3

Aliados de Weverton resistem à pressão do Palácio dos Leões…

Governador Flávio Dino começou a lotear espaços no governo e na chapa do vice-governador Carlos Brandão na tentativa de dar um verniz de viabilidade ao tucano, mas enfrenta resistências das lideranças já fechadas com o senador pedetista

 

Flávio Dino tem agido diretamente contra o próprio aliado Weverton Rocha, ao tentar cooptar lideranças para “engrossar” candidatura de Brandão

O governador  Flávio Dino (PSB) já se decidiu por apoiar a candidatura do seu vice, Carlos Brandão (PSDB), ao Governo do Estado; mas não quer pagar o ônus de escolher alguém que não atenda aos critérios estabelecidos por ele próprio na carta-compromisso assinada em julho.

Por isso, o governador passou a agir pessoalmente na tentativa de cooptação de lideranças que apoiam o próprio aliado, senador Weverton Rocha (PDT).

Fez assim com a senadora Eliziane Gama (Cidadania) e com o presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB).

Ao presidente da Assembleia ofereceu a vice de Brandão ou sua primeira suplência; a Eliziane, ofereceu espaços vários no governo. E ainda pediu que ajudassem a demover Weverton da ideia de ser candidato.

Dos dois, ouviu “não”.

Para tentar esvaziar a candidatura do próprio aliado Weverton Rocha, Flávio Dino chegou a oferecer a vice de Brandão a Othelino Neto

Flávio Dino sabe que não terá como explicar aos líderes da base a opção por Brandão sem que o vice atenda a nenhum dos pré-requisitos para ser candidato: não lidera as pesquisas, não tem apoio de partidos e não agrega as lideranças da base. (Entenda aqui, aqui, aqui e aqui)

De qualquer forma, o governador entendeu ser necessária uma ação de cooptação direta após o fracasso das tentativas da família Brandão.

Têm virado piada nas redes sociais, sobretudo, as tentativas de Marcos Brandão de pôr boné em quem não se sente à vontade em votar no seu irmão.

Mas esta é uma outra história…

3

Flávio Dino já opera para evitar eleição de Neto Evangelista à Câmara

Deputado estadual virou persona non grata no círculo do governador desde que decidiu-se por Eduardo Braide nas eleições de 2020; e virou alvo do Palácio dos leões, que tem atuado para inviabilizar sua campanha de deputado federal

 

Neto Evangelista não apenas declarou apoio a Braide como cerrou fileiras em sua campanha; agora, virou alvo da vingança de Flávio Dino

O governador Flávio Dino (PSB) decidiu atuar pessoalmente para impedir a eleição do deputado estadual Neto Evangelista (DEM) à Câmara Federal.

Neto passou a ser tratado como inimigo por Flávio Dino desde que recusou-se a apoiar o então candidato a prefeito Duarte Júnior (PSB) nas eleições de 2020.

Dino não engole  o fato de Evangelista não apenas ter-se recusado a apoiar Duarte como também o fato de ele ter entrado de cabeça na campanha de Braide, o que determinou significativamente a vitória do agora prefeito.

Aos mais próximos, o governador tem dito que impedir que Evangelista se eleja é uma das missões de seu projeto para 2022.

3

Adriano Sarney conversa com outras legendas sobre candidatura…

Deputado estadual que deve disputar uma cadeira na Câmara Federal tem conversado com membros do PP, sondando a possibilidade de montagem de chapa competitiva em 2022; PV enfrenta dificuldades em atrair candidatos

 

Adriano Sarney quer viabilizar sua candidatura a deputado federal em chapa consistente

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) tem conversado com lideranças de outras legendas em busca de espaços para disputar uma cadeira na Câmara Federal.

Na semana passada, ele esteve com o colega Ciro Neto, cujo pai, ex-prefeito de Presidente Dutra, Juran Carvalho, é listado como um dos candidatos do PP à Câmara.

Comandado pelo deputado federal André Fufuca, o PP interessaria a Adriano pelo fato de ter uma boa chapa de candidatos e forte possibilidade de obter legenda para a disputa federal, o que não é o caso do PV.

Afastado do cenário eleitoral desde as eleições de 2020, o neto do ex-presidente José Sarney voltou à cena em meados deste ano, anunciando que estará na disputa de 2022.

Sua mudança de partido abriria espaço tanto para ele, em uma legenda mais competitiva, como deixaria o PV à disposição de outras lideranças que buscam comandar uma legenda no estado.

Mas esta é uma outra história…

3

Felipe Camarão mantém agenda de pré-candidato do PT…

Mesmo com a mídia alinhada ao Palácio dos Leões apontando dia após dia que o governador Flávio Dino já se decidiu pelo vice tucano, Carlos Brandão, secretário de Educação vai à Baixada, com a caravana “Avante, Maranhão”

 

Camarão mantém contato direto com a população; e nesta sexta-feira estará em Viana como pré-candidato a governador

O secretário de Educação e pré-candidato do PT ao Governo do Estado, Felipe Camarão, vai reiniciar sua “Caravana Avante, Maranhão” pela região da Baixada.

Três dias antes da reunião convocada pelo governador Flávio Dino (PSB) para anunciar o candidato da base, Camarão estará na região em contato direto com a população.

– A minha conversa com os maranhenses é de igual para igual. Quero ouvir suas necessidades e levar esperança de dias melhores – pregou o secretário.

Apesar de a mídia ligada ao Palácio dos Leões anunciar dia após dia que Flávio Dino já escolheu o vice-governador Carlos Brandão (PSDB), Felipe Camarão, mantém sua agenda de candidato;.

Ele também defende que Dino adie para março de 2022 a escolha do nome, como forma de melhor avaliar o desempenho dos pré-candidatos.

Além de Camarão e Brandão são pré-candidatos na base governista o secretário Simplício Araújo (Solidariedade) e o senador Weverton Rocha (PDT).

3

“Vamos fazer o Maranhão bem melhor do que ele é hoje”, diz Luciano Leitoa

Em contundente discurso no encontro “Maranhão Mais Feliz”, em Timon, ex-prefeito diz que o senador Weverton Rocha fará Justiça com o PDT e com o ex-governador Jackson Lago, que teve o seu mandato interrompido

 

Luciano Leitoa fez um dos mais contundentes discursos no encontro “Maranhão Mais Feliz” em Timon, de exortação a Weverton Rocha

Num dos mais contundentes discursos do encontro “Maranhão Mais Feliz”, de Timon, o ex-prefeito Luciano Leitoa (PSB) reforçou a união do grupo que hoje apoia o senador Weverton Rocha (PDT) e disse que o Maranhão, a partir de 2023, será bem melhor do que é hoje.

Leitoa deixou claro que nenhum dos membros do grupo que apoia Weverton tem medo da campanha, e ressaltou que todos estarão, em 2022, subindo o Palácio dos Leões ao lado de um governador surgido do povo, com campanha feita de baixo para cima.

– Quem não quer Weverton é por que tem medo; é por que sabe que Weverton vai ser o melhor governador da história deste Maranhão – ressaltou o ex-prefeito, para aplausos das cerca das 10 mil pessoas presentes em Timon.

Para Luciano Leitoa, Weverton Rocha fará justiça com a história, com o PDT e com o ex-governador Jackson Lago.

– Weverton vai fazer justiça com a história pelo PDT; O Jackson teve o seu mandato interrompido, mas você haverá de ter este mandato para que a gente possa conseguir fazer o Maranhão ser bem melhor do que ele é hoje – disse.

Leitoa exortou a todos sobre as dificuldades da campanha, mas provocou:

– Tem alguém com medo aqui? – perguntou, para um sonoro “nãão!!!” como resposta.

Leitoa lembrou que é muita gente que apoia Weverton em todo o Maranhão, em várias regiões do estado, todos prontos para a campanha.

– São mais de 60% da população maranhense liderada pelos mais de 100 prefeitos que participam deste nosso encontro. Só é doido quem não enxerga a liderança do Weverton no Maranhão – afirmou.

Articulador e coordenador das estruturas de campanha de Weverton, Luciano Leitoa é respeitado em sua região e um dos nomes mais próximos de Weverton.

1

Zé Inácio realiza debate para discutir o movimento negro no Estado

Foi realizado, nesta quinta-feira (18), na Assembleia Legislativa, a mesa de debate “Racismo, Consciência Negra e Resistência – a voz dos movimentos na luta antirracista”, uma iniciativa do deputado Zé Inácio a pedido do Movimento ‘Fora Bolsonaro’.

O evento que acontece em alusão a semana da consciência negra debateu as mais diversas pautas do movimento, tais como: o racismo, a desigualdade social e econômica, a educação, o desemprego, a fome, as dificuldades enfrentadas durante a pandemia, as lutas das mulheres negras, a resistência das comunidades quilombolas, entre tantos outros.

“O vinte de novembro é o dia de defender a nossa história, de celebrar a nossa identidade e lembrar a resistência do povo negro na luta por uma sociedade livre de todas as formas de opressão. Em a nossa atuação parlamentar, sendo o único deputado declaradamente negro, tenho pautado na Assembleia várias iniciativas que beneficie nosso o povo.”, disse Zé Inácio.

Dentre as proposições promovidas pelo Deputado Zé Inácio está a resolução legislativa que destina 20% das vagas em concursos públicos do Poder Legislativo e Executivo do Estado do Maranhão para candidatos negros. A criação da medalha ‘Negro Cosme’, para homenagear pessoas e entidades com relevantes trabalhos na luta em defesa do nosso povo e a proposição da lei que torna o Dia da Consciência Negra feriado estadual.

Zé Inácio ressaltou a importância do povo negro ocupar lugares de destaque na sociedade, como nas Assembleias Legislativas, Câmaras Municipais, para assim pode dar voz as lutas e reivindicações do seu povo. Ainda, reafirmou o seu compromisso em seguir defendendo e dando voz as lutas do povo negro do Maranhão.

O evento contou com a presença do Secretario de Estado de Igualdade Racial, Gerson Pinheiro, que destacou as iniciativas do governo do Estado em favor da população negra.

Além do Secretário, participaram representantes de mais de 15 entidades ligadas ao movimento negro e diversas personalidades que contribuem para o fortalecimento do debate, tais como: Creuzamar de Pinho, Secretária Adjunta de Participação Popular; Socorro Guterres, coordenadora da Rede Maranhense de Mulheres Negras (Remnegra); a presidente do Conselho Estadual de Igualdade Racial, Jacinta Maria; o presidente da Comissão de Verdade da Escravidão Negra e de Promoção da Igualdade Racial, Erik Moraes; o coordenador nacional da Conaq, Ivo Fonseca; a presidente da UNEGRO, Rodivania Frazão; Hertz Morais, do Movimento Hip Hop Quilombo Urbano; Adomair Ogunbiyi, do Movimento Negro Unificado.

“Quero agradecer a presença de todas e todos que aceitaram nosso convite para esse importante debate. Quero dizer que a luta do povo negro é maior que conquistar mais direitos, ou que só ocupar espaço de destaque, seja na política ou nas mídias. A nossa luta é também pelo direito a vida, pelo fim da extermínio da população negra, pelo fim da violência, seja ela policial, moral, econômica, social ou racial. Nossa luta é pelo direito existir e se estabelecer na sociedade.”, disse Zé Inácio.

0

Como se posicionam os partidos em relação à escolha de Flávio Dino?!?

Maioria das legendas da base apoia a candidatura do senador Weverton Rocha, que também lidera as pesquisas; outras duas – o PT e o Solidariedade – também têm candidatos a governador. Sobram PSB, PCdoB e PTC, que podem seguir com o vice-governador Carlos Brandão, do PSDB

 

Além de liderar as pesquisas, Weverton já reúne em seu palanque a maior parte das partidos que compõem a base do governo Flávio Dino

Faltando oito dias para a definição do candidato da base do governo Flávio Dino às eleições de 2022, as 12 legendas que compõem o grupo governista estão com posições claramente definidas neste momento.

A maioria dos partidos – PDT, DEM, Cidadania, PP, PSL e Republicanos – apoia publicamente a candidatura do senador Weverton Rocha, que pode ainda ter o PT e o PTC, somando oito legendas.

O vice-governador Carlos Brandão (PSDB) ainda não recebeu apoio declarado de nenhum partido, mas tende a ficar com PSB e PCdoB, somando três legendas, metade do que tem hoje Weverton.

Se conseguir o apoio do solidariedade, do secretário de Indústria e Comércio e pré-candidato Simplício Araújo, Brandão chega a quatro legendas, apenas 1/3 do que é a base dinista neste momento.

O PT mantém a candidatura do secretário de Educação Felipe Camarão, mas depende absolutamente de uma decisão da Executiva Nacional, que já se posicionou pelo apoio a Weverton Rocha.

Carlos Brandão consegue o apoio de Flávio Dino e dos partidos que circundam o Palácio dos Leões, coordenador por Márcio Jerry

Em termos partidários, portanto – faltando oito dias para a definição do nome da base dinista – as legendas estão publicamente e definidamente posicionadas sobre 2022.

Resta saber se Dino acatará a decisão dos partidos – como acordado na reunião de julho – ou rasgará a carta-compromisso, tentando impor um nome do seu agrado pessoal.

A decisão está prevista para segunda-feira, 29…

2

Família Barroso, enfim, se curva aos Brandão em Colinas…

Participação do professor Samuel Barroso, irmão do secretário de Cidade Márcio Jerry, em reunião usando boné com a inscrição da candidatura do vice-governador – agora na cor vermelha – repercutiu fortemente na região do sertão, onde as duas famílias se digladiam há décadas pelo poder

 

Samuel Barroso, de verde, com o boné agra vermelho do vice-governador Carlos Brandão; aliança inusitada em Colinas

Uma imagem inusitada percorreu o Maranhão no fim de semana.

O professor Samuel Barroso – irmão do secretário de Cidades Márcio Jerry – aparece em foto, ao lado de outras lideranças da região do Sertão, usando um boné com alusão à candidatura do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) à sucessão de Flávio Dino (PSB).

É a primeira vez que um membro da família Barroso se posiciona publicamente em favor do candidato tucano ao governo; e a imagem é ainda mais inusitada pelo fato de que as famílias Barroso e Brandão se digladiam há décadas pelo poder no município de Colinas. 

O curioso é que até a cor da marca de campanha de Brandão parece ter mudado para agradar os Barroso; tradicionalmente azul e amarelo, o tucano agora usa o vermelho nos bonés distribuídos no interior às lideranças comuno-socialistas.

A posição dos Barroso em favor de Brandão repercutiu fortemente entre os aliados de ambas as famílias em Colinas e região, não necessariamente de forma positiva.

Mas esta é uma outra história…

4

Seguindo os critérios, Flávio Dino só pode ter uma escolha, dizem dirigentes partidários

Blog Marco Aurélio D’Eça ouviu presidentes de vários partidos que compõem a base do governo; para todos, apenas o senador Weverton Rocha atende aos pré-requisitos estabelecidos pelo próprio governador

 

Presidentes de partidos vão cobrar de Flávio Dino o respeito aos critérios estabelecidos por ele proprio

O governador Flávio Dino (PSB) terá dificuldades para convencer a sua base partidária se optar por não seguir os critérios para escolha do seu candidato a governador, na reunião já convocada para a próxima segunda-feira, 29.

O blog Marco Aurélio D’Eça ouviu a maioria dos presidentes de partidos da base governista. E eles foram unânimes: o senador Weverton Rocha (PDT) é o único que atende a todos os requisitos estabelecidos pelo próprio Flávio Dino.

Em conversas informais com o titular do blog ou em discursos no encontro “Maranhão Mais Feliz”, foram ouvidos os seguintes dirigentes partidários: Juscelino Filho, do DEM; Eliziane Gama, do Cidadania; Cleber Verde, do PRB; Pedro Lucas Fernandes, do PSL, e o próprio Weverton Rocha, do PDT.

Para eles, não há como Flávio Dino decidir-se por um candidato agora se não for o senador pedetista.

Outros líderes partidários, como André Fufuca, do PP, também entendem que Dino precisa respeitar os critérios que ele mesmo criou e reafirmou recentemente.

O governador já encaminhou aos aliados a convocação para a reunião de segunda-feira.

E os que já receberam o chamado deixaram claro: vão cobrar na reunião o atendimento aos critérios ou adiamento da decisão.

Um clima de tensão no ar, portanto…

3

Evento de Weverton em Timon é preparatório para encontro de São Luís

Senador vai reunir prefeitos, ex-prefeitos,  vice-prefeitos, deputados federais e estaduais, vereadores e dirigentes partidários de todo o Maranhão, em encontro de consolidação do seu nome ao Governo do Estado

 

Weverton quer consolidar seu projeto no interior a partir de Timon, e se preparar para o evento final de 2021, em São Luís

Com candidatura ao Governo do Estado já consolidada – tanto em termos populares quanto entre os aliados e partidos da base governista – o senador Weverton Rocha (PDT) faz neste sábado, 20, em Timon, o encerramento do projeto “Maranhão Mais Feliz” no interior.

O encontro de Timon, organizado pelo PDT local e pelo grupo Leitoa, será uma espécie de preparação para o evento final de 2021, programado para o dia 4 de dezembro, em São Luís.

Os encontros  “Maranhão Mais Feliz” já reuniu cerca de 90 prefeitos e um sem-número de ex-prefeitos, vice-prefeitos e ex-candidatos a prefeito em todo Maranhão.

Weverton tem o apoio das principais lideranças políticas maranhenses e da maioria dos partidos políticos.

Em São Luís, no dia 4 de dezembro, ele pretende coroar este projeto com o anúncio de importantes alianças políticas para as eleições de 2022.

Mas esta é uma outra história…