0

Fábio Braga e prefeitos maranhenses realizam extensa agenda em Brasília

 

Fábio e os prefeitos com o ministro Sarney Filho, no meio Ambiente

Na última quinta-feira, 16, acompanhado dos prefeitos Rodrigues da Iara (Nina Rodrigues), Tate do Ademar (Amapá do Maranhão) e Gilberto Braga (Luís Domingues), o deputado Fábio Braga (SD) esteve em Brasília tentando viabilizar recursos para os municípios.

Na extensa agenda de visitas e conversas, o deputado Fábio Braga levou os prefeitos para o Ministério do Meio Ambiente, onde foram bem recebidos pelo Ministro Sarney Filho; para o Ministério da Integração Nacional e também para o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

A visita chegou também a outros ministérios

Lá, a principal pauta em debate diz respeito à inclusão das cidades junto aos programas promovidos pelo governo federal.

Outra preocupação do deputado e dos prefeitos foi com as prestações de contas dos convênios firmados por gestões anteriores, para que, assim, os municípios não fiquem inadimplentes e estejam sempre aptos a receberem novos recursos.

No entender do deputado e dos prefeitos, a pauta deverá ser novamente debatida com o encaminhamento de ações e as prestações de obras ainda em execução.

Fábio Braga disse que esse é um importante passo para que as cidades não sejam penalizadas com a inadimplência e as populações prejudicadas com o bloqueio dos benefícios.

0

Governo Flávio Dino foge da audiência sobre ICMS…

Apesar de dizer que quer dialogar com o setor de construção civil, nenhum representante do poder público esteve na Assembleia, no debate promovido pelo deputado Eduardo Braide e que contou com todos os demais envolvidos

 

Fábio Nahuz fala aos deputados Adriano e Wellington, sob a coordenação de Eduardo Braide…

O deputado Eduardo Braide (PMN) criticou a ausência de representantes do governo Flávio Dino (PCdoB) na audiência pública para debater o aumento de ICMS da construção civil, nesta quarta-feira, 21, na Assembleia Legislativa.

– Tentar fazer com que esta Casa aprove um Projeto de Lei que penaliza o setor da construção civil e, na oportunidade de discutir com todos os representantes envolvidos neste processo não se fazer presente é, no mínimo, uma atitude lamentável por parte do Governo do Estado. O secretário Marcellus foi previamente convidado e só horas antes do início da audiência informou que não se faria presente – disse inicialmente Braide.

Presente ao evento, o presidente do Sindicato da Construção Civil, Fábio Nahuz, destacou a importância da audiência pública convocada por Eduardo Braide.

– Não quero acreditar que este Projeto será votado antes de haver o entendimento entre as partes. É importante a realização de uma audiência pública para recebermos as sugestões de vocês [parlamentares] – falou.

Pela manhã, Braide já havia conseguido a retirada do projeto da pauta da Assembleia

Após cerca de quatro horas de audiência, com a participação de trabalhadores e representantes dos empresários, o deputado Eduardo Braide enfatizou qual será o trâmite do Projeto de Lei 229/2016.

– Chega de aumento de impostos. De minha parte, este projeto só será votado depois que houver o entendimento entre Governo, empresários e trabalhadores da construção civil e ficar assegurado que não haverá aumento da carga tributária, desemprego ou dificuldade na geração de novos postos de trabalho – finalizou.

Participaram da Audiência Pública, os deputados Adriano Sarney Wellington do Curso e a ex-vereadora de São Luís, Rose Sales.

Também estiveram presentes, o presidente da OAB-MA, Thiago Diaz; Humberto França Mendes, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil; Cláudio Calzavara, presidente da Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-MA); Jorge Luís Martins, vice-presidente da Federação dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil do Estado do Maranhão; Marcone Nascimento, presidente da Associação dos Trabalhadores da Construção Civil Pesada; Albertino Leal, Roberto Bastos e Cláudio Azevedo, representando a Fiema.

0

Empresas investigadas pela Polícia Federal receberam mais de R$ 20 milhões da Seap em 2016…

De acordo com a investigação da Operação Turing, empresas prestavam serviços na Secretaria de Administração Penitenciária, sob a coordenação do adjunto Danilo Santos Silva, tido como cabeça da organização criminosa

As empresas que foram alvo da Operação Turing, deflagrada nesta terça-feira, 21, pela Polícia Federal, já receberam mais de R$ 20 milhões do governo Flávio Dino (PCdoB) apenas em 2016.

O total dos contratos chega próximo aos R$ 40 milhões.

São contratos sob a ordenação do ex-secretário-adjunto da Secretaria de Administração Penitenciária, Danilo Santos Silva, preso durante a operação e apontado pela PF como chefe da “organização criminosa”.

O maior contrato – de mais de R$ 17 milhões – foi fechado com a VTI, que atua com trabalhado cooperativado.

Também já receberam dinheiro em 2016 – pagos pelo próprio Danilo, que era ordenador de despesas na Seap – as empresas:

– Vitral Construção e Incorporação Nossa Senhora de Fátima LTDA.

– Monte Líbano Construções LTDA.

– Brasfort/ Fort & Fort LTDA.

Todas as empresas – e seus sócios – foram alvo da Operação Turim da Polícia Federal…

0

Vazamento pode ter atingido operação da PF contra vazamento…

Governo Flávio Dino está obrigado a dar os motivos da exoneração do ex-adjunto da Sejap, Danilo Santos, sob pena de botar em xeque investigação que levou blogueiros e funcionários públicos para a cadeia

 

Delegados falam da Operação Turing: vazamento?

A investigação Turing, da Polícia Federal, que levou à prisão blogueiros e servidores da própria Polícia Federal, nesta terça-feira, 21, foi deflagrada para coibir vazamentos de investigações da PF.

Mas a demissão de Danilo Santos Silva do cargo de secretário-adjunto da Secretaria de Administração Penitenciária do governo Flávio Dino (PCdoB) levanta suspeitas de que possa ter havido vazamento na própria operação contra vazamento.

Danilo é apontado como o cabeça da organização criminosa desbaratada nesta quarta-feira,  foi exonerado da Sejap no dia 9 de março, segundo revelou o blog de Daniel Matos.

O mesmo blog de Daniel Matos destaca que a demissão do auxiliar de Flávio Dino se deu no mesmo período em que a PF montava a operação, com os encaminhamentos dos pedidos de prisão, de condução coercitiva e de busca e apreensão. (Leia aqui)

A decisão do juiz Magno Linhares, da 2ª Vara Federal atingiu 19 pessoas em São Luís.

Mas o cabeça da organização já estava devidamente exonerado do governo comunista… 

2

“Conseguimos impedir um golpe”, diz Braide, sobre ICMS da construção civil…

Deputado foi o autor do pedido de vistas na votação da Comissão de Constituição e Justiça, na última terça-feira, o que resultou no recuo do governo; caso contrário, o projeto já estaria até votado em plenário

 

Braide impediu a tramitação do projeto do ICMS com pedido de vistas na CCJ

O deputado Eduardo Braide (PMN) reafirmou nesta terça-feira, 21, o seu pedido de vistas do projeto de Lei 229/16, de autoria do governo Flávio Dino (PCdoB), que pode aumentar em até 80% o ICMS da construção civil.

Foi um primeiro pedido de vistas de Braide, semana passada, que impediu a votação do projeto em plenário, gerou a repercussão negativa e fez o governo recuar na discussão da proposta.

– Nós conseguimos impedir um outro golpe, a exemplo do que aconteceu com a MP 230. Se não tivesse pedido vistas do Projeto de Lei 229/2016, na sessão da CCJ do último dia 14, ele certamente já teria sido aprovado – explicou o deputado.

O assunto veio à tona na última quarta-feira, exatamente por causa do pedido de vistas de Braide.

Desde então, tem repercutido negativamente, por causa do impacto nos setor de construção, que pode gerar desemprego.

– O Governo já disse que houve um equívoco. Na verdade, houve um erro grave, já que ao analisar o Projeto de Lei, fica evidente o fim da cobrança simplificada de ICMS sem ouvir as categorias que compõem o setor da construção civil, o que é um completo absurdo, como bem deixou claro o Sinduscon ao emitir nota de repúdio – afirmou.

A Assembleia realiza audiência pública na tarde desta terça-feira para discutir o projeto com os atores interessados e diretamente atingidos…

5

Governo Flávio Dino demite adjunto 12 dias antes de ele ser preso pela PF…

Danilo dos Santos Silva era subsecretário da Secretaria de Administração Penitenciária e foi preso em operação que levou para a cadeia também blogueiros e servidores da própria Polícia Federal

 

O ato de demissão de Danilo: 12 dias antes da prisão

Um dos presos na operação Turing, da Polícia Federal, na manhã desta terça-feira, 21 – Danilo dos Santos Silva – era adjunto da Secretaria de Administração Penitenciária até semana passada.

A informação foi dada em primeira mão no blog de Daniel Matos.

Ele foi preso junto com membros da própria Polícia Federal e blogueiros, acusado de compor uma organização criminosa formada para atrapalhar as investigações da PF.

As investigações começaram em 2015 e o governo Flávio Dino (PCdoB) exonerou Danilo no dia 9 de março, provavelmente por já ter informações sobre seu envolvimento na quadrilha.

Além dele, foram presos blogueiros conhecidos da cidade, acusados de usar as informações repassadas por Danilo e outros funcionários da Polícia Federal para extorquir empresários.

Abaixo, a lista dos envolvidos:

DANILO DOS SANTOS SILVA

LUIS ASSIS CARDOSO DA SILVA DE ALMEIDA

ANTONIO MARCELO RODRIGUES DA SILVA

LUIS PABLO CONCEIÇÃO ALMEIDA

HILTON FERREINR NETO

YURI DOS SANTOS ALMEIDA

MARCELO AUGUSTO GOMES VIEIRA

ANTONIO MARTINS FILHO

EZEQUIEL MARTINS DA CONCEIÇÃO

FABIANO LEITE CAMPOS

HERBETE LOPES DINIZ

CESÁRIO FERREIRA BRANDÃO JUNIOR

WILLIAN KAREY DE CASTRO

AJEJE JORGE SABBAKA

IRAN SOUSA VIDAL

IRAN SOUSA VIDAL FILHO

BRUNO ALFREDO RABELO MENDONÇA

0

Emenda de Weverton beneficiará Conselhos Tutelares…

Weverton com representantes os conselhos tutelares: apoio

Vinte municípios maranhenses receberão na próxima quinta-feira, 23, carros e equipamentos para garantir o bom funcionamento dos Conselhos Tutelares.’

Cada conselho receberá 1 automóvel Aircross (Citröen), 5 computadores, 1 impressora, 1 refrigerador e 1 bebedouro, adquiridos pelo Ministério dos Direitos Humanos com recursos de emenda parlamentar do deputado Weverton Rocha (PDT) ao Orçamento de 2016.

A entrega será feita pela ministra dos Direitos Humanos, Luislinda Valois, pelo governador Flávio Dino (PCdoB) e pelo deputado Weverton Rocha às 14h, durante a inauguração da Casa da Mulher Brasileira, com a presença de prefeitos e conselheiros tutelares.

Os municípios beneficiados são Açailândia, Amarante do Maranhão, Axixá, Brejo, Buritirana, Coroatá, Cururupu, Davinópolis, Godofredo Viana, Icatu, Igarapé Grande, Itinga do Maranhão, Lago dos Rodrigues, Miranda do Norte, Mirinzal, Palino Neves, Pedreira, São Félix de Balsas, São João do Caru, Trizidela do Vale.

1

Flávio Dino recua e agora quer sugestão do Sinduscon para ICMS…

Depois de afirmar que as empresas maranhenses sequer pagavam o imposto – e de minimizar os efeitos do aumento tributário – governador comunista agora recusa e já admite retirar de pauta a proposta que tramita na Assembleia

 

Dino primeiro grita, depois admite o erro…

O governador Flávio Dino (PCdoB) tem a característica de estrebuchar primeiro – quando pego com calças curtas – antes de admitir que errou e precisa corrigir-se.

Foi assim no caso dos alugueis camaradas, quando acusou “deus-e-mundo” de inventar mentiras até que foi obrigado a demitir o locatário da Emap. (Relembre aqui)

E mais uma vez, no caso do aumento do ICMS da construção civil, o governador primeiro esperneou, mesmo diante dos fatos. (Reveja aqui, aqui e aqui)

Mas, ontem, teve de reconhecer que a proposta em tramitação na Assembleia Legislativa precisa ser discutida com o setor antes de votada.

– Não será votada nenhuma matéria até o que o sindicato da construção civil apresente sua sugestão e com isso, a gente chegue a uma solução justa para esse impasse jurídico – reconheceu o governador.

Flávio Dino já admite orientar a bancada para retirar de pauta o projeto até que o Sinduscon apresente uma sugestão.

Mostrando, mais uma vez, que este blog tinha razão.

Apesar dos ataques do comunista e dos seus…

1

Othelino e Carlos Lula discutem ampliação de hospital em Vargem Grande…

O vice-presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), acompanhou, nesta segunda-feira (20), ao lado do prefeito Carlinhos Barros (PCdoB), o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, a uma visita a equipamentos de saúde no município de Vargem Grande.  Eles foram ao Hospital Municipal Benito Mussoline de Sousa, ao Centro Santa Maria Bertilla, coordenado pelas Irmãs Doroteias, Filhas dos Sagrados Corações e, ainda, à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), no qual funciona o Centro de Reabilitação “Maria Delzuita Viana”.

Segundo Othelino Neto, a visita foi importante para que o secretário Carlos Lula conhecesse a realidade da Saúde de Vargem Grande.

“Fomos ao Hospital Municipal, que hoje está funcionando melhor do que no mês de dezembro do ano passado. Após reunirmos com o prefeito, discutimos parcerias entre Estado e município para melhorarmos o atendimento às pessoas”, disse o deputado.

Durante a visita, Othelino Neto destacou que Vargem Grande vai receber, nos próximos dias, uma ambulância, fruto de emenda parlamentar de sua autoria.

Nos próximos dias, acontecerá uma reunião em São Luís para definir se o Estado, junto com a Prefeitura de Vargem Grande, vai ampliar o hospital já existente, inclusive adquirindo novos equipamentos, ou se o caminho seria construir um novo hospital numa área indicada pelo prefeito Carlinhos Barros.

O Hospital Municipal Benito Mussoline de Sousa, da rede de urgência e emergência, tem capacidade para atender o público adulto e infantil da região.

“A gente veio conhecer o sistema de saúde municipal, identificamos que, em poucos meses, o município já avançou e pode avançar mais e, para isso, ele precisa da parceria com o governo do Estado. Por isso, conhecemos o Hospital Municipal e algumas das estruturas que servem à Saúde do município, para que a gente possa equipá-las e dotá-las do que há de mais moderno em Saúde Pública, como o governo Flávio Dino tem feito em várias cidades do Maranhão”, disse o secretário Carlos Lula.

 

Em visita ao hospital, o secretário avaliou a possibilidade de ampliar a capacidade de atendimento da unidade.

“Montando a estrutura para, por exemplo, receber parto normal, onde receberia por mês do Sistema Único de Saúde algo em torno de R$ 80 mil a R$ 100 mil, mas, além disso, dotando a unidade de uma estrutura mais moderna”, pontuou.

O Centro Santa Maria Bertilla, que realiza mensalmente mais de 700 consultas médicas por mês, além de cerca de 180 consultas de enfermagem e 140 exames de ultrassom, assim como a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), no qual funciona o Centro de Reabilitação ¨Maria Delzuita Viana”, também foram visitados.

Para o prefeito Carlinhos Barros, o governo vem identificando melhor as necessidades de cada região.

“É importante o secretário Carlos Lula visitar o município e conhecer de perto a realidade da saúde pública municipal”, ressaltou.

A cidade de Vargem Grande tem cerca de 57.710 habitantes. De acordo com a Prefeitura, a gestão municipal também atende  os municípios de Nina Rodrigues, Presidente Vargas, São Benedito do Rio Preto e Belágua.

 

0

Glalbert Cutrim também vai compor a direção nacional do PDT…

Glalbert com Weverton, Edivaldo e os colegas de partido

O deputado estadual Glalbert Cutrim foi eleito neste sábado, 18, durante a XXIII Convenção Nacional do PDT, para compor a diretoria nacional do partido.

O evento, que aconteceu em Brasília, marcou a recondução do ex-ministro Carlos Lupi à presidência nacional do partido, além da consolidação do nome de Ciro Gomes para disputar à presidência da República, em 2018.

– É uma honra integrar a executiva nacional do Partido que durante toda a sua existência, foi marcado pela luta em defesa dos direitos dos trabalhadores. Ser escolhido para participar ainda mais das decisões nacionais e estaduais do PDT, me faz ter certeza que estamos no caminho certo – enfatizou o deputado.

Na esfera maranhense do PDT, que contou com a presença de deputados, prefeitos, vereadores e outras lideranças políticas e de movimentos sociais, a discussão foi em torno do nome do deputado federal Weverton Rocha, que está cada vez mais consolidado para disputar uma vaga ao Senado Federal.