1

Matador de agentes da Cemar agiu premeditado, apontam indícios…

Morador de Paço do Lumiar, Pablo Martins Silva, conhecido por “De Menor”, seguiu a equipe após corte de energia em uma residência e os executou com tiros na cabeça

 

Já está preso o indivíduo Pablo Martins Silva, conhecido por “De Menor”, 18 anos.

Ele é acusado da execução dos agentes da Cemar João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva, que estavam de serviço na manhã desta terça-feira, 15, na região de Paço do Lumiar.

Segundo as primeiras informações da polícia, a equipe efetuou corte de energia elétrica em uma residência na região e foi seguida por “De Menor”, que os executou com tiros na cabeça.

Segundo testemunhas, não houve qualquer reação das vítimas, que trabalham no Consórcio Norte, prestador de serviços à Cemar.

Abaixo, nota da empresa, divulgada logo após o crime:

Nota de Esclarecimento

A Cemar e o Consórcio Norte, empresa prestadora de serviços, informam que irão acompanhar os trabalhos de investigação pelas autoridades policiais do homicídio ocorrido na manhã desta terça-feira (15), no Sítio Natureza, em Paço do Lumiar, vitimando os colaboradores João Victor Melo e Francivaldo Carvalho da Silva.

Cabe esclarecer que a Companhia e o Consórcio Norte irão acompanhar e colaborar com o trabalho de investigação da polícia, que deverá identificar as causas que levaram ao homicídio.

Neste momento as empresas lamentam e se solidarizam com os familiares e estão empenhadas em prestar toda assistência necessária.

Assessoria de Imprensa da Cemar

0

Não adianta querer explicar, Flávio Dino…

Na tentativa de negar ter beneficiado a rede atacadista, comunista pinta um Maranhão próspero, com centenas de empresas milionárias e cenário de pleno-emprego em apenas um setor da economia, o que não condiz com a realidade do estado

 

Fila de desempregados; concentração de setores gera fechamento de postos de trabalho

Leia o que diz o governador Flávio Dino (PCdoB) no post abaixo; voltarei em seguida:

Em seu tuíte, o comunista maranhense afirma haver centenas de empresas beneficiadas pela Lei 10.576/17, criada em seu governo.

Ou seja, ele garante haver no Maranhão mais de 100 Centros de Distribuição, distintos, com patrimônio acima de R$ 100 milhões, o que daria nada menos que R$ 10 bilhões de capital social em apenas uma parte de um setor específico da economia.

Além disso, Dino afirma que todas essas empresas se enquadram nos termos da lei sancionada por ele; um destes termos é o artigo segundo, que diz, in verbis:

– Artigo 2º: Para aplicação dos efeitos desta lei, considera-se Centro de Distribuição o estabelecimento comercial atacadista com capital social mínimo de R$ 100 milhões e que gere 500 ou mais empregos diretos. (Saiba mais aqui)

Ora, Flávio Dino, se o Maranhão dispões de 100 empresas com geração de 500 empregos diretos, isso significa que apenas em um setor da economia o Maranhão tem garantidos nada menos que 50 mil empregos.

Está se falando apenas dos centros de distribuição que geram 500 empregos; há ainda o CD’s menores, e os outros setores da economia (supermercados, indústria, comércio, serviços…)

O Maranhão que Flávio Dino pinta nas redes sociais para justificar seu benefício ao Grupo Mateus é um estado próspero, digno de figurar entre o mais ricos do Brasil.

Porque os números sociais mostram outra coisa, como se pode ler nos posts abaixo:

Flávio Dino e a miséria no Maranhão…

Desemprego é mais um número negativo na conta de Flávio Dino…

Miséria comunista no Maranhão…

A venezuelização do Maranhão…

Pare de enganar o povo, Flávio Dino.

Revogue a lei 10.576/17 e garanta isonomia, de fato, ao atacadistas maranhenses.

Por que mentira tem pernas curtas.

Simples assim…

0

Após sucesso em São Paulo, High School Musical terá estreia em SLZ

Adaptação do musical da Disney que marcou gerações terá atores maranhenses e será apresentada no Teatro Arthur Azevedo, no dia 7 de fevereiro; ingressos já à venda na Bilheteria Digital

 

Cena final do espetáculo, com o atores envergando o uniforme da East High, escola one se passa o espetáculo

O espetáculo maranhense High School Musical iniciou nesta segunda-feira, 14, a venda dos ingressos para a estreia da temporada, no dia 7 de fevereiro, no Teatro Arthur Azevedo.

O musical, produzido e realizado pela Oficina de Interpretação SLZ, com coprodução da Outroplaneta Produções, tem direção de Carol Marcondes, da Trope Parabolandos, de Suzano (SP) e preparação de elenco de Tayres Pacheco, de Belém (PA).

Os atores Ana Clara e Rodrigo encarnando os irmãos gêmeos Sharpay e Ryan Evans

Produzido pela Disney Channel e já apresentado em todo o mundo, o musical HSM conta a história da East High, uma escola do município de Albuquerque, nos Estados Unidos e revelou personagens com o gêmeos Sharpay e Ryan Evans, Troy Bolton e Gabriela Montez.

A adaptação para o palcos – inédita no Brasil – foi feita pela Trope Parabolandos, reunindo cerca de 30 atores, que se entregam fielmente aos personagens e canções originais.

Os atores maranhenses em um flash mob em plena avenida Paulista, em São Paulo

Os ingressos estão disponíveis na Bilheteria Digital, com preços a partir de R$ 50,00 (mais taxa) e disponibilização de meia-entrada.

Informações: 99173 0943 e 98712 4304

0

Tema e Hilton Gonçalo debatem assuntos municipalistas no TCE

Acompanhado do prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), Cleomar Tema, foi recebido em audiência na manhã desta segunda-feira (14), pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE\MA), conselheiro Raimundo Nonato de Carvalho Lago, com quem discutiu uma série de assuntos relativos ao municipalismo.

Um dos assuntos debatidos com o dirigente do órgão de fiscalização diz respeito à não inclusão de recursos provenientes de programas federais, na composição do percentual do limite de gastos com pessoal. De acordo com o presidente da FAMEM, tais programas não são permanentes e isso acaba por prejudicar os municípios.

Ele afirmou que os estados da Bahia, Minas Gerais e Mato Grosso já não contabilizam tais recursos nos limites de despesas com a folha de pagamento. Tema e Hilton Gonçalo também solicitaram ao presidente da Corte de Contas, que estudasse com atenção a solicitação da FAMEM com relação às instruções normativas.

Os dois prefeitos pediram que o TCE estabeleça medidas para que as instruções normativas venham a entrar em vigência somente no ano posterior, uma vez que a exigência de que tenha efeito imediato acaba provocando problemas para os gestores municipais.

Lembraram que, no ano passado, o TCE editou uma instrução que determinava ao governo estadual liberar recursos para o Carnaval somente para os municípios que não tivesse atrasado pagamento da folha de pessoal.

4

Flávio Dino debocha ao falar de isonomia no setor atacadista…

 Quase 2 anos depois de beneficiar o Grupo Mateus – e só o grupo Mateus – com incentivos ficais mirabolantes, governador anuncia seminário que irá tratar da relação de atacadistas e varejistas com o governo comunista

 

Na última sexta-feira, 11, quando começou a circular um vídeo em que o empresário Raimundo Maciel, dos Supermercados Maciel, apela para ajuda dos próprios funcionários na tentativa de salvar a rede, o governador Flávio Dino (PCdoB) também veio a público falar do setor.

E sua fala pareceu mais um deboche comunista.

Veja o que ele diz ao anunciar um tal seminário “Oportunidades para a Cadeia Produtiva do Atacado e Varejo Supermecadista”:

– Na próxima semana, teremos esse importante diálogo com todas as empresas do atacado e varejo supermercadista do Maranhão. Nosso governo busca sempre condições institucionais isonômicas para todos que compõem cada segmento empresarial – disse Flávio Dino.

O blog Marco Aurélio D’Eça destaca a expressão “condições isonômicas para todos” por ser exatamente esta a expressão do deboche do governador.

Ora, a única coisa que a Lei nº 10.576/17 não garante é isonomia ao setor atacadista e varejista no Maranhão. Pelo contrário, o dispositivo comunista estabelece uma desleal concorrência, ao beneficiar apenas um representante do setor: o grupo Mateus.

E este benefício está bem claro, no Artigo 2º da referida lei: apenas Centros de Distribuição com capital social acima de R$ 100 milhões – e que gerem mais de 500 empregos – poderão pagar apenas 2% de alíquota de ICMS no Maranhão. (Veja abaixo a íntegra da lei)

E apenas o Mateus – que controla supermercados, atacadistas, centros de distribuição, fábricas de pães e massas, empórios e vários outros segmentos de negócios – se enquadra dentro das exigências. (Saiba mais aqui)

Desde a edição da lei, vários pequenos supermercados e varejistas fecharam as portas, incluindo vários pontos do Maciel, cujo dono fez o vídeo-desabafo que ilustra este post.

Esta é a isonomia dada por Flávio Dino aos empresários maranhenses…

Abaixo, o texto da lei aprovada na Assembleia:

0

Em busca de viabilização para 2020, Braide deve deixar o PMN…

Partido pelo qual deputado federal oi eleito não conseguiu superar a cláusula de barreira nas eleições de outubro e ficará de fora da cota dos recursos do Fundo Partidário e do horário político

 

O deputado federal Eduardo Braide (PMN) confirmou nesta segunda-feira, 14, que está de saída do PMN.

O partido pelo qual ele se elegeu deputado federal não conseguiu a cláusula de desempenho, o que o impede de ter acesso a recursos do Fundo Partidário e do horário político dos partidos.

Para Braide, que é candidato a deputado federal, isso significaria a morte de seu projeto para 2020.

O parlamentar ainda não definiu que partido seguirá, mas fala-se no PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro.

Como esta é a opção mais óbvia diante do momento político – E o histórico de Braide nunca foi marcado por escolhas óbvias – o blog Marco Aurélio D’Eça aposta em caminho diferente do já especulado.

Mas esta é uma outra história…

3

Feirinha São Luís no programa de Fátima Bernardes…

Projeto da Prefeitura de São Luís idealizado pelo secretário Ivaldo Rodrigues será palco de gravação com o grupo carnavalesco Bicho Terra para a atração da Rede Globo

 

Realizada todos o domingos, a Feirinha São Luís é uma das meninas dos olhos do secretário Ivaldo Rodrigues

O programa “Encontro”, da jornalista Fátima Bernardes, estará em São Luís no próximo domingo, para mais uma gravação na Feirinha São Luís.

O evento da Prefeitura de São Luís servirá de palco para o Bicho Terra, uma das atrações do programa durante o período pré-carnavalesco.

Idealizado pelo hoje secretário de Articulação Parlamentar, Ivaldo Rodrigues (PDT), a Feirinha São Luís transformou-se em sucesso de público e de crítica e é hoje um dos principais pontos turísticos da capital maranhense.

Além da gravação com o Biucho Terra, a feirinha terá a presença da cantora Michaela Harrison, diva internacional do jazz.

3

Rogério Cafeteira cotado para a Secap…

Atual líder do governo na Assembleia Legislativa pode assumir a pasta, que também pode se desmembrar, separando Comunicação de Articulação Política

 

Rogério Cafeteira e Márcio Jerry: Secap junta ou dividida?

O atual líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Rogério Cafeteira (DEM), não conseguiu se reeleger, mas tem futuro garantido no segundo governo Flávio Dino (PCdoB).

Seu nome já foi especulado em diversos setores da gestão comunistas, da Caema à Secretaria de Desenvolvimento Social.

O mais provável, no entanto, é que ele assuma a poderosa Secretaria de Comunicação e Articulação política (Secap).

O grande empecilho para Cafeteira é o deputado federal eleito Márcio Jerry (PCdoB), titular da pasta, que pretende manter o controle mesmo em Brasília.

Neste caso, não se descarta o desmembramento da Secap em duas, deixando a Comunicação para um indicado de Jerry e garantindo a Articulação Política para Cafeteira.

A discussão sobre o futuro da pasta está a todo vapor nos bastidores do governo…

0

Hildo Rocha leva benefícios para comunidades indígenas de Barra do Corda

Setenta famílias indígenas residentes nas aldeias Pé de Galinha, Lagoa Nova e Nova Lagoa Grande, localizadas no município de Barra do Corda, já estão desfrutando os benefícios do grande Sistema  de Abastecimento de Água que foi viabilizado por emenda do deputado federal Hildo Rocha.

“A ideia era antiga, até projeto de engenharia já existia, mas, por falta de dotação orçamentária estava engavetado. Então, destinei os recursos, para a Secretaria Especial de Saúde Indígena, na rubrica saneamento ambiental para a construção de cinco sistemas de abastecimento de água em aldeias indígenas do Maranhão. Aqui está o resultado do meu trabalho. Hoje, tenho a felicidade de fazer a entrega dessa obra que acaba com a falta de água potável em três aldeias beneficiando os indígenas com água encanada que já chegou em todas as casas. Estamos levando saúde e felicidades para todos os habitantes dessas três localidades”, explicou Hildo Rocha.

Investimentos

O valor total dos investimentos destinados por emenda parlamentar do deputado Hildo Rocha para a SESAI implantar cinco grandes sistemas de abastecimento de água é de quatro milhões e oitocentos mil reais.

“O sistema instalado na Aldeia Pé de Galinha é composto por poço artesiano de 320 metros de profundidade com capacidade para produzir 30 mil litros de água por hora; caixa d’água que reservam até 20 mil litros; rede de distribuição de cinco quilômetros e um sistema de captação supermoderno”, afiançou o deputado.

Trabalho eficiente

O Secretário nacional de saúde indígena, Dr. Marco Antonio Toccolini disse que apesar dos avanços conquistados até o presente momento ainda há muito a ser feito em benefício das comunidades indígenas de todo o país. “Nós, da Secretaria de Saúde Indígena, conseguimos executar os recursos financeiros e orçamentários em tempo recorde para não deixar que o dinheiro que o deputado Hildo Rocha conseguiu para beneficiar vocês fosse devolvido o que implicaria em lamentáveis prejuízos sociais. Caso isso tivesse acontecido as obras estariam inviabilizadas. Ainda temos muito por fazer. Muitas vezes, a instalação de um novo governo gera dúvidas. Mas, vocês não devem  temer porque o governo do presidente Bolsonaro vai tratar vocês com o devido respeito que todos merecem”, destacou Toccolini.

“O sentimento é de felicidade, de gratidão porque hoje estou vendo essas pessoas que outro dia estavam morrendo de sede, passando dificuldades por falta de água e agora estão sendo beneficiadas. Agradeço ao deputado Hildo Rocha, ao Secretário Marco Toccolini e ao nosso prefeito porque sem as parcerias institucionais não seria possível levarmos esses benefício para as nossas comunidades indígenas”,  disse a vereadora Kassi Pompeu.

“Em nome dos indígenas e da população de Barra do Corda, agradeço ao deputado Hildo Rocha por sua dedicação. Esta obra é muito bem-vinda assim como as demais, que eu tenho certeza, que o deputado irá destinar para a nossa cidade, para a nossa região e, especialmente, para os povos indígenas de Barra do Corda”, declarou o prefeito Eric Costa.