2

PSDB desautoriza Roberto Rocha e confirma distanciamento do senador

Parlamentar tentou constranger o ministro do STF Alexandre de Moraes – pedindo explicações sobre a prisão do deputado federal Daniel Silveira – mas foi rebatido publicamente pela própria legenda, que já não o quer no ninho

 

Cada vez mais alinhado ao presidente Jair Bolsonaro, Roberto Rocha vai ter que procurar outra legenda para ser candidato a governador em 2022

Em 16 de dezembro de 2020, o blog Marco Aurélio D’Eça noticiou, com exclusividade, que o PSDB já não tem mais o mesmo interesse no senador Roberto Rocha, alinhado ao presidente Jair Bolsonaro.

O post intitulado PSDB deve trocar “Roberto Rocha por Eliziane Gama no Senado”, mostrava que o clima do senador maranhense na legenda já não era dos melhores.

Rocha, obviamente, tentou desmentir a informação.

Nesta sexta-feira, 19, porém, o PSDB nacional deu mais uma mostra de que o senador eleito na chapa do PCdoB em 2014 já não é bem visto no ninho, que faz oposição sistemática ao governo Jair Bolsonaro.

Numa atitude criticada por diversos colegas, Roberto Rocha tentou constranger o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, cobrando explicações para a prisão do deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ).

Imediatamente, o PSDB publicou em suas páginas nas redes sociais que a opinião de Rocha “não representa a posição do partido”.

É mais um sinal de que, até as eleições de 2022, o senador maranhense que quer disputar o Governo do Estado, estará fora do PSDB.

E quem herdará a força do partido no estado?!?

3

Quatro deputados maranhenses votaram a favor de Daniel Silveira

O emedebista Hildo Rocha, o liberal Pastor Gil, Aluísio Mendes, do PSC, e o recém-empossado Josivaldo JP, do Podemos, posicionaram-se contra a manutenção da prisão do deputado que atacou o STF, defendeu o AI-5 e a Ditadura Militar e agrediu a Constituição

 

Os quatro deputados maranhenses que entenderam errada a decisão do STF contra o colega Daniel Silveira

Os deputados Hildo Rocha (MDB), Aluisio mendes (PSC), Pastor Gil (PL) e Josivaldo JP (Podemos) foram os três únicos maranhenses a votar contra a continuidade da prisão do colega carioca Daniel Silveira (PSL) preso desde terça-feria, 16, por crimes contra a Nação.

Silveira foi levado para a cadeia após defender o Ato Institucional nº 5, o AI-5 – que cassou as liberdades individuais na época da ditadura militar – ofender ministros do STF e atacar a Constituição brasileira.

Mas para os quatro parlamentares maranhenses, ele é quem está certo.

A Câmara Federal confirmou a prisão de Silveira por ampla maioria; e vai abrir processo de cassação contra o parlamentar.

Veja abaixo como votou cada deputado maranhense:

  • André Fufuca (PP) – votou Sim (MANUTENÇÃO DA PRISÃO)
  • Aluyísio Mendes (PSC) – votou Sim
  • Bira do Pindaré (PSB) – votou Sim
  • Cleber Verde (REPUBLICANOS) – votou Sim
  • Dr. Gonçalo (REPUBLICANOS) – votou Sim
  • Edilazio Junior (PSD) – votou Sim
  • Gastão Vieira (PROS) – votou Sim
  • Gil Cutrim (PDT) – votou Sim
  • Hildo Rocha (MDB) – votou Não (CONTRA MANUTENÇÃO DA PRISÃO)
  • João Marcelo S. (MDB) – votou Sim
  • Josimar Maranhãozinho (PL) – votou Sim
  • Josivaldo JP (PODE) – votou Não
  • Junior Lourenço (PL)
  • Juscelino Filho (DEM) Abstenção
  • Marreca Filho (PATRIOTA) – votou Sim
  • Pastor Gil (PL) – votou Não
  • Pedro Lucas Fernandes (PTB) -votou Sim
  • Zé Carlos (PT) – votou Sim
2

Após reforma de Flávio Dino, PDT mantém controle do Detran e da Sedes

Ligado ao senador Weverton Rocha, o ex-prefeito de Codó, Francisco Nagib, será o novo diretor do órgão de trânsito; Larissa Abdalla vai auxiliar Márcio Honaiser no Desenvolvimento Social, em mais uma derrota do vice-governador Carlos Brandão

 

Nagib vai comandar o Detran-MA, o que mantém o PDT de Weverton Rocha na base do governo Flávio Dino

Apesar da pressão do vice-governador Carlos Brandão (Republicanos) e de grupos ligados ao deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL), o PDT manteve-se forte no governo Flávio Dino (PCdoB), preservando suas pastas e ampliando seus espaços.

O partido do senador Weverton Rocha manteve o controle do Detran-MA, agora sob o comando do ex-prefeito de Codó, Francisco Nagib (PDT); a ex-titular do órgão, Larissa Abdalla, será adjunta do secretário de Desenvolvimento Social, Márcio Honaiser, também do PDT.

Além de manter suas posições, os pedetistas ampliaram seus espaços no governo comunista com a indicação do ex-vereador Ivaldo Rodrigues para a secretaria ajunta da Agricultura Familiar, comandada por Rodrigo Lago.

Desde o segundo turno das eleições municipais, quando foi derrotado em São Luís, Carlos Brandão tenta criar um clima de racha na base do governo Flávio Dino, tentando tomar os espaços do senador Weverton Rocha.

Para evitar este racha – que precipitaria o fim do governo – o secretário de Cidades Márcio Jerry (PCdoB) foi chamado de volta ao Palácio dos Leões, como adiantou o blog Marco Aurélio D’Eça ainda em dezembro. (Relembre aqui e aqui)

Homem forte de Flavio Dino, Jerry entendeu ser melhor manter o PDT na base.

E Brandão terá que se contentar em esperar o fim do governo comunista…

3

Entregue há menos de dois meses, obra da prefeitura se desmancha no Anel Viário

Reforma de todo o circuito que compreende o Anel Viário foi inaugurado em dezembro – mesmo ainda inacabado – e não aguentou as primeiras chuvas, transformando em um verdadeiro caos o trânsito na área

 

Os buracos tomaram conta do asfalto de péssima qualidade colocado às pressas para dar tempo da inauguração

A reforma da rampa Campos Melo, incluindo todo o complexo do circuito de carnaval do Anel Viário foi entregue em dezembro, ainda inacabado, pelo então prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Dois meses depois, a construtora Ducol vai ter que refazer todo o serviço, levado como areia pelas chuvas de janeiro e fevereiro, menos de dois meses depois de inaugurado.

Fruto do pacote de obras de Edivaldo Júnior na reta final do seu mandato, a obra consta de recuperação de toda as rampas de transporte coletivo, construção de uma praça com área de skate e reforma de todos os quiosques, com novo traçado de avenidas.

Os quiosques nunca foram entregues e agora estão comprometidos com a qualidade da obra, levada pelas chuvas de janeiro e fevereiro

Mas nem tudo foi entregue a tempo.

E o que foi liberado ficou destruído com as chuvas de janeiro e fevereiro, como mostram as imagens que ilustram este post, feitas no início da tarde desta sexta-feria, 19.

Verdadeiras crateras tomam conta da avenida, impedindo o fluxo normal de trânsito em meios às chuvas desta semana

Os problemas apresentados na obra transformaram em caos o trânsito na área, com buracos e longos engarrafamentos.

Operários da Ducol estão na área tentando corrigir os problemas, em meio às chuvas que caem em São Luís desde a última segunda-feira, 15.

Imagens: Denis Guterres

0

Secretário de Segurança e comandante da PM participam de troca de comando em Mirinzal

Aconteceu nesta manhã de 18/02/2021, na auditório do Templo Central da Igreja Assembleia de Deus de MIRINZAL a Solenidade de Formatura de passagem de comando da 2 CIPM. Com a presença do Sr. Jefferson Miller Portela e Silva, Secretário de Segurança Pública do Estado do Maranhão, Sr. Coronel Pedro Ribeiro, Comandante Geral da Polícia Militar do Maranhão e o Sr. Coronel Honório, Comandante do Policiamento do Interior que comporam locais de honra a mesa de autoridades, aconteceu a transmissão do comando da 2 Cia Ind do Sr. Major BERREDO para o Sr. Major HUDSON que assumiu o desafio desta nova empreita.

O evento contou com a participação do Srs. Coronel Jurandy e Coronel Ribeiro, comandantes do CPAI/4 e CPAI/2 respectivamente bem como diversos segmentos da sociedade mirizalense e região, dentre eles o Sr. Claufinor Araújo – representando o Prefeito da cidade de Mirinzal; Vereador Leonardo Pinto Presidente da Câmara Municipal, Vereador Geovani Pontes Presidente da Câmara de Vereadores de CEDRAL e representando o Prefeito desta cidade; Dennis Ribeiro, Secretário de Meio Ambiente de Mirinzal, entre outras representações de segmentos sociais locais.

Em sua fala o Comandante Geral da Polícia Militar elogiou o desempenho do comandante substituído e dando boas-vindas ao novo comandante da unidade ressaltou a história de bravos combatentes da baixada o de na oportunidade citou a homenagem presente ao ST PM Reginaldo, que é um expoente referencial de trabalho e comprometimento para todos os Policiais Militares da 2 Cia Ind.

O secretário Jefferson Portela destacou a importância da integração dos órgãos públicos lembrando a implantação da Força Pública de Segurança Integrada colocando o dispositivo desta força a disposição das Operações inerentes a região e fazendo alusão a sua história de vida profissional direcionou palavras de incentivo e sucesso ao Sr. Major HUDSON que assumiu o novo comando bem como palavras de gratidão e sucesso ao Major BERREDO que deixou o comando mas também assumiu uma nova missão a frente do 15° Batalhão em BACABAL.

Da assessoria

1

Uso de vigilantes como polícia já gerou tragédia no Maranhão

Execução em praça pública do mecânico Irinaldo Batalha, em 2015, no município de Vitória do Mearim, mostra que a prática de usar não-policiais no sistema de segurança pública é uma prática do governo Flávio Dino desde o seu início

 

A imagem da execução do mecânico Irinaldo Batalha ganhou o mundo; e volta á cena agora, com novo episódio de outro vigilante agindo como militar

 

Não é de hoje que o governo Flávio Dino (PCdoB) usa vigilantes no papel de policiais militares no interior maranhense.

Essa prática resultou, inclusive,. na execução, em praça pública, do mecânico Irinaldo Batalha, em junho de 2015, no município de Vitória de Mearim, crime que repercutiu internacionalmente e resultou em ações contra Dino em organismos internacionais. (Relembre aqui, aqui, aqui e aqui)

Batalha foi executado por um vigilante que fazia as vezes de policial, e tinha a supervisão dos próprios policiais militares. À época, o próprio secretário de Segurança Jefferson Portela classificou o crime como “cruel e desumano”.

O vigilante prendeu e algemou rapaz no Centro, como se fosse um policial militar; governo Flávio Dino mantém silêncio

Passados quase seis anos, o caso envolvendo um vigilante no Centro de São Luís mostra que a prática nunca foi abandonada pelo governo comunista, agora até mesmo na própria capital maranhense.

A imagem com um homem algemado e no chão, sob os pés de um vigilante, à frente do carro do programa “Nosso Centro”, foi denunciada na Assembleia Legislativa e será alvo de ação também do Sindicato dos Vigilantes.

E como sempre ocorre nesses casos, Flávio Dino preferiu o silêncio…

0

Sem vacina e com aumento de casos, CoVID-19 é risco no MA

Prefeitura anunciou suspensão do programa de imunização enquanto o estado se mantém entre os que têm apresentado número crescente de mortes nas últimas semanas; há relatos de novas cepas do coronavírus no estado

 

O Maranhão está na faixa de risco vermelho para infecção da CoVID-19.

O estado tem se apresentado entre os que tem aumento progressivo no número de casos e de mortes; e está com sua rede de leitos praticamente em colapso.

Além disso, já há relatos de novas cepas do coronavírus espalhadas pelo interior.

Como se não bastasse, a Prefeitura de São Luís anunciou ontem a suspensão do programa de imunização por falta de vacinas.

E só na semana que vem é que o Governo Federal deve encaminhar ao estado cerca de 300 mil doses.

É agora torcer para que, até lá, a situação não saia do controle…

4

Maranhão é último em vacinação contra CoVID-19…

Do blog Marrapá

Enquanto a variante brasileira do covid-19 varre o território nacional, o Maranhão, só para variar, aparece na ponta de baixo do ranking nacional de vacinação por estado alimentado de forma independente por veículos de comunicação.

Abaixo os cinco estados mais avanços na vacinação até esta quarta-feira, considerando a proporção entre o número de habitantes e as doses ministradas, e os cinco territórios mais atrasados na corrida das vacinas

Estados mais avançados na 1ª dose da vacinação

Amazonas (4,82%)
Roraima  (3,69%)
Mato Grosso do Sul  (3,47%)
Distrito Federal (3,63%)
São Paulo (3,16%)

Estados mais atrasados na 1ª dose da vacinação

Pará  (1,43%)
Acre  (1,44%)
Goiás (1,69%)
Sergipe (1,73%)
Maranhão (1,75%)

6

Edivaldo Júnior monta seu projeto de 2022

Ex-prefeito pretende mesmo inserir-se no debate da sucessão do governador Flávio Dino e vai montar espécie de gabinete para percorrer o Maranhão, atuar nas redes sociais e manter-se na mídia até a chegada do processo eleitoral

 

Para fortalecer projeto 2022, um dos objetivos de Edivaldo é manter boa relação com a mídia maranhense e permanecer em evidência

O ex-prefeito Edivaldo Júnior (PDT) aposta mesmo na projeção recorde que teve no comando de São Luís – quando alcançou quase 80% de popularidade – para tentar viabilizar-se nas eleições de 2022.

Aos mais próximos, Holanda deixa claro que pretende mesmo ser candidato a governador; e entende que alcança ao menos 500 mil votos na região da Grande São Luís, suficiente para estar com um pé em um eventual segundo turno.

Para manter a chama do seu nome acesa – mesmo sem ter construído um grupo político e ter ficado neutro nas eleições de 2020, o que gerou chateação entre aliados – o ex-prefeito já está montando uma espécie de gabinete.

Com esta equipe, ele pretende permanecer forte nas redes sociais e na mídia, construir uma agenda no interior maranhense e participar ativamente dos principais debates.

Se conseguir se manter em evidência até abril de 2022, terá ainda dois desafios: convencer o senador Weverton Rocha de que é mais viável do que ele ou deixar o PDT e buscar novo partido.

É aguardar e conferir…

3

Roberto Costa e a modernização do MDB e do próprio grupo Sarney…

Com diálogos para além do sectarismo político-ideológico, alinhando-se com grupos de governo e de oposição – à esquerda e à direita – deputado estadual rompe com o círculo vicioso da guerrilha na Assembleia e reposiciona seu partido para 2022, impondo o nome da própria ex-governadora Roseana Sarney no debate da sucessão de Flávio Dino

 

Com Flávio Dino, Roberto Costa consolida projeto de reformulação do MDB e põe o partido no debate da sucessão de 2022

Análise de conjuntura

A imagem desta quarta-feira, 17, do deputado estadual Roberto Costa (MDB) com o governador Flávio Dino (PCdoB), é o que se pode classificar de ápice de um movimento iniciado lá atrás pelo líder emedebista.

À frente das conversas eleitorais do MDB, Costa modernizou o discurso, tirou o partido do sectarismo oposicionista e buscou diálogo para além do que se convencionou chamar de grupo Sarney, fortalecendo não apenas o partido, mas a própria ex-governadora Roseana Sarney, a face mais brilhante deste segmento político estadual.

– Não adianta ficar entrincheirado com discurso de oposição quando já não se sabe quem é governo e quem é oposição; o diálogo abre oportunidades de trabalho e acena com espaços de poder, o objetivo de todo partido – avalia o parlamentar.

Os diálogos de Roberto Costa podem ser divididos em três fases.

Na primeira fase, ainda em 2019, ele buscou alinhamento com grupos mais independentes do governo, como o PDT  e o PSB – partidos com os quais já tinha uma história política, desde a época do movimento estudantil.

A reaproximação com o senador Weverton Rocha e seu grupo resultou, por exemplo, na aliança do MDB com o PDT e o DEM no primeiro turno das eleições de 2020 e o alinhamento conjunto a Eduardo Braide (Podemos) no segundo turno.

No mesmo ano de 2019 Costa aproximou-se também dos setores mais abertos do PCdoB, representados sobretudo pelo agora secretário de Cidades Márcio Jerry.

A aproximação com Weverton e com Jerry foi comunicada aos líderes do grupo Sarney e à ex-governadora Roseana Sarney, que deram aval ao deputado. Tanto que foi sem traumas a saída do MDB do bloco de oposição na Assembléia para formação de novo bloco, agora independente.

Cinco dias antes do encontro com Flávio Dino, Roberto Costa recebeu Marcio Jerry e Weverton Rocha em seu gabinete na Assembleia

Este gesto, combinado com a aliança com Weverton e Jerry resultou na terceira fase do diálogo, agora com o próprio governador Flávio Dino (PCdoB).

– Flávio Não é mais a mesma pessoa do início do governo; é totalmente diferente daquele que foi eleito em 2014 – avaliou Costa, após o encontro de ontem. 

O deputado do MDB justifica que sua ida ao Palácio dos Leões – apenas cinco dias depois de receber Weverton Rocha e Márcio Jerry em seu gabinete na Assembléia – foi uma forma de agradecer o apoio do PCdoB à candidatura do aliado baleia Rossi (MDB-SP) na disputa pela presidência da Câmara.

Mas o próprio Costa deixa claro que o encontro extrapola a troca de gentilezas e acena para 2022.

– O Flávio Dino deve chegar à Brasília como senador; nós todos, o MDB incluído, precisamos saber de que forma estaremos posicionados neste projeto; e temos cacife para estar no debate – ensina.

Hábil negociador, político de capacidade de articulação intrínseca, com estas declarações, Roberto Costa acena que já trabalha na quarta fase dos seus diálogos emedebistas, incluindo o partido no cenário da sucessão de 2022.

E mostra também que é hoje o mais brilhante detentor de mandato no MDB do Maranhão.

Simples assim…