0

Zé Inácio participa do aniversário de São Francisco do Maranhão

O deputado estadual Zé Inácio esteve nesta terça-feira, 10, na cidade de São Francisco do Maranhão para participar das comemorações de 98 anos do município. 

O parlamentar destacou sua participação no evento na tribuna da Assembleia nesta quarta-feira, 11.

“Tive a honra de fazer parte desse momento importante e presenciar a entrega de ações feitas pelo prefeito Adelbarto, que hoje é uma importante liderança política do estado e que nesses cinco anos de gestão anos tem se mostrado comprometido e empenhado em torná a cidade de São Francisco do Maranhão uma referência em gestão para outras da região.”, disse.

Zé Inácio aproveitou o momento para reforçar que vem buscando junto ao governador, Carlos Brandão, viabilizar reforma do mercado municipal de São Francisco do Maranhão.

A programação da festa, que iniciou com o hasteamento da bandeira, teve ainda missa de ação de graças, inaugurações de obras como a Praça da Bíblia, o Estádio Vicente Zumba, entre tantas outras, e jogo de futebol com atletas veteranos do Flamengo e Vasco.

Também participaram do evento o deputado Othelino Neto, a sua esposa Ana Paula Lobato  e o secretário estadual de articulação política Rubens Pereira. 

4

Faltou petistas no encontro de Flávio Dino com o PT

Autodeclarado dono do “time de Lula no Maranhão, ex-governador levou membros do PCdoB, do PSB, muitos funcionários públicos e os dirigentes do partido do ex-presidente Lula que estão empregados no Palácio dos leões – e até do sarneysista PV – menos a militância de base, formada por trabalhadores, sindicalistas e representantes de movimentos sociais

 

Imagem do encontro do PT – postada pelo próprio Flávio Dino – mostra o ex-governador com seu tampão, Carlos Brandão, e o petista postiço Felipe Camarão; atrás, muitas bandeiras do PSB e até do sarneysista PV, e nada do PT

Análise da notícia

As imagens falam por si só.

No encontro com o PT promovido pelo ex-governador Flávio Dino (PSB) nesta sexta-feira, 13, em um luxuoso espaço de eventos de São Luís, tinha de tudo, menos petistas.

Nas imagens pode-se ver o governador-tampão Carlos Brandão, o deputado federal Bira do Pindaré e o estadual Duarte Júnior, todos do PSB; também se viu muitas lideranças do PCdoB, mas nenhum petista de base.

Para justificar a presença do PT nas fotos, Dino insistiu na imagem de Felipe Camarão – que ele impôs ao partido como vice de Brandão; mas Camarão é o que se chama de petista postiço, aquele sem história de luta no partido.

E a plateia estava lotada, bem lotada de… funcionários públicos.

Mais uma imagem do time de Lula que Dino tem a bola: Márcio Jerry do PCdoB, Bira do Pindaré, do PSB, Rodrigo Lago e uma camisa verdade do PV, mas nenhum petista histórico representado na foto

É assim que Dino tenta se tornar dono do “time Lula” no Maranhão; mas ele pode até ser o dono da bola, mas seu time carece de jogadores da base, formada por centrais sindicais como a CUT, representantes de trabalhadores como o Sindsep e a Fetaema e representantes de segmentos sociais.

O time que Dino montou para embalar a candidatura do seu tampão tem apenas os dirigentes do PT empregados no Palácio dos Leões – eles ou seus parentes, muitos deles.

O encontro do PT com Flávio Dino, portanto, teve de tudo.

Menos petistas…

0

Simplício critica alianças em nome apenas do poder

Pré-candidato do Solidariedade ao Governo do Estado condena a forma adesista como a classe política vem se movimentando neste início de campanha eleitoral e diz que vai buscar mesmo é o apoio do povo, pelo desenvolvimento do Maranhão

 

Em meio às fortes movimentações por alianças político-eleitorais nesta fase da campanha, o pré-candidato do solidariedade ao Governo do Estado, Simplício Araújo, condenou a forma como essa discussão vem ocorrendo no Maranhão.

– Quando se adere a nomes, pode até ser bom para quem recebe o apoio, mas péssimo para o Maranhão – condenou o pré-candidato, que disse estar aberto ao diálogo, desde que seja pelo que o maranhense espera, emprego, renda e desenvolvimento.

Segundo o ex-secretário de Indústria e Comércio – único dos pré-candidatos a levar o debate sobre o desenvolvimento econômico do Maranhão para a disputa política – o apoio mais importante neste momento é o do povo, se o povo compreender a mensagem do candidato.

– Não quero adesão de nenhum político ao meu nome. Quero adesão do povo do Maranhão ao meu projeto de desenvolvimento – frisou.

Simplício vem puxando o debate sobre o crescimento econômico do estado.

Assunto que ainda não entgrou na agenda dos demais pré-candidato…

0

Base do PT vai defender tese de apoio a Weverton em encontro do partido

Petistas aliados ao senador do PDT vão realizar plenária preparatória nesta segunda-feira, 16, para fortalecer a tese “lealdade a quem sempre esteve com Lula ao lado dos trabalhadores”

 

A base do PT em todo o Maranhão que apoia a candidatura do senador Weverton Rocha (PDT) ao governo vai se reunir na próxima segunda-feira, 16, em evento preparatório para o Encontro Estadual que vai definir os rumos do partido nas eleições de outubro.

Formado pelo diretório municipal de São Luís e por diretórios de todos os municípios maranhenses, a base do PT que está com Weverton vai apresentar no encontro do dia 29 de maio a tese “Lealdade a quem sempre esteve com Lula ao lado dos trabalhadores”.

No encontro de segunda-feira, que acontece na sede do Sindsep, os petistas aliados do senador vão fortalecer a tese para debater durante o encontro estadual.

É no encontro estadual que o PT decide qual o caminho da legenda nas eleições.

Apesar de o governador-tampão Carlos Brandão (PSB) ter o apoio de parte da cúpula estadual do PT – com quase todos os membros empregados no Palácio dos Leões – a base do PT defende o apoio a Weverton por não ver identidade ideológica de Brandão com o partido.

A tese de apoio a Weverton tem crescido entre os militantes, o que tem levado o ex-governador Flávio Dino (PSB) – dono da candidatura de Brandão – a pressionar a direção do partido a cancelar o encontro do dia 29.

Dino já teme perder as prévias no voto secreto…

1

Flávio Dino quer impor chapa pronta ao PT, mas enfrenta resistências…

Na tentativa de ter o controle absoluto do partido, ex-governador chegou a cogitar a transformação do encontro de tática em uma mera reunião da Executiva para decidir cartorialmente pelos nomes do governador-tampão Carlos Brandão e do ex-secretário Felipe Camarão

 

Flávio Dino utiliza petistas empregados no Palácio dos Leões para manipular o PT ao seu bel prazer, mas já enfrenta resistência da base

Um movimento chamado “PT de base” tem sido a principal resistência à tentativa de controle cartorial do partido pelo ex-governador Flávio Dino (PSB); esse grupo tenta impedir que Dino comande o encontro de tática marcado para os dias 29 e 30, impondo a chapa pronta com o governador-tampão Carlos Brandão e o ex-secretário Felipe Camarão (PT).

Apesar de filiado ao PT há cerca de seis meses, Camarão não é visto pela militância como orgânico a ponto de ser indicado vice; a base petista prefere o deputado Zé Inácio, que tem história no partido.

Com o controle absoluto dos principais dirigentes petistas no estado – a maioria com nomeações para para si ou para parentes no governo-tampão, Dino quer impor o nome do vice, o suplente de sua chapa e ainda definir a agenda do próprio encontro partidário, que é previsto no estatuto.

Para isso, tenta transformar o Encontro de Tática  marcado para os dias 29 e 30 de maio em uma mera reunião cartorial da executiva, onde os líderes empregados no Palácio darão chancela à escolha do ex-governador.

Para a base petista, no entanto, a ação de Dino representa intromissão indevida na instância partidária; até por que, há outras teses a serem apresentadas durante o encontro.

Ainda que Flávio Dino submeta os dirigentes petistas no Maranhão, a decisão sobre o futuro do partido será tomada pela executiva nacional, com base no argumento de todas as forças partidárias.

E na Executiva nacional Dino não manda como manda na estadual…

7

Juntos, Weverton, Roberto e Josimar somam quase 40% dos votos…

Percentual dos três pré-candidatos a governador registrado nas últimas pesquisas Exata e Escutec – que variam entre 31% e 38% – mostram que a união deles pode consolidar a liderança do senador pedetista no primeiro turno

 

Weverton pode consolidar liderança e chegar em primeiro lugar ao segundo turno, caso confirme aliança com Roberto Rocha e Josimar

A provável aliança entre o senador  Weverton Rocha (PDT) e os também pré-candidatos a governador Roberto Rocha (PTB) e Josimar de Maranhãozinho (PL) reúne quase 40% dos votos no Maranhão, segundo atestam as últimas pesquisas Exata e Escutec.

Na Exata, a soma dos votos de Weverton, Roberto e Josimar chega a 38% (22+11+5); já a Escutec diz que eles têm, juntos, 31% (20+8+3).

Levando em consideração a média da margem de erro das duas pesquisas – que é de 3 pontos – significa dizer que os três candidatos levam entre 28% e 41% dos votos maranhenses.

Roberto e Josimar devem abrir mão da candidatura ao governo em favor de Weverton Rocha no primeiro turno

É óbvio que, se consolidar a aliança com os dois pré-candidatos, Weverton – que lidera as pesquisas – não receberá automaticamente todos os votos dos dois.

Mesmo assim – com apenas 20% do total de votos de cada um – já consolida a liderança isolada na pesquisa.

Suficiente para garantir sua ida ao segundo turno em primeiro lugar…

2

Flávio Dino exclui Brandão de comitê das universidades pró-Lula

Como o governador-tampão tem pouca penetração na academia – que o vê como coronel do sertão maranhense – seu padrinho decidiu ignorar seu nome em evento que reúne professores ligados ao seu projeto de poder nas universidades públicas

 

O evento do meio universitário com Dino; sem identidade no setor, Brandão ficou de fora

Na sua tentativa de tornar-se “dono” da candidatura de Lula no Maranhão – e para tentar burlar sua pouca penetração nos movimentos sociais – o ex-governador Flávio Dino (PSB) decidiu promover um tal “Comitê de Luta das Universidades” em defesa da “Pré-candidatura de Lula”.

Mas, curiosamente, Dino decidiu banir do evento – inclusive das mídias divulgadoras – o seu candidato a governador, o tampão Carlos Brandão (PSB).

Aliás, Dino mantém Brandão escondido de todo e qualquer evento pró-Lula com a base da esquerda.

A explicação estaria na pouca – ou quase nenhuma – identidade ideológica de Brandão com a candidatura de Lula e, muito menos, com a comunidade acadêmica, sobretudo nas universidades públicas.

Neste segmento, Brandão é visto como um coronel da política do sertão maranhense, sem nenhuma ligação com os movimentos sociais e com os reclames das universidades públicas.

A movimentação do próprio Flávio Dino neste segmento é uma tentativa de mostrar penetração social na base da esquerda, que ele não tem, como mostrou o blog Marco Aurélio D’Eça no post “Fora do governo, Flávio Dino não consegue construir agenda popular…”

Tanto que, para o evento, Dino convidou apenas gente ligada a ele próprio na Uema, na Ufma e no Ifma.

Mas Brandão continuará excluído dos eventos pró-Lula em círculos fechados de Flávio Dino.

Por absoluta falta de identidade ideológica com o ex-presidente…

6

“Minha história com Lula fala mais alto que qualquer coligação formal”, diz Weverton

Senador do PDT diz que o Palácio dos Leões tenta afastá-lo do ex-presidente – com quem tem ligação histórica – por que sabe que o governador-tampão Carlos Brandão sempre foi de direita, que agora está volta ao governo, “junto com o que há de mais antigo na política do Maranhão”

 

Weverton tem fotos para todos os gostos com Lula, por que sempre esteve ligado ao ex-presidente e ao PT, na luta pelos trabalhadores…

O senador  Weverton Rocha (PDT) reagiu à altura nesta terça-feira, 10, a mais uma tentativa do Palácio dos Leões, do governador-tampão Carlos Brandão e do deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) de tentar afastá-lo do ex-presidente Lula.

– Há uma tentativa insistente em me dissociar do Lula por que sabem que a minha história fala mais alto do que qualquer coligação formal que eles possam fazer com o PT – afirmou o senador.

…A relação é tanta que até os filhos do senador e a eposa já posaram para fotos na casa do ex-presidente…

 

O governo Flávio Dino e o tampão primeiro tentaram criar a candidatura bolsonarista de Dr. Lahésio Bonfim para enfrentá-los no segundo turno, acreditando na desistência de Weverton; fracassados, tentam agora transformar o próprio Weverton em bolsonarista.

– Desafio que mostrem qualquer votação minha a favor do governo Bolsonaro ou contra os trabalhadores; desafio que mostrem uma atitude minha contra o ex-presidente Lula. E desafio o governador Brandão a mostrar que esteve do lado de Lula antes destas eleições – rebateu Weverton.

Weverton esteve em jantar com o ex-presidente, em Brasília, onde recebeu apoio para seu projeto de disputar o Governo do Estado…

Ligado historicamente ao ex-presidente, com quem esteve em todas as eleições que o petista disputou, Weverton foi o primeiro – e único – maranhense a visitá-lo na cadeia, em Curitiba, após o golpe contra o qual o pedetista votou contra na Câmara Federal.

A relação de Weverton com Lula se estreitou ainda mais nestas eleições, em que o ex-presidente já declarou publicamente que prefere o senador ao candidato escolhido pelo ex-governador Flávio Dino.

…E nas conversas que teve com o petista em São Paulo, recebeu a certeza de que Lula prefere a sua eleição a do tampão Carlos Brandão

Sem relação com Lula, Brandão tenta há meses, sem sucesso, conseguir uma foto convincente com o ex-presidente; ele quer fotos iguais  – ou pelo menos próximas – das que Weverton tem com Lula o longo de sua história, e ainda mais agora, nestas eleições.

– Estão tentando nacionalizar o debate por querem evitar discutir o que mais interessa: o empobrecimento do Maranhão, a miséria e a pobreza espalhada pelo estado – afirmou.

Miséria que só piorou nos últimos quase oito anos de Flávio Dino. (Entenda aqui, aqui, aqui e também aqui)

Mas esta é uma outra história…

0

Dr. Lahésio resolve diminuir até o controlador do seu próprio partido…

Ex-prefeito, que peregrinou por diversas legendas até encontrar abrigo partidário no PSC de Aluísio Mendes agora dá sinais de que não segue orientação partidária em seu projeto de se transformar candidato ao governo para se viabilizar na região tocantina em 2024

 

Lahésio agora desautoriza o próprio presidente do partido que lhe deu abrigo para ser candidato a governador

Empolgado com o apoio moral de bastidores que recebe do Palácio dos Leões à sua pré-candidatura ao governo, o Dr. Lahésio Bonfim (PSC) dá sinais de que parece mesmo que a força leonina subiu-lhe a cabeça.

Filiado ao PSC do deputado federal Aluisio Mendes, Lahésio agora desautoriza até mesmo o próprio Aluísio a falar em nomes da candidatura.

A princípio, o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes tinha um objetivo nas eleições e 2022: fortalecer seu nome na região tocantina para se viabilizar candidato a prefeito de Imperatriz já nas eleições de 2024; a princípio, a articulação vinha dando certo, com grande espaço para ele na região.

A dificuldade era apena viabilizar um rumo partidário; peregrinou pelo Podemos, tentou o PL, foi para o PTB, articulou o Agir36, tentou voltar ao PTB até chegar ao PSC, abrigado por Aluisio Mendes.

Mas parece que o chamado dos Leões subiu-lhe mesmo a cabeça.

– O Aluisio não tem procuração para falar pelo Lahesio Bonfim – disse, ao uma emissora do interior, para desdenhar das articulações de aliança feitas pelo presidente do seu partido.

Estimulado nos bastidores pelos agentes ligados à candidatura do governador-tampão Carlos Brandão (PSB), o pré-candidato do PSC já entende que está acima do próprio PSC.

Há um, único problema para Dr. Lahésio: ele não pode mais trocar de partido e corre o risco de perder a legenda do PSC,.

O que o tira definitivamente das eleições de 2022.

Pelo menos ele pode esperar 2024 em Imperatriz…

1

Fábio Macedo segue em forte articulação por vaga na Câmara Federal

Deputado estadual avança em Caxias, onde fecha parceria com o colega de Assembleia Legislativa Adelmo Soares e amplia sua perspectiva de votação em todo o estado

 

O parlamentar do Podemos fortalece cada dia mais seu projeto político para 2022, com adesões cada vez mais importantes a sua empreitada. Desta vez Fábio Macedo fechou com o deputado estadual, Adelmo Soares, que é uma das maiores lideranças políticas em Caxias.

– O nosso projeto tem crescido e estamos recebendo apoios importantes. Eu fico muito feliz em fechar essa parceira com Adelmo, tenho certeza que juntos, vamos trabalhar mais ainda pelo povo de Caxias – disse Fábio.

Já o deputado Adelmo comemorou a parceira.

– Estamos juntos pelo desenvolvimento de Caxias, tendo você, meu amigo como nosso pré-candidato a deputado federal, trabalho cada dia mais em prol dos caxienses – afirmou.