1

Edivaldo Júnior vai agora ao Baixo Parnaíba…

Ex-prefeito de São Luís e pré-candidato do PSD ao Governo do Estado retoma suas viagens ao interior, acompanhado das lideranças do partido e apoiadores de sua campanha

 

 

Edivaldo e Edilázio já prepararam nova viagem ao interior, esta vez ao Baixo Parnaíba

O pré-candidato do PSD ao Governo do Estado, Edivaldo Júnior, já tem programado nova agenda de visitas ao interior maranhense.

Ele agora vai à região do Baixo Parnaíba.

– Fechando os últimos detalhes para a nossa próxima viagem pelos municípios do Maranhão, onde iremos dialogar e apresentar o trabalho do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Junior, o nosso pré-candidato ao governo do estado! Estaremos na região do Baixo Parnaíba nos próximos dias! – anunciou o deputado federal Edilázio Júnior, presidente regional do PSD.

Segundo colocado nas pesquisas de intenção de votos – nos cenários sem a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) – Edivaldo é hoje um dos principais pré-candidatos ao governo.

Líder na Região Metropolitana de São Luís, ele busca ganhar capilaridade no interior, o que pode garantir presença no segundo turno das eleições 2022.

A data da viagem ao Baixo Parnaíba deve ser anunciada nos próximos dias…

1

Grupo Sarney começa a se aproximar de Edivaldo Júnior…

Sem opções na oposição e entre os nomes da base do governo Flávio Dino – apesar dos acenos de Carlos Brandão – aliados da ex-governadora Roseana Sarney veem no ex-prefeito de São Luís uma forma de contrapor o projeto de poder representado pelo atual governador

 

Roseana já conversou com os membros do PV e do PSD sobre alianças em torno de Edivaldo Júnior, como forma de contrapor Flávio Dino

Os aliados da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) e os remanescentes do grupo Sarney começaram a ver na candidatura do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PSD), a opção para contrapor o projeto de poder capitaneado pelo governador  Flávio Dino (PSB).

Edivaldo já está, inclusive, filiado a um partido da base sarneysista; e seus operadores já se reuniram com Roseana.

Para os sarneysistas – que são assediados também pelo vice-governador Carlos Brandão (PSDB) – Edivaldo representa a melhor opção para contrapor Flávio Dino.

Na avaliação dos principais aliados de Roseana, a soma de suas intenções de votos com as de Edivaldo garantem, no mínimo, a presença do ex-prefeito no segundo turno; para os roseanistas, a alta rejeição da ex-governadora tende a ser reduzida pelo carisma do próprio Edivaldo.

Mas Carlos Brandão também começa a fazer gestões para ter em seu palanque a estrutura sarneysista e os cerca de 30% do eleitorado que o grupo detém.

Luiz Fernando opera em favor de Carlos Brandão entre os sarneysistas; e já levou o ex-marqueteiro de Roseana para a campanha do vice-governador

Com Brandão já estão remanescentes de peso do grupo Sarney, como o secretário Luiz Fernando Silva, o ex-presidente da Assembleia Arnaldo Melo (MDB), o deputado federal Gastão Vieira (PROS), e o ex-secretário de Comunicação de São Luís, Joaquim Haickel, além de vários outros deputados estaduais e prefeitos.

Mas Haickel chegou a publicar artigo, neste fim de semana, em que acena para esta aliança sarneysista em torno do ex-prefeito de São Luís.

O marqueteiro da campanha de Brandão é o jornalista Sérgio Macedo, ex-secretário de Roseana e ex-superintendente do Grupo Mirante.

Mesmo assim, expoentes do PSD, do MDB e do PV entendem que a maior parte do grupo estará mesmo no palanque de Edivaldo Júnior,

Por entender que esta é a melhor opção de sobrevivência do grupo…

0

“Estamos apenas começando”, diz Edilázio, sobre Edivaldo Júnior…

Presidente estadual do PSD avaliou o desempenho do ex-prefeito de São luís na pesquisa Escutec/O EstadoMaranhão e, usando referências bíblicas, afirmou: “o Davi vai vencer os Golias novamente”

 

Edilázio e Edivaldo estiveram na região tocantina no dia em que a pesquisa Escutec apontou o ex-prefeito em segundo lugar nos principais cenários da disputa pelo governo

O presidente estadual do PSD no Maranhão, deputado federal Edilázio Júnior, avaliou o desempenho do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PSD), na pesquisa Escutec/O Estado divulgada no último fim de semana.

Em dos principais cenários apresentados pelo instituto, Edivaldo apareceu na segunda colocação e intenções de votos.

Para Edilázio, o resultado da pesquisa foi positivo e mostra potencial de crescimento do pré-candidato ao Governo do Estado.

“Em um provável cenário sem a ex-governadora Roseana Sarney, o nosso pré-candidato ao Governo, Edivaldo Holanda, aparece em segundo lugar na última pesquisa realizada pelo instituto Escutec, um dos que mais cresceram nesses últimos meses. Quero agradecer à população da região tocantina que nos recebeu na última semana para ouvir nossas propostas por um Maranhão melhor, sem grandes palanques, conversando olho no olho”, disse.

E completou: “Estamos apenas começando, e com Deus no comando, não temos nada a temer. O Davi vai vencer o Golias novamente”, finalizou.

0

Edivaldo visita municípios da região tocantina

Ex-prefeito de São Luís inicia sua pré-campanha ao Governo do Estado com passagem por 10 cidades entre quinta-feira e sábado

 

Acompanhado de César Pires e Edilázio Júnior, Edivaldo vai conversar com lideranças da região tocantina

O ex-prefeito de São Luís Edivaldo Júnior (PSD) inicia nesta quarta-feira, 29, sua pré-campanha ao Governo do Maranhão.

Ele chega a Imperatriz, onde formará uma base de visitas a outros nove municípios da região tocantina.

– A partir de amanhã [quarta-feira], estaremos nos municípios da Região Tocantina do nosso estado, para dialogar e ouvir as demandas da população – anunciou, na terça-feira, 28, o deputado federal Edilázio Júnior, presidente regional do PSD.

A comitiva do ex-prefeito de São Luís terá ainda o deputado estadual César Pires (PV).

Edivaldo Júnior visitará prefeitos, ex-prefeitos, vereadores e lideranças políticas do PSD e de outros partidos, em busca de alinhamento para as eleições de 2022.

Edivaldo aparece em terceiro lugar nas pesquisas, atrás apenas da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) – que não deve ser candidata – e do senador  Weverton Rocha (PDT).

A visita à região tocantina termina no sábado…

6

A campanha de apartamento de Edivaldo Júnior…

Aliados e simpatizantes do ex-prefeito de São Luís começam a se incomodar com a falta de movimentação de sua campanha ao governo, que se resume a reuniões e cafezinhos em sua casa

 

Edivaldo Júnior tem recebido aliados e apoiadores em seu apartamento, numa campanha fechada ao governo

O ex-prefeito de São Luís Edivaldo Júnior anunciou, em julho, sua filiação ao PSD e sua pré-candidatura ao Governo do Estado, com forte repercussão nos meios políticos.

Mas ficou nisso.

De lá para cá, Edivaldo tem resumido sua movimentação a reuniões em seu apartamento e declarações de apoio esporádicas de ex-prefeitos.

Apesar da insistência do deputado federal Edilázio Júnior (PSD) e do deputado estadual César Pires (PV), seus principais aliados, Edivaldo tem protelado as andanças pelo interior.

Muito forte na região da Grande São Luís, o ex-prefeito tem pouca presença no interior, carece de aliados de peso nos municípios e não tem base popular alguma em nenhuma cidade.

Há, inclusive, quem diga que sua candidatura é, na verdade, um balão de ensaio para outros projetos eleitorais.

Mas esta é uma outra história…

0

Edivaldo Jr. e César Pires já planejam visitas ao interior

Ex-prefeito de São Luís e pré-candidato a governador pelo PSD recebeu o deputado estadual que se filiará ao partido em abril para definir uma agenda de pré-campanha; “sua confiança na vitória nos motiva”, diz Pires

 

César Pires e Edivaldo Júnior discutem a agenda de visitas aos municípios maranhenses já a partir deste mês de agosto

O ex-prefeito de São Luís e pré-candidato a governador  Edivaldo Júnior (PSD) recebeu nesta quinta-feira, 19, o deputado estadual César Pires (PV), com quem planejou as primeiras viagens ao interior.

De acordo com Pires, Edivaldo mostra forte entusiasmo com a campanha.

– Sua determinação, firmeza e confiança na vitória nos motiva. Em breve, cumpriremos juntos uma agenda de visitas aos municípios maranhenses – disse o parlamentar, que deve se filiar ao PSD na janela partidária de abril.

Segundo postou César Pires em seu perfil no instagram, as viagens ao interior serão coordenadas pelo presidente estadual do PSD, deputado federal Edilázio Júnior.

– Construiremos uma alternativa de governo que possa transformar o Maranhão em um estado de oportunidades para todos – disse.

Edivaldo classificou o encontro como “agenda importante de trabalho”…

1

Em ato de filiação Edivaldo ressalta aparição do seu nome em pesquisas

Filiado nesta quarta-feria, 4, ao PSD, ex-prefeito de São Luís declarou que vai percorrer o maranhão em busca de consolidação dos eu nome como opção na sucessão do governador  Flávio Dino (PSB)

Edivaldo com seus novos companheiros do PSD: campanha no interior para “estadualizar o nome como opção ao governo”

Em seu ato de filiação ao PSD, nesta quarta-feria, em Brasília, o ex-prefeito de São Luís ressaltou sua candidatura ao Governo do Estado e destacou um fato que vem sendo lembrado pelo blog Marco Aurélio d’Eça.

– Mesmo sem dizer que sou candidato já apareço nas pesquisas – lembrou Edivaldo, que disputa as primeiras posições com o senador Weverton Rcoha (PDT).

Ciente de que enfrentará uma forte máquina política – que tenta viabilizar o nome do vice-governador  Carlos Brandão (PSDB), Edivaldo pretende percorrer o Maranhão para consolidar seu nome.

– A partir de agora nós vamos percorrer o Maranhão. Já tenho recebido muitas mensagens – afirmou.

Além do deputado federal Edilázio Júnior, do estadual César Pires e da vereadora Karla Sarney, o ato de filiação de Edivaldo reuniu ex-secretários em Brasília.

O ato foi presidido pelo presidente nacional da legenda, Gilberto Kassab…

0

Com filiação ao PSD, Edivaldo dá a largada em sua campanha

Recebido em Brasília, nesta quarta-feira, 4, pela cúpula nacional do partido, ex-prefeito de São Luís vai alinhar o discurso com os correligionários no Maranhão; e começará imediatamente a percorrer o estado

 

Como candidato a governador, Edivaldo vai caminhar agora ao lado do ex-ministro Gilberto Kassab, mas sem se distanciar do governador Flávio Dino

A filiação do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior, ao PSD, nesta quarta-feira, 4, em, Brasília, é uma espécie de ponta-pé inicial de sua campanha ao Governo do Estado.

Edivaldo chega ao PSD recebido pelo presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, e com apoio incondicional de todas as lideranças da legenda no Maranhão.

E seu nome já foi lançado como candidato a governador.

A campanha de Edivaldo começa com o peso que todo pré-candidato sonha: levando em conta que a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) não será candidata – e sem ao menos ter anunciado interesse na candidatura – ele já ocupava o segundo lugar, em disputa acirrada com o líder, senador Weverton Rocha (PDT). 

Após filiação – e ao chegar ao Maranhão já como pré-candidato do PSD – o ex-prefeito de São Luís terá dois desafios iniciais:

1 – seguir candidato independente, mesmo tendo a relação de proximidade com o governador  Flávio Dino (PSB) – adversário do PSD – que pode ser fundamental em um eventual segundo turno;

2 – superar a barreira do Estreito dos Mosquitos e  alcançar a capilaridade eleitoral no interior do estado, onde é pouco conhecido e não tem aliados para coordenar a campanha.

De uma forma ou de outra, no entanto, Edivaldo Júnior chega com o peso de “time grande” na sucessão do governador  Flávio Dino.

E acirra, definitivamente, a disputa com os demais pré-candidatos do governo comuno-socialista…

1

PSD e Edivaldo vão tentar unificar discurso para 2022

Repercussão negativa dos desencontros entre o ex-prefeito de São Luís e a legenda em relação ao governo Flávio Dino gerou atritos e desconfianças de parte a parte que precisam ser corrigidos para iniciar a campanha

 

Edilázio, Edivaldo e César Pires vão ter que buscar um discurso unificado do PSD; os desencontros de opinião geraram dúvidas e desconfiança

Embora mantenham as aparências de normalidade “conjugal”, está em desacordo o relacionamento entre o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior, e o PSD, partido ao qual ele pretende se filiar nesta quarta-feira, 4.

O ponto de maior discórdia é a relação do ex-prefeito com o governador  Flávio Dino (PSB).

Na semana passada, veio a público uma conversa fora da agenda no Palácio dos Leões entre Holandinha e Dino, na qual o ex-prefeito afirmou ao governador que o terá como candidato a senador.

Ouvido pelo blog Marco Aurélio D’Eça no dia seguinte, o presidente regional do PSD, deputado federal Edilázio Júnior tentou botar panos quentes na revelação, dizendo que o partido pode nem lançar candidato a senador, mas descartou aliança com Flávio Dino.

Em seguida, o deputado estadual César Pires – que também ainda não se filiou ao PSD – afirmou que seu candidato a senador em 2022 nunca será Flávio Dino.

A discordância pública e o constrangimento de pessedistas e Edivaldo gerou desgastes e desconfiança de parte a parte. E chegou a afastar aliados, que temem uma cooptação do ex-prefeito pelo Palácio dos Leões.

A viagem de Edivaldo Júnior a Brasília para o evento de filiação servirá também para que todos unifiquem o discurso a partir de agora.

Assim, evitarão maus entendidos e desconfiança.

O que facilitará na obtenção de apoios…

3

Potenciais aliados do PSD temem cooptação de Edivaldo por Flávio Dino

Na próxima quarta-feira, 4, ex-prefeito de São Luís vai se filiar ao partido, que faz oposição ao governo Flávio Dino, mas sua visita ao Palácio dos Leões acendeu a luz amarela em legendas como MDB, PSC, PV e Podemos

 

A relação de Edivaldo com Flávio Dino, que andava arranhada, ganhou novos contornos, com o interesse do governador na candidatura do ex-prefeito em 2022

Há uma espécie de insegurança política entre os partidos da chamada oposição ao governo Flávio Dino (PSB) em relação à filiação do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior ao PSD.

A filiação do ex-prefeito está marcada para quarta-feira, 4, em Brasília, mas sua visita ao governador Flávio Dino (PSB), há duas semanas, assustou potenciais aliados. 

Partidos como MDB, PV, PSC e Podemos, por exemplo – que são mais independentes do palácio dos Leões – temem que o ex-prefeito de São Luís seja cooptado por Flávio Dino, como espécie de “terceira via” na disputa entre o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) e o senador  Weverton Rocha (PDT).

Para o MDB, por exemplo, entre apoiar Edivaldo em um partido de oposição e os outros dois nomes do governo, o mais coerente é ir para o oficial.

O PV também teme a cooptação do ex-prefeito, que já engatou conversas com o senador Weverton Rocha, visto como mais independente.

Na conversa com Flávio Dino, Edivaldo Júnior manteve seu projeto de candidatura ao governo, mas disse a Flávio Dino que o apoiará e fará campanha para sua candidatura ao Senado.

Sua filiação no PSD está mantida para quarta-feira, 4, com a presença do ex-minsitro Gilberto Kassab, que preside a legenda nacionalmente.

Mas, certamente, uma conversa entre Kassab e o deputado Edilázio Júnior, presidente regional pessedista, deve ocorrer.

Até para alinhar projetos e discursos para 2022…