tutóia, Primeira Cruz e Santo Amaro, compreendendo todo o complexo dos Lençóis Maranhenses.

Os Lençóis Maranhenses compõem o rol de áreas que o governo Jair Bolsonaro quer entregar para exploração da iniciativa privada.

A cessão da exploração vem sendo acompanhada pelo governo do Maranhão.

E gera polêmica nos debates sobre investimentos em Turismo…