0

217 municípios receberão vacina nesta terça-feira, 20…

Doses do imunizante serão usadas em profissionais da saúde, idosos asilados e indígenas, em todas as regiões do estado, onde os carregamentos devem desembarcar até o meio dia

 

Até o meio-dia desta terça-feira, 20, todos os 217 municípios maranhenses receberão doses da vacina contra a coVID-19.

A garantia é do governo Flávio Dino e do Ministério da saúde, que estão articulando o transporte destas cargas.

Serão vacinados os profissionais de saúde que estão na linha de rente contra a coVID-19, idosos em asilos e indígenas aldeados.

A segunda dose dessa vacina será aplicada em três semanas…

0

Secretários alertam para importância da 2ª dose da vacina

Titulares das pastas da Saúde do estado e de São Luís lembram que as pessoas vacinadas nesta semana contra a CoVID-19 precisam retornar em 21 dias para receber nova dose, caso contrário a vacina estará desperdiçada

 

Joel Nunes e Carlos Lula estão na linha de frente da organização da vacina contra a covid-19

Os secretários de Saúde do estado, Carlos Lula, e do município de São Luís, Joel Nunes, alertaram nesta terça-feira, 20, para a importância da segunda dose da vacina contra a covID-19, cuja primeira dose foi iniciada esta semana.

– Daqui três semanas terá a segunda dose. Se não tomar, pode desperdiçar a vacina – alertou Carlos Lula, em entrevista à TV Mirante.

Joel Nunes, que comanda a Saúde em São Luís, alertou sobre o público alvo nesta primeira fase: profissionais de saúde que atuam na linha d frente contra a coVID-19, idosos em asilos e a população indígena que vive em aldeia.

– Por enquanto, é só esse pessoal que será vacinado – afirmou.

Carlos Lula informou que, atendendo as regras de prioridades, todos os municípios maranhenses receberão doses da vacina até o meio-dia de hoje.

Mas tanto Lula quanto Nunes alertam: “essa campanha vai durar meses, com longos períodos sem vacinação por falta de insumos”.

Para os dois secretários, a briga aberta pelo Governo Brasileiro contra países produtores da vacina prejudica a chegada do medicamento ao país.

Mas esta é uma outra história…

0

Pinheiro também começa vacinação contra a Covid

O prefeito de Pinheiro Luciano Genésio anunciou para esta quarta-feira, 20, o início da vacinação contra a Covid-19. O primeiro lote da vacina CoronaVac chegou a Pinheiro hoje.

Segundo o prefeito Luciano Genésio, nesta primeira fase são vacinados os profissionais de saúde que estão na linha de frente da Covid, idosos, quilombolas e ribeirinhos com mais de 75 anos.

“Que felicidade compartilhar com vocês que o primeiro lote das vacinas contra o Coronavírus já chegou em Pinheiro! Nossas equipes de saúde já estão preparadas para iniciar a imunização dos pinheirenses a partir de amanhã (20). Nessa primeira fase, serão imunizados os profissionais da saúde que estão na linha de frente contra o vírus; pessoas acamadas; idosos, quilombolas e ribeirinhos com 75 anos ou mais, conforme o Plano de Vacinação do Município”, destacou Luciano Genésio.

0

Felipe Camarão e Esmênia Miranda discutem Pacto pela Aprendizagem

Secretários de Educação de estado e do município ampliaram o diálogo em prol do ensino na capital maranhense

 

O encontro entre os secretários de Educação Felipe Camarão Estado e Esmênia Miranda (São Luís) foi um marco histórico entre gestões tecnicamente antagônicas  no Maranhão.

Os dois gestores discutiram o Pacto pela Aprendizagem e ações que poderão contribuir com a melhoria da educação em São Luís.

– Conte conosco – destacou Felipe Camarão.

A secretária de Educação e vice-prefeita, Esmênia Miranda destacou que a educação é prioridade em São Luís.

– Hoje estivemos na Secretaria de Estado da Educação (Seduc), ampliando os diálogos para melhorias da nossa educação municipal. O nosso prefeito Eduardo Braide sempre nos lembra que estamos em uma ilha, mas não devemos trabalhar em ilhas, por isso estamos construindo pontes. Educação é prioridade! Vamos Juntos – disse Esmênia.

0

Técnica de enfermagem é a primeira imunizada da rede municipal

Domingas Ramos Alves, 49, recebeu a primeira dose da vacina contra a coVID-19 em São Luís sob a coordenação do prefeito Eduardo Braide

 

Eduardo Braide acompanhou os primeiros passos da imunização contra a coVID-19 em São Luís

O prefeito Eduardo Braide deu início hoje à vacinação contra a covid-19 no Socorrão I, em São Luís. O próprio Braide acompanhou a primeira imunização, da técnica de enfermagem Domingas Ramos Alves, de 49 anos.

As seringas, agulhas e luvas usadas na imunização da capital maranhense para garantir a imunização foram doadas pelo Governo do Estado.

 

5

PCdoB deve crescer na Câmara Municipal…

Partido do governador Flávio Dino deve receber dois novos vereadores nos próximos dias – Beto Castro e Antonio Garcêz – o que aumentará a bancada comunista em São Luís

 

O vereador Beto Castro oficializou ontem  a sua transferência do Avante para o PCdoB, ampliando a bancada comunista na capital maranhense.

Outro que deve se transferir para o partido é o empresário Antonio Garcêz.

Com as novas filiações, o PCdoB se transforma na maior bancada da Câmara Municipal…

2

Convênios usados na eleição da Famem desgasta Brandão com Flávio Dino

Ao assumir o governo em plena campanha eleitoral da entidade municipalista – em que lançou candidato de última hora para tentar derrotar o PDT – vice-governador declarou-se de caneta cheia e chegou a promoter até R$ 5 milhões por município, que agora o governador terá que pagar

 

Brandão firmou os convênios, perdeu a eleição na Famem e agora Flávio Dino vai ter que se resolver com os prefeitos

O governador Flávio Dino (PCdoB) vai ter uma dor de cabeça não criada por ele nestes meses que restam de seu mandato no Maranhão.

Comandando o estado exatamente no período em que a Federação dos Municípios reelegeu o presidente Erlânio Xavier (PDT), o vice-governador Carlos Brandão (PRB) usou a “caneta cheia” deixada por Dino, como ele mesmo afirmou, para negociar apoios ao seu candidato Fábio Gentil (PRB) em troca de convênios e liberação de verbas.

Em alguns casos, os acordos eleitorais chegaram a R$ 5 milhões por município.

Agora, é Flávio Dino quem vai ter de tratar com esses prefeitos para liberação desses recursos.

Brandão, como se sabe – mesmo de caneta cheia – perdeu a eleição, a terceira para o senador Weverton Rocha (PDT) em menos de três meses, mas os prefeitos cooptados agora querem os recursos prometidos.

Mais um processo de desgaste para o vice-governador.

Que não consegue se firmar como liderança estadual…

2

Carnaval pode ser proibido no Maranhão

Ministério Público insiste com recomendações – que já são inerentes à própria situação de pandemia – e cria clima de desmobilização em festas populares, bailes e eventos carnavalescos em todo o Maranhão; felizmente, a vacina chega ao mesmo tempo ao estado

 

Imagens como esta serão raras no Maranhão durante o período carnavalesco sob influência da pandemia de coronavírus, embora com vacina já sendo usada na população

Assim como ocorreu com as festas de reveillon – muitas delas canceladas após ameaças abertas do Ministério Público – o pré-carnaval e o próprio carnaval maranhenses poderão ser proibidos.

No que depender de figuras como o promotor Cláudio Guimarães e outros que o auxiliam na campanha contra tudo o que entendem representar aglomeração, nenhum baile, nenhum bloco, nenhum cortejo sai sem as medidas rígidas de controle contra a CoVID-19.

Isso significa automaticamente a não-realização de nenhuma destes tipos de eventos.

Já imaginou um bloco com a restrição de público em pleno espaço público?

só para efeito de comparação, o que seria da Rua Grande com o controle de acesso limitado a uma quantidade X de pessoas? Felizmente, o Maranhão e o restante do Brasil começaram a vacinar a população nesta segunda-feira, 18.

São imunizantes ainda em fase de testes, sem que se tenha real certeza de seus efeitos.

Mas já é um começo…

1

Simplício lamenta dependência do Brasil de insumos da China

O secretário de Indústria e Comércio Simplício Araújo (Solidariedade) enfatizou a dependência do Brasil de insumos da China na fabricação de vacinas para a CoVID-19.

“O País neste momento está inteiramente dependente da China para garantir mais vacinas à nossa população. Achincalhada por @jairbolsonaro, o governo federal espera que a China envie mais insumos ao @butantanoficial para a coronavac, a vacina do Brasil. Enquanto os cães ladram…”, disse Simplício.

O atraso na chegada do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), que causa a demora no início da produção da vacina contra a Covid-19. De acordo com relatório da Anvisa, publicado em outubro de 2020, 95% dos insumos usados para produção de remédios no Brasil vêm do exterior.

A maior parte vem da Índia (37%), que trava a liberação de doses da vacina de Oxford compradas pela Fiocruz, e da China (35%), que produz a matéria-prima das duas vacinas aprovadas neste domingo (17).

1

Maranhão terá 164 mil doses iniciais de vacina

O Maranhão recebeu do Ministério da Saúde, nesta segunda-feira (18), 123 mil doses da vacina chinesa CoronaVac, distribuída no Brasil pelo instituto Butantan.

A expectativa é que o Maranhão receba um pouco mais de 164 mil doses, nesse primeiro lote. 

Serão destinadas 123.040 doses ao Maranhão, além de 41.200 já separadas para os indígenas do estado, que totaliza 164.240 doses. 

A informação foi prestada nas redes pelo deputado federal Juscelino Filho (DEM).

Os imunizantes foram entregues ao secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, que esteve pessoalmente em São Paulo, para recebê-los.

A expectativa é de que a vacinação comece imediatamente após a chegada do material ao Maranhão.