3

Brandão foca em Imperatriz para tentar reverter “vantagem monstra” de Weverton

Praticamente desconhecido no segundo maior colégio eleitoral do Maranhão, governador-tampão enfrenta ainda a antipatia do povo imperatrizense ao comunosocialista Flávio Dino, inventor de sua candidatura

 

Fraquíssimo em Imperatriz, Brandão prepara rombo nos cofres públicos para tentar reverter a situação na cidade

O governador-tampão Carlos Brandão (PSB) iniciou nesta sexta-feira, 6, uma verdadeira ação de guerra em Imperatriz, para tentar reverter  seus baixíssimos índices de intenção de ovtos no município, o segundo colégio eleitoral do estado.

Brandão perde de lavada para o senador Weverton Rocha (PDT) em Imperatriz, e tenta agora usar o dinheiro do estado para tentar virar o jogo.

A estratégia, porém, é equivocada.

Além de  desconhecido, Brandão sofre rejeição pela antipatia que o povo de Imperatriz nutre pelo ex-governador Flávio Dino9, seu padrinho político; além, disso, Brandão aposta no ex-prefeito Sebastião Madeira (PSDB) para fazer o contraponto com o prefeito Assis Ramos(União Brasil), que apoia Weverton.

Mas não é só em Imperatriz que Brandão perde para Weverton.

Em todos os principais colégios eleitorais do estado o tampão está atrás do pedetista; em Caxias, por exemplo – embora tenha o apoio do prefeito Fábio Gentil (PRB) e de praticamnte tosas forças políticas da cidade – a diferença é de três por 1 em favor de Weverton, segundo a última pesquisa Exata.

Pelo que se vê em Imperatriz, o governador-tampão via precisar arrombar os cofres públicos para tentar reverter a vantagem de Weverton, mas aí entrará no ariscado jogo do crime eleitoral.

E a Justiça Eleitoral está de olhos abertos…

1

Dr Hilton Gonçalo discute instalação da ZPE em Santa Rita e Bacabeira

O prefeito de Santa Rita, Dr Hilton Gonçalo, esteve reunido com o secretário de Projetos Especiais, Zé Reinaldo Tavares, para discutir a instalação da Zona de Processamento de Exportações (ZPE). A ideia é instalar no terreno onde seria construída a refinaria de Bacabeira e ter uma abrangência de 30 km, que alcançaria os municípios de Santa Rita e Rosário.

De acordo com Zé Reinaldo Tavares é de total interesse do governador Carlos Brandão, a implantação da ZPE para gerar de forma o mais rápido possível, emprego e renda aos maranhenses.

As empresas que se instalarem na ZPE maranhense, vão ter isenção de impostos e contribuições incidentes sobre a importação ou sobre aquisições no mercado interno de insumos, para que possam produzir mercadorias ou prestar serviços destinados à exportação.

Na conversa com Zé Reinaldo Tavares, Dr Hilton Gonçalo argumentou que a região de Bacabeira e Santa Rita apresentam as características geográficas que a habilitam a constituir uma área de livre comércio, especialmente pelas condições logísticas que favorecem a entrada de insumos e o escoamento da produção para o exterior, pois as cidades estão muito próximas da zona portuária da Ilha de São Luís.  Segundo o prefeito, o projeto vai ajudar a desenvolver o Maranhão e melhorar a vida da população.

As empresas que se instalarem na ZPE têm acesso a tratamentos tributários, cambiais e administrativos especiais. Assim, a ZPE de Bacabeira/Santa Rita deverá ter, por exemplo, condições menos burocráticas relativas ao controle aduaneiro e dispensa da exigência de percentual mínimo de receita bruta relacionada à exportação de bens e serviços.

Ainda de acordo com Zé Reinaldo, outros projetos podem vir a ser desenvolvidos na região de Bacabeira e Santa Rita com a chegada da ZPE.

Participaram do encontro, o vice-presidente do Sebrae/MA, Celso Gonçalo; Pedro Rocha Neto, Secretário Adjunto da Secretaria de Projetos Especiais e Ubiratan, assessor da Secretaria.

3

Os riscos da aposta na supervotação de Roseana

Aliados falam em 200 mil, 300 mil votos à ex-governadora, que disputa vaga na Câmara Federal, meta pouco provável de ser alcançada, sobretudo diante da forma de campanha que ela adotou, quase sem sair de casa

 

Roseana tem força eleitoral para bombar nas eleições de outubro; mas a aposta numa supervotação pode criar sensação de derrota em sua liderança histórica

Análise da notícia

Os aliados da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) estão impondo a ela um risco desnecessário nas eleições de outubro; gente como o ex-senador João Alberto e o ex-candidato a governador Edinho Lobão falam de 200 mil e até 300 mil a votação de Roseana para deputada federal.

Superestimar os votos em Roseana pode causar sensação de esvaziamento do seu nome, caso ela não atinja a supervotação.

Observadores mais atentos da cena política apontam que Roseana deve receber votação bem mais modesta para os padrões de aposta do MDB: algo entre 100 mil e 150 mil votos; esta realidade é bem mais factível, até pelo estilo de campanha que a ex-governadora adotou.

Roseana não tem visitado as bases no interior e tem saído pouco às ruas, mesmo em São Luís, sua principal base eleitoral; ela recebe lideranças em casa, onde conversa sobre apoios e firma parcerias.

A aposta numa votação estrondosa é explicada pela necessidade do MDB de  eleger uma superbancada de deputados federais, o que é pouco provável; e pode esvaziar sua própria liderança histórica se ela ficar atrás de novatos, como Duarte Júnior (PSB), por exemplo.

Mas, se a própria Roseana acredita que vai mesmo “estourar a boca do balão” nas urnas de outubro, precisa se movimentar mais claramente na campanha.

E tem até outubro para fazer isso… 

1

Josimar Maranhãozinho em conversas francas com Weverton Rocha

Deputado federal de PL encerrou negociações com o governador-tampão Carlos Brandão e pode anunciar apoio ao senador do PDT nas próximas semanas, levando consigo cerca de 50 prefeitos, 700 vereadores e bancadas próprias de deputados federais e estaduais

 

Weverton pode ampliar sua base de apoio nos municípios coma aliança com Josimar Maranhãozinho

O deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL) encerrou definitivamente as tratativas com o  governador-tampão Carlos Brnadão (PSB).

Antipático ao ex-governador Flávio Dino (PSB), Maranhãozinho viu na tutela dele sobre Brandão como um empecilho para a aliança; o parlamentar abriu conversas francas com o senador Weverton Rocha (PDT).

Ao blog Marco Aurélio D’Eça o vereador Aldir Júnior (PL), sobrinho do deputado, já dava como certo, há semanas, o apoio do tio ao senador pedetista.

A aliança com Josimar Maranhãozinho garantirá a Weverton Rocha o acréscimo em sua base de apoio em mais de 50 prefeitos, 700 vereadores, ex-prefeitos, vice-prefeitos e lidranças políticas em todo Maranhão, além de uma bancada própria de deputados federais e estaduais.

Para o Senado, Josimar vai apoiar Roberto Rocha (PTB), que já tem apoio de todos os pré-candidatos a governador da oposição e de 11 partidos…

0

Promulgada Lei de César Pires que prevê conscientização de alunos sobre violência intrafamiliar

Na presidência da sessão da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira, o deputado César Pires promulgou a Lei 11.686, de sua autoria, que dispõe sobre a capacitação escolar de crianças e adolescentes para identificação e prevenção de situações de violência intrafamiliar e abuso sexual.

Ao apresentar o projeto, César Pires justificou que a violência intrafamiliar ocorre por agressão física, abuso sexual e psicológico, abandono e maus-tratos, e que a abordagem dessa questão em ambiente escolar, onde o aluno sente-se protegido, é de fundamental importância.

“A informação é a maior fonte de prevenção, e também instrumento para que essa terrível situação seja cada vez mais denunciada e prevenida”, destacou César Pires.

O projeto estabelece que, no ambiente escolar, serão realizados palestras e treinamento para que os alunos possam identificar e prevenir essas situações. César Pires ressaltou que a intenção é criar as condições para que as crianças e adolescentes sintam-se orientados e fortalecidos para denunciar e serem protegidos desse tipo de violência.

Aos alunos do ensino fundamental e do ensino médio, serão asseguradas palestras com conteúdo que estimule a conscientização, a identificação e a prevenção de situações que caracterizem violência intrafamiliar e abuso sexual, utilizando de linguagem apropriada para cada idade escolar.

As palestras estabelecidas pelo projeto serão ministradas por profissionais capacitados, dentre os quais professores, psicólogos, psicopedagogos ou assistentes sociais.

2

Quem é dono do “time do Lula” no Maranhão?!?

Ex-governador Flávio Dino tenta controlar a agenda do ex-presidente no estado, mas não consegue penetrar nos movimentos sociais; além disso, seu candidato, Carlos Brandão, carece de identidade com o PT. Historicamente de esquerda e ligado às lutas dos trabalhadores, o senador Weverton Rocha tem a preferência do próprio Lula; e agora, Simplício Araújo também pode reivindicar o lulismo, já que o Solidariedade apoia o petista

 

O time de Lula capitaneado por Flávio Dino é elitista e sem relação com a classe trabalhadora; e seus candidatos ao governo não tem qualquer relação ideológica com o ex-presidente

Ensaio

O “time do Lula” está dividido em quatro frentes no Maranhão.

Apesar de o ex-governador Flávio Dino (PT) auto-intitular-se dono deste time, sua fragilidade nos movimentos sociais e na classe trabalhadora – além da absoluta falta de identidade do seu candidato Carlos Brandão (PSB) com a ideologia do ex-presidente – torna difícil uma penetração mais orgânica no chamado campo progressista.

Este campo tem, historicamente, o senador  Weverton Rocha (PDT), que sempre militou na esquerda e sempre atuou na luta dos trabalhadores; não à toa, tem o apoio da base do PT, da Fetaema – que é o principal núcleo de trabalhadores no estado – e de vários sindicatos ligados à CUT e ao PT.

Weverton Já foi declarado como preferido de Lula para ser governador, apesar da pressão contra de Dino.

Weverton tem relação histórica e ideológica com Lula, que já declarou sua preferência pelo pedetista no governo do Maranhão

Além, de Flávio Dino e Weverton, o “time de Lula” pode ser reivindicado, também, pelo candidato Simplício Araújo, cujo partido, o Solidariedade, já declarou apoio ao ex-presidente; Simplício, inclusive, já tirou foto ao lado de Lula, o que Brandão nunca conseguiu.

Por fora, corre ainda o candidato do PSOL, Enilton Rodrigues, que também apoia Lula – embora sua candidatura seja vista como laranja do Palácio dos Leões.

É assim, dividido em várias frentes, que o “time de Lula” vai encarar as urnas no Maranhão nas eleições de outubro; sem dono e sem arreios, como pretende o autoritarismo de Flávio Dino.

E vencerá quem tiver mais identidade – e intimidade – com a base lulista…

4

Fábio Câmara prepara posse como vereador de São Luís

Primeiro suplente do PDT, ex-candidato a prefeito deve assumir mandato pelo menos até a eleição, quando deve disputar uma vaga na Câmara Federal pelo mesmo partido que tem o senador Weverton Rocha como candidato a governador

 

Fábio Câmara deve assumir mandato na Câmara Municipal ainda neste semestre, pela bancada do PDT

O ex-vereador e ex-candidato a prefeito de São Luís, Fábio Câmara (PDT) está prestes a assumir mandato na Câmara Municipal, onde atuou entre 2012 e 2016.

Suplente do PDT, Câmara deve assumir uma das vagas do partido, em acordo com o senador Weverton Rocha; o ex-parlamentar deve concorrer a uma vaga na Câmara Federal.

Um dos mais ativos vereadores de São Luís na década passada, Fábio Câmara marcou época como candidato a prefeito de São Luís nas eleições de 2016, quando ficou em quarto lugar.

Hoje, o ex-vereador tem a inédita posição de suplente de deputado estadual e suplente de vereador ao mesmo tempo.

E é com este cacife que ele pretende atuar na Câmara e preparar sua campanha de deputado federal.

2

Base do PT pró-Weverton prepara novo movimento em São Luís

Formado pelo diretório municipal do partido na capital maranhense e petistas de todos os 217 municípios – com participação de membros da Fetaema, da CUT, do Sindsep e de outros segmentos sociais –  grupo se mobilizará em defesa da chapa Lula/Weverton nas eleições de outubro

 

Weverton reúne petistas de todo o maranhão e membros de movimentos sociais e sindicais em torno de sua candidatura; e é o preferido de Lula para o governo

O PT de São Luís, presidido pelo ex-vereador Honorato Fernandes, prepara novo evento para consolidar o grupo petista que defende abertamente a  chapa Lula (PT) e Weverton Rocha (PDT).

Com forte base nos movimentos sociais, sindicatos e com ampla base na classe trabalhadora, o movimento petista reúne membros do PT de todo o Maranhão; além disso tem forte participação em entidades como a CUT, a Fetaema, o Sindsep e dezenas de outras entidades da classe trabalhadora.

Um dos primeiros eventos da base do PT pró-Weverton foi realizado no início de março, na sede da Fetaema, no Araçagy, quando reuniu petistas de todos os 217 municípios; o próximo evento será organizado para definir a data de inauguração da sede do comitê “PT com Weverton e Lula”.

Além de Honorato Fernandes, o grupo reúne outros petista de peso, como o ex-secretário de Esportes Márcio Jardim, o professor e sociólogo Paulo Romão, pré-candidato a senador pelo PT, além de vereadores, ex-vereadores, ex-candidatos a prefeitos e dirigentes de diretórios municipais no Maranhão inteiro.

O argumento para defender a candidatura de Weverton, segundo Honorato Fernandes, é a preferência que o próprio Lula já manifestou em relação ao senador, que sempre atuou no campo progressista, inclusive, em defesa do próprio Lula.

O comitê de petistas com Lula e Weverton devem apresentar teses no encontro de tática do PT, que definirá os rumos do partido nas eleições de outubro.

1

Aprovado projeto de lei de Zé Inácio que trata sobre o descarte de embalagens de vidro

Foi aprovado hoje (04) na Assembleia Legislativa o projeto de lei 561/2019 de autoria do deputado Zé Inácio (PT), que estabelece diretrizes para coleta e destinação final, inclusive através de processos de economia solidária, de vasilhames de garrafas de vidro do tipo long neck, garrafas de 600 (seiscentos) mililitros, e de 1 (um) litro, que sejam descartáveis, utilizadas para consumo de cervejas e refrigerantes (sendo aplicável a outros vasilhames de garrafas de vidro não retornáveis), no âmbito do Estado do Maranhão.

Segundo descrito na lei os estabelecimentos que vendem diretamente para consumo local esses produtos ficam responsáveis pela coleta e o recolhimento das garrafas ficará sob a responsabilidade dos fabricantes, podendo eles firmarem termo de cooperação com empresas de reciclagem, públicas ou privadas.

Ainda de acordo com o PL os supermercados, hipermercados e estabelecimentos que vendem bebidas para consumo no local são obrigados a manter recipientes para a coleta das garrafas de vidro, em locais visíveis nos postos de venda, para depósito por parte do consumidor e para recolhimento por parte dos fabricantes.

“Embora existam pontos de coleta seletiva em determinadas localidades, a obrigatoriedade dos supermercados de disporem de recipientes para a coleta dessas garrafas, é fundamental, já que há um número significativo de bairros e cidades do estado que não possuem pontos de coleta. Sendo assim essa logística é imprescindível para que não haja o descarte incorreto dos produtos, permitindo que nosso estado possa avançar no cuidado com o meio ambiente, a exemplo de outras unidades da federação e de vários países que estão bem avançados no tratamento de seus resíduos sólidos, como na Europa.”, diz Zé Inácio.

Vale ressaltar que o Brasil produz em média 980 mil toneladas de embalagens de vidro por ano. O consumo de embalagens de vidro entre os brasileiros é de 12 kg por habitante ao ano e a grande parte é descartada no meio ambiente.

“O cuidado com este tipo de material está relacionado diretamente com a política de meio ambiente, pois o seu impacto no ambiente é direto e pode causar imensuráveis transtornos e poluir áreas, já que levam até um milhão de anos para se decompor, causando riscos a pessoas e animais, posto que o material pode ser cortante, causando ferimentos, tornar-se criatório de mosquitos transmissores de doenças como a dengue e demais transtornos”, afirmou Zé Inácio.

O projeto de lei segue agora para sansão do governador Carlos Brandão.

0

 Luiz Guterres e seus alunos a favor do Social

Há mais de 15 anos realizando ações sociais na capital maranhense, professor e sociólogo irá realizar ação na comunidade Tajipuru, Zona Rural da capital maranhense

 

Há mais de 15 anos desenvolvendo ações sociais, o professor Luiz Guterres, que é sociólogo por formação, faz questão de envolver seus alunos na parceria.

Dando continuidade aos seus projetos, no próximo dia 21 de maio em parceria com mais de 30 jovens, o docente irá executar no Tajipuru –  comunidade da Zona Rural de São Luís – um projeto, que terá oficina de empreendedorismo, palestras voltadas para carreiras profissionais, distribuição de cestas básicas e lanches para criançada.

Guterres articulou a doação de 130 kg de alimentos à Cruz Vermelha.

Na ação do Tajipuru, ele espera contemplar a maior parte da comunidade.