1

Weverton quer ampliar permanência de presos em presídios federais…

Deputado maranhense apresentou projeto à Câmara dos Deputados que amplia de 360 para 720 dias o prazo de permanência nessas instituições, podendo ser prorrogado pelo juiz de origem

O deputado federal Weverton Rocha (PDT) apresentou projeto de lei na Câmara Federal para aumentar o período de permanência do preso em estabelecimento penal federal de segurança máxima para 720, podendo ser renovado quando solicitado pelo juiz de origem.

Hoje o prazo é de 360 dias, renovável excepcionalmente uma única vez, totalizando um período máximo permitido de cerca de dois anos.

“Os presídios federais estão mais equipados para conter presos perigosos, como os líderes de facção. Devolvê-los aos estados seria ignorar uma situação real e colocar em risco a vida da população”, explicou Weverton.

“Há chefes do tráfico que já foram transferidos de Pedrinhas para presídios federais e sabemos que essa mudança surtiu efeito, aliada a outras medidas, na melhoria dos índices de segurança. Não queremos abrir mão desse avanço”, completou.

A Defensoria Pública da União ingressou com ação para que para que os detentos há mais de 2 anos em presídios federais sejam devolvidos ao estado de origem, alegando que este é o prazo determinado pela lei. Acima de dois anos, alega a DPU, seria constrangimento ilegal.

“Entendo que é o que determina a lei. Mas está claro que não é o melhor para a segurança pública, então proponho mudar a lei”, afirmou o deputado.

O Sistema Penitenciário Federal foi criado para a custódia de líderes de organizações criminosas e presos de alta periculosidade, entre outros. Com a ação da DPU cerca de 55 presos considerados ‘chefões do crime’ poderiam ser devolvidos ao seus estados, inclusive o Maranhão.

0

Júnior Verde discute melhores condições no transporte alternativo…

O deputado estadual Júnior Verde vai se reunir no final deste mês com o novo presidente da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), o delegado Lawrence Melo Pereira, para discutir melhorias nas condições de trabalho no transporte alternativo do Estado. Na semana passada, o parlamentar participou da Assembleia Geral do Sindicato de São José de Ribamar.

Júnior Verde tem se reunido constantemente com operadores do transporte alternativo, buscando o diálogo com o Governo do Estado no sentido de aprimorar o serviço e dar melhores condições aos trabalhadores. Em setembro de 2016, graças a uma iniciativa do deputado, a Assembleia Legislativa aprovou em sessão extraordinária o Projeto de Lei n° 143, que alterou o limite de vida útil dos veículos que atuam no setor em todo o Maranhão.

O Projeto de Lei n° 143 alterou a Lei n° 7.768/02, que instituiu o Serviço Público de Transporte Alternativo Intermunicipal de Passageiros do Estado. As mudanças versaram sobre a outorga e a vida útil dos veículos, reivindicações antigas da categoria. O limite dos veículos fabricados com monobloco ficou fixado em 13 anos, e para os veículos fabricados com chassis, 15 anos, obrigando-se ainda a inspeção veicular.

“Precisamos dar continuidade ao diálogo com o Governo do Estado. Vamos continuar buscando avanços, voltando nossos esforços às demandas justas e legítimas como as desses trabalhadores do transporte alternativo”, garantiu Júnior Verde.

O presidente do Sindicato dos Transportes Alternativos de São José de Ribamar, Michel Alis, com quem o parlamentar se reuniu durante Assembleia Geral, tem boas expectativas.

“Já conquistamos avanços importantes, graças ao empenho do deputado Júnior Verde, e ainda vamos buscar mais mudanças, para melhorar nosso trabalho”, avaliou.

No primeiro ano de mandato do deputado, o serviço de transporte alternativo foi regulamentado por meio de Projeto de Lei Ordinária n° 021/2015, de autoria de Júnior Verde e Max Barros, aprovado por unanimidade no Plenário da Assembleia Legislativa. 

0

César Pires cobra tramitação da PEC da Emenda Impositiva…

O deputado César Pires cobrou na sessão desta terça-feira, 17, a análise da Proposta de Emenda à Constituição 006/2017, de sua autoria, que altera a Constituição Estadual para tornar obrigatória a execução das emendas parlamentares. Ele enfatizou já ter concluído o prazo para a apresentação de emendas na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) , que precisa dar seu parecer e possibilitar a votação da chamada PEC da Emenda Impositiva em plenário.

“Dia 20 de setembro a CCJ abriu prazo de 10 dias para a apresentação de emendas à PEC. Então, todos os prazos já acabaram. Eu lamento essa falta de interesse deste parlamento, ao contrário do que ocorre na votação de matérias do Executivo, do Judiciário e do Ministério Público, quando esta Casa vota e aprova propostas às vezes até sem conhecer uma vírgula do que está sendo proposto”, enfatizou César Pires, lembrando que a base governista até atropela o Regimento da Casa para agilizar e aprovar matérias do Executivo.

Para o deputado, a PEC da Emenda Impositiva deve ser tratada com a mesma prioridade dada aos projetos dos outros poderes e até de categorias que lotam a galeria da Casa em dia de votação.

“De quem é a responsabilidade de defender as matérias de interesse do parlamento? A quem devemos recorrer senão a esse plenário? Com que justificativa alguém vai se opor a essa proposta já implantada inclusive pelo Congresso Nacional, e elogiada por deputados federais que são aliados do governo estadual?”, questionou.

César Pires concluiu seu pronunciamento afirmando que continua acreditando na Comissão de Constituição e Justiça e no plenário da Assembleia Legislativa, e que espera um parecer favorável à aprovação da PEC, já que não há ilegalidades na proposta.

“Vou continuar insistindo, vou continuar lutando. E espero que, quando a matéria for submetida à votação em plenário, haja o mesmo interesse,despertado por outras instituições, em garantir que nós, parlamentares, possamos destinar recursos para atender as demandas da população”, finalizou ele.

0

Graça Paz destaca vitória de Alexandre Costa em Dom Pedro…

Deputada ressalta na tribuna da Assembleia que a decisão do TSE impôs a Justiça ao processo eleitoral do município

 

A deputada Graça Paz (PSL) destacou, na sessão desta terça-feira, 17, a decisão unânime do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em favor do prefeito do município de Dom Pedro, Alexandre Costa (PSC).

Eleito em outubro de 2016, Costa estava com os seus votos suspensos por decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Maranhão. Com a decisão do TSE, ele pôde assumir a prefeitura.

– A Justiça acabou fazendo justiça. Eu conheço o prefeito faz muitos anos, conheço Ribamar Filho, seu irmão, que foi prefeito por três mandatos e a meu ver foi o melhor prefeito que teve lá em Dom Pedro. Um prefeito que não teve a oportunidade de fazer grandes obras, mas trabalhou muito pelo município de Dom Pedro – declarou Graça Paz.

Embora ressaltando a decisão do TSE, Graça garantiu que, se tivesse sido determinada nova eleição, Alexandre Costa venceria novamente.

– Como eu disse anteriormente, a Justiça fez justiça, mas eu quero dizer que se não tivesse sido dessa forma, se tivessem decidido por uma nova eleição, o grupo do Alexandre venceria novamente e com uma grande maioria, porque o povo de Dom Pedro estava clamando por isso. E quero aqui neste momento desejar ao prefeito Alexandre muito sucesso. Que ele possa estar fazendo uma administração compartilhada com o povo daquele município – salientou a deputada Graça Paz.

0

Tapete vermelho para Glamour…

Filme maranhense que aborda o universo da moda e a busca pelo sucesso tem avant-première nesta quarta-feira, 18, no Cine Praia Grande

 

AVANT-PREMIÈRE. Lêda Lima exibe o cartaz de Glamour.. no Cine Praia Grande, ao lado do também maranhense Jangada

Atores, diretores e produtores do filme “Glamour: Glória e Tragédia” – película do titular deste blog no cinema – estarão presentes na noite desta quarta-feira, 18, no Cine Praia Grande, para a sessão de estreia.

A avant-première marca a temporada da película maranhense nos cinemas.

A partir de novembro, a produção – que conta com atores maranhenses – seguirá para temporada de participações em festivais.

O filme deve participar, já em 2018, além das mostras nacionais, também de festivais em Portugal, Finlândia, Itália e Estados Unidos.

AMBIÇÃO E DINHEIRO. Uma das cenas fortes do filme, com o “vilão” Breno Ferraz (Gustavo Oliveira) e a “professora” Jackeline Silva (Joelma Oliveira)

Glamour… conta a história de Betina, Valentina e Pandora, três meninas que não se conhecem, mas almejam os mesmos objetivos e têm os mesmos sonhos.

E a partir destes sonhos – que muitas vezes acabam nem sendo delas, mas dos pais – têm suas histórias entrelaçadas na busca do glamour e da glória (que formam as duas primeiras expressões do título) e, às vezes, acaba em tragédia (também outra expressão que dá título ao filme).

Nova produção

O titular deste blog já trabalha em duas novas produções cinematográficas, já com audições e laboratórios para escolha de elenco. (o contato: Lêda Lima, WhatsApp 99173 0943)

– Nós estamos trabalhando em audição e laboratório com atores, para escolha do elenco de ‘Aconteceu Comigo’, que vai abordar outra temática urbana, o bullying, um dos problemas sociais de nosso tempo. A idéia é selecionar ainda em 2017 os protagonistas e o elenco-base, para começar a preparação já no início do ano que vem – explica a produtora Lêda Lima.

TIME DE PESO. Em pé: Carlão Limeira (diretor-geral) e Felinto Reis (Som direto); sentados: Izabela Reis (diretora de produção), Jorginho Silpen (diretor artístico e de elenco), Tayres Pacheco (assistente de produção e preparadora de elenco), Guilherme Pimentel (diretor de arte e figurinista) e Lucas Moraga (diretor de fotografia, edição e montagem)

Para garantir a formação e preparação de atores, a Produtores Associados realiza oficinas periódicas de interpretação para TV e teatro, coordenadas por Lêda Lima.

E com a presença de nomes consagrados do cinema e da TV no país…

0

O jogo do PT maranhense…

Partido vem trabalhando para compor a chapa do governo comunista com a indicação de um vice, o que tem gerado uma forte de disputa de bastidores pela indicação do nome

 

Zé Carlos e Honorato têm força para compor com Dino; se Lobato não se submeter

As correntes que disputam o controle do PT maranhense têm, cada uma, as suas próprias estratégias para atingir um mesmo objetivo em 2018; estar na chapa do governo comunista que via disputar a reeleição. E todas elas querem a vaga de vice na chapa de Flávio Dino.

O problema é que faltam nomes com consistência a essas correntes.

Até agora, surgiram com opção nos diferentes grupos os deputados Zé Carlos da Caixa e Zé Inácio; corre por fora o agora ex-secretário Márcio Jardim, este focando mais o Senado que a vice, embora saiba que, para esta vaga, a lista é gigantesca, e envolve outros interesses e partidos.

O problema é a submissão do atual presidente da legenda, Augusto Lobato, aos interesses do governador Flávio Dino. Se depender de Lobato, Dino toma a decisão que quiser em relação ao PT e será, mesmo assim, apoiado pela legenda nas eleições de 2018.

E isso irrita as correntes que se engalfinham por um espaço confortável na chapa comunista.

Sem expressão política para sentar na mesa do mesmo tamanho que o governador, os petistas tentam apelar para a direção nacional. Querem envolver os ex-presidentes Lula e Dilma nas discussões sobre a participação do PT nas eleições de 2018.

Ocorre que, para as duas lideranças petistas, as ações de Dino durante o processo de impeachment – e mesmo agora, com as ameaças de prisão a Lula – o comunista já se credenciou a ter o apoio.

Independentemente da situação de cada petista maranhense.

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

0

Agora aliado a Flávio Dino, Fufuca libera Wellington para fazer oposição…

Presidente do PP, que agora tem a Secretaria de Esportes no governo comunista, deputado federal diz que a legenda sempre soube conviver com as diferentes posições dos seus quadros

 

Wellington vai continuar na oposição ao governo, mesmo com Fufuca na base de apoio

O deputado federal André Fufuca não vai impor nenhum tipo de sanção à postura do deputado estadual Wellington do Curso, mesmo com o PP sendo agora aliado do governo Flávio Dino (PCdoB).

– O partido é democrático, há várias correntes com ideologias e pensamentos diferentes. Respeitamos o pensamento de todos – disse.

Fufuca aproximou o PP do governo, após conseguir indicar para a Secretaria de Esporte e Lazer, Heverton Rodrigues Pereira, que substitui o petista Márcio Jardim.

Wellington afirmou não ter recebido qualquer orientação do comando do partido.

E garantiu que manterá coerência e a mesma postura no Legislativo…

0

Juscelino consegue cobertura integral da agência do BB em Lima Campos…

Juscelino Rezende com o prefeito e representantes do Banco do Brasil, em Brasília

O deputado federal maranhense Juscelino Filho (DEM) comemorou a reabertura da agência do banco no município de Lima Campos, em reunião na superintendência do Banco do Brasil, em Brasília, na tarde desta terça-feira, 17.

Na reunião, com o prefeito do município, Jailson Fausto, o gerente-geral de unidade de canais, Neirim Goulart Duarte, e o gerente executivo de relações institucionais, Fernando Conde, a reabertura foi garantida.

“Após intervenção nossa em reunião com a direção do Banco do Brasil em Brasília, o prefeito Jailson Fausto foi chamado na superintendência para tratar o assunto e tivemos a garantia da reabertura integral da agência, com retomada de movimentação também em dinheiro. A agência foi toda reformada, depois de um sinistro que houve, e por decisão do comitê de risco do banco, ela estava funcionando apenas como posto de atendimento. Estou muito feliz em ter conseguido solucionar essa demanda tão importante para população daquele município”, ressaltou o parlamentar.

De acordo com o prefeito Jailson, a agência estará em pleno funcionamento  na primeira quinzena de novembro.

1

Sousa Neto comenta caos na Segurança Pública…

Em pronunciamento na sessão plenária desta terça-feira, 17, na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Sousa Neto (PROS) denunciou a situação deplorável das delegacias e dos batalhões e às condições humilhantes de trabalho as quais estão sendo submetidos delegados, agentes e militares.

Sousa Neto leu a postagem no Blog do Jornalista Jorge Aragão, que mostra o desabafo de uma delegada de Polícia Civil lotada em Imperatriz.

– Li, hoje pela manhã, no blog radialista e jornalista Jorge Aragão, o desabafo de uma delegada de Imperatriz, Virgínia Loyola, em sua página pessoal no Facebook, que diz: “vocês acreditam que, segundo a rádio peão, a Secretaria de Segurança Pública não pagou a conta da internet. E isso já tem mais de dois meses. Em decorrência disso, não estamos registrando ocorrências. Atualmente, para poder trabalhar, é preciso levar um computador decente para a Delegacia, além de ter que usar sua própria internet e pagar seu próprio estacionamento para não ser multado. Resumindo, estamos pagando para trabalhar. Eu fico me perguntando, qual é a seriedade que o Governador tem com a segurança pública?”, – repercutiu Sousa Neto

O parlamentar voltou a abordar sobre a morte de um comerciante em uma jaula na Delegacia de Barra do Corda, e citou diversos casos mostrados na imprensa, que comprovam o caos na Polícia Civil.

“Tivemos o ocorrido em Barra do Corda, onde um cidadão morreu trancafiado em uma jaula. As delegacias de Paraibano e Carutapera tiveram a energia cortada por falta de pagamento. O delegado e os agentes foram despejados da casa onde funcionava a Delegacia de Peritoró. Em Santa Inês, o Ministério Público já recomendou que na delegacia fosse feita uma reforma urgente por não caber mais tanto detento e por causa da insalubridade. A ADEPOL e o SINPOL, que são as classes representativas, manifestaram repúdio a essa situação, e, agora como represália pelas constantes denúncias e cobranças, o secretário, que já presidiu a entidade por dois mandatos, despejou os delegados da sede histórica”, denunciou.

1

Comissão aprova Projeto de Hildo Rocha sobre títulos da reforma agrária…

A Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 7.000/17, do deputado Hildo Rocha (PMDB), que estabelece prioridade para a titulação individual e a coletiva, sem priorizar nenhuma delas.

A proposta altera a Lei da Reforma Agrária (8.629/93).

O projeto de Hildo Rocha prevê que nos casos de titulação coletiva, será concedida nominalmente aos beneficiários em formato condominial, respeitada a fração mínima de parcelamento.

“Muitas vezes o Incra tem beneficiado associações privadas com porções significativas de terras, transferindo a gestão do assentamento para essas pessoas jurídicas. Assim, seus líderes passam a escolher aqueles que farão jus a ingressar no assentamento. Nosso projeto evitará que esse tipo de distorção continue se repetindo”, argumentou Hildo Rocha.

A proposta tramita em caráter conclusivo e será analisada ainda pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).