0

Paulo Victor reforça alinhamento ao governo Brandão e alfineta Braide…

Presidente da Câmara Municipal de São Luís visitou o governador em exercício Felipe Camarão e recebeu a visita do secretário de Articulação Municipal do Governo do Estado Orleans Brandão, encontros em que pregou a harmonia entre os poderes – ignorada pelo prefeito – como fundamental para o benefício da população

 

Paulo Victor com Camarão e com Orleans; diante da postura de Braide, harmonia institucional só alcançada com o Governo do Estado

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Paulo Victor (PSDB), fez uma crítica indireta à postura do prefeito Eduardo Braide (PSD) na relação com o Poder Legislativo; na mesma semana em que visitou o governador  em exercício Felipe Camarão (PT), Victor recebeu o secretário de Articulação Municipal do Governo do Estado, Orleans Brandão, encontros em que a harmonia entre os poderes foi o assunto principal.

– A harmonia entre o Executivo e o Legislativo é um pilar fundamental para a construção de uma cidade mais justa, inclusiva e próspera para todos os ludovicenses –  afirmou o presidente da Câmara, na reunião com Orleans.

– Uma sexta-feira de muito trabalho encerrada com uma visita ao nosso governador em exercício, meu grande amigo Felipe Camarão, reforçando a harmonia e a parceria de todos nós vereadores com o Executivo estadual – repetiu, na visita ao governador.

Dede o início de sua gestão, o prefeito Eduardo Braide tenta subjugar a Câmara Municipal, o que azedou a relação com os vereadores; antes mesmo de assumir a presidência da Casa, o vereador tucano já tentava buscar essa harmonia, o que só ocorreu com o alinhamento dos parlamentares ao governo Carlos Brandão (PSB).

Durante a visita de Orleans Brandão, Paulo Victor reiterou a aliança com o governador e disse que vai continuar a buscar o Executivo estadual para beneficiar a população da capital maranhense.

– Estamos comprometidos em trabalhar de mãos dadas com o governo estadual a fim de promover o avanço das políticas públicas em nossa cidade – afirmou o vereador.

A falta de relacionamento com a Câmara levou ao isolamento político de Braide, que experimenta agora um isolamento também partidário, com a debandada de agremiações que poderiam compor sua base eleitoral.

Mas esta é uma outra história…

0

“MDB continua no governo Braide”, garante Cleber Verde…

Presidente do diretório municipal do partido em São Luís, deputado federal disse que a saída do secretário de Articulação Metropolitana, André Campos, é uma decisão pessoal, mas não envolve a agremiação na capital maranhense, que tem prerrogativa de discutir as eleições municipais e tem o compromisso de seguir com o apoio ao prefeito Eduardo Braide

 

Eduardo Braide tem o apoio do MDB de São Luís, garante o deputado federal Cleber Verde

O presidente municipal do MDB, deputado federal Cleber Verde, declarou com exclusividade ao blog Marco Aurélio d’Eça, nesta sexta-feira, 12, que o partido segue normalmente em São Luís na base de apoio do prefeito Eduardo Braide (PSD).

– O MDB continua no governo Braide; quem saiu foi o André Campos, não o MDB – afirmou Verde, que garantiu ter o compromisso das demais instâncias do partido de que caberá a ele a discussão sobre as eleições municipais na capital maranhense.

– A prerrogativa é do diretório municipal; e quero que seja cumprido este compromisso firmado desde a minha transferência e garantido tanto pela executiva nacional quanto a estadual; mas vou continuar dialogando com a estadual, como fiz ontem mesmo, ao conversar com o presidente Marcus Brandão e colocar minha dificuldade em seguir com o projeto Duarte Júnior (PSB) – afirmou Cleber.

O MDB tinha duas secretarias no governo municipal: André Campos na Articulação Metropolitana, e Romário Barros no Esporte; com a saída de André, blogs e portais deram a notícia como sendo o desembarque do MDB da gestão do prefeito.

– Não existe isso; não há por que falar de saída da gestão de Braide; um exemplo de que isso é possível é o próprio PSD, que tem o prefeito Eduardo Braide, mas tem a senadora Eliziane Gama apoiando o candidato do governo; o que queremos é a garantia da prerrogativa do diretório municipal – disse o presidente emedebista.

Segundo Cleber Verde, uma decisão definitiva sobre a condução do processo no partido deve ser tomada em 30 dias, mas ele pretende continuar o diálogo com o MDB estadual para ter cumprido o compromisso de que será dele a decisão sobre alianças nas eleições de outubro.

– A decisão do André Campos é pessoal, mas quem responde pelo MDB municipal é o deputado federal Cleber Verde – concluiu…

0

Duarte Jr. desvia-se da guerra de Brandão com Braide e é o principal beneficiado…

Pré-candidato do PSB a prefeito de São Luís passou ao largo da polêmica sobre o carnaval da Beira-Mar e viu a relação entre o prefeito e o governador se desgastar sem que ele precisasse fazer qualquer movimento político neste sentido; e ainda ganhou força eleitoral se divertindo nos circuitos organizados pelo governo

 

De bem com a vida, Duarte Júnior festejou o pré-carnaval com aliados e eleitores, ignorando a guerra entre Braide e Brandão pelo controle da folia

Colhendo ou não os frutos desta querela no futuro, o deputado federal Duarte Jr. (PSB) ganhou pontos políticos-eleitorais preciosos – e sem precisar fazer força – na guerra travada entre no prefeito Eduardo Braide (PSD) e o governador Carlos Brandão (PSB) pela ocupação do circuito Beira-Mar no pré-carnaval de São Luís.

Duarte acompanhou de longe o próprio Braide queimar com Brandão uma relação que vinha, no mínimo, amistosa até o final de 2022, inclusive com elogios do próprio governador ao prefeito, como registrado neste blog Marco Aurélio d’Eça, no post “Deu match! Brandão responde ao cortejo de Braide…” e também em “De como José Reinaldo trabalha para afastar Brandão de Duarte Jr….”.

Passados mais de 10 dias do início da crise entre Brandão e Braide – quando o prefeito anunciou o pré-carnaval na Beira-Mar e governador decidiu botar a Polícia Militar para impedir – o entorno de Brandão no Palácio dos Leões começa a dar mais informações de como se iniciou a guerra, que teve, inclusive, “batida de telefone na cara do governador.”

Durante todo o ápice do episódio não se viu nenhum comentário, nenhuma provocação, nenhuma ação mais ostensiva de Duarte Júnior, que se limitou a navegar na onda criada pela força do governo; suas redes sociais registraram apenas passeios pelos circuitos carnavalescos bancados pelo governo, em selfies contínuas com eleitores.

O perfil de Duarte Júnior já vinha mudando desde o segundo semestre de 2022, quando ele passou a buscar mais efetivamente o apoio da base governista, fato registrado ainda em outubro neste blog Marco Aurélio d’Eça, no post “O novo momento de Duarte Júnior…”. 

Sinal de que o candidato do PSB à prefeitura está aproveitando bem a terapia.

Que visa baixar mais o próprio ego e elevar a inteligência emocional…

0

Possível federação entre PP, PRB e União Brasil atinge Braide, Duarte e Evangelista…

Partidos que discutem a formação de um projeto único de poder nas eleições de 2024 – com validade até 2028 – estão alinhados no Maranhão entre três candidaturas distintas, sendo que pelo menos duas delas – ou todas elas – sofrerão as consequências da aliança, dependendo de como ficará o palanque dessa nova agremiação nos demais municípios brasileiros

Eduardo Braide, Duarte Júnior e Neto Evangelista terão candidaturas impactadas, caso se concretize a federação entre PRB, PP e União Brasil

Discutida no Congresso Nacional desde o ano passado, a federação partidária entre o PRB, o PP e o União Brasil terá impacto direto, caso concretizada, em três candidaturas a prefeito de São Luís: Eduardo Braide (PSD), Duarte Júnior (PSB) e Neto Evangelista (União Brasil).

O PRB, controlado no Maranhão pelo deputado federal Aluisio Mendes está na base de Eduardo Braide. O PP, por sua vez, é controlado pelo ministro dos Esportes, André Fufuca, aliado do deputado federal Duarte Jùnior (PSB). 

Por fim, o União Brasil, que tem o comando do deputado federal Pedro Lucas Fernandes no Maranhão e tem a candidatura do deputado estadual Neto Evangelista em São Luís, embora esteja ainda na base do governo Brandão.

O impacto nas três candidaturas de prefeito se dá pelo fato de que a decisão do comando de um dois partidos – quem controlar a federação – terá que ser seguida pelos outros dois; ou seja, os três partidos são obrigados a seguir juntos o mesmo caminho.

É um impacto significativo, portanto, no palanque de três candidatos a prefeito…

0

Carnaval do governo terá Felipe Camarão à frente nas próximas duas semanas

Vice-governador assume o comando do Estado nesta quinta-feira, 11 – durante viagem de férias do governador  Carlos Brandão – e estará à frente da organização da folia neste fim de semana e no dia 20, quando o prefeito Eduardo Braide também inicia o pré-carnaval da prefeitura em outro ponto da Beira-Mar

 

Será Camarão, e não Brandão, quem estará à frente do governo quando Braide iniciar seu pré-carnaval na orla do Centro Histórico de São Luís

O vice-governador Felipe Camarão (PT) assume o governo nesta quinta-feira, 11; no sábado, 13, e no domingo, 14, ele será o governador durante o segundo final de semana de pré-carnaval organizado pelo Palácio dos Leões na Beira-Mar e na Avenida Litorânea.

Brandão vai estar em férias com a família até o dia 20 de janeiro, quando retorna ao Maranhão.

Será exatamente em 20 de janeiro que o prefeito Eduardo Braide (PSD) abrirá o pré-carnaval da Prefeitura de São Luís, após forte polêmica com o próprio Governo do Estado; a festa de Braide se dará em um outro ponto da Avenida Beira-Mar ocupada pelo estado.

Governo e Prefeitura brigaram, forte na semana após o fim do ano pela ocupação do tradicional Circuito Beira-Mar; Brandão chegou a sitiar a áreas com viaturas e homens da Polícia Militar, para evitar a presença de Braide, que decidiu criar um novo circuito, chamado “Cidade do Carnaval”.

Felipe Camarão estará em pleno exercício do governo quando Braide abrir o pré-carnaval no dia 20.

Ao meto tempo em que estiver ocorrendo a festa do estado…

0

Ministério das Cidades tem R$ 380 milhões para ciclovias, mas não há projeto de São Luís…

Nem o prefeito Eduardo Braide, nem a bancada maranhense no Congresso Nacional – muito menos o deputado federal Duarte Júnior, que concorre à prefeitura – apresentou qualquer proposta para construção de espaços que garantam segurança e mobilidade a pedestres e a quem utiliza a bicicleta como meio de transporte na capital maranhense

 

Em setembro morreu o médico Edson Soares e a classe política mostrou o mesmo blablablá de sempre na imprensa, mas nada saiu do papel

O Ministério das Cidades tem disponível anualmente nada menos que R$ 380 milhões para aplicação no “Projeto de Mobilidade Viva”, recursos para investimentos em propostas que garantam a segurança de pedestres e de quem utiliza a bicicleta como meio de transporte.

Mas não há no ministério nenhum projeto de São Luís.

Nem o prefeito Eduardo Braide (PSB), muito menos seu principal adversário, deputado federal Duarte Júnior (PSB) – e nenhum outro membro da bancada – apresentou qualquer projeto para construção de calçadas, ciclovias ou ciclofaixas na capital maranhense em 2023.

– Não foi apresentado nenhum projeto, nenhuma proposta de emenda parlamentar, nem individual e nem de bancada, para esta rubrica, cuja disponibilidade de recursos é de cerca de R$ 380 milhões – garantiu ao blog Marco Aurélio d’Eça o secretário-executivo do Ministério das Cidades, ex-deputado Hildo Rocha (MDB); segundo Hildo, o único projeto neste aspecto foi apresentado ao PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) pelo Governo do Estado, mas sem atender aos critérios para a aprovação.

Entre a morte dos ciclistas Edson Soares, em setembro, e Claudiomar Silva, na semana passada, militantes do segmento e da corrida de rua em São Luís percorreram Assembleia Legislativa, Governo do Estado, Prefeitura de São Luís, Agência de Mobilidade Urbana e vários outros órgãos em busca de soluções para o problema envolvendo este segmento.

Nenhuma das ações prometidas pelo poder público e pela classe política foi efetivamente implantada até agora.

…quatro meses depois quem morreu foi Claudiomar Silva e de novo classe política – a mesma de sempre – com seu eterno blablablá

Após a morte de Claudiomar, descobriu-se, inclusive, que no projeto da prefeitura para a Avenida dos Holandeses há a previsão de uma ciclovia, ignorada pelo prefeito Eduardo Braide na execução da obra.

De acordo com o secretário-executivo do Ministério das Cidades, o sistema para recebimento de projeto abre sempre no mês de fevereiro.

– A partir daí, as prefeituras podem apresentar seus projetos. Deputados federais e senadores também têm prerrogativas para fazer propostas, através de emendas parlamentares, de bancada ou individual; para os governos estaduais, é necessário que o projeto abranja regiões metropolitanas ou mais de um município – explicou Hildo Rocha.

Como 2024 é ano eleitoral, deverá aparecer diversos pais de projetos de ciclovias para São Luís.

Muitos dos quais nem lembraram disso nos últimos quatro anos…

0

Fábio Câmara retoma debate sobre ciclistas e visita primeira e única ciclovia de São Luís

Faixa exclusiva para usuários de bicicletas como meio de transporte – dentro dos padrões exigidos pela norma técnica – foi construída há mais de 20 anos pelo então prefeito Jackson Lago, do PDT, no bairro São Raimundo; e lá pra cá, apenas arremedos de ciclovia foram implantadas na capital, sem maior segurança para ciclistas e pedestres

 

O pré-candidato pedetista Fábio Câmara percorreu trechos da ciclovia do São Raimundo

O pré-candidato do PDT a prefeito de São Luís publicou nesta segunda-feira, 8, em suas redes socias vídeo de sua visita à região do bairro São Raimundo, onde existe a primeira – e única – ciclovia construída em São Luís dentro das normas técnicas; o equipamento foi inaugurado há mais de 20 anos pelo então prefeito Jackson Lago (PDT).

– Desde então, pouco se avançou na mobilidade urbana sustentável da nossa capital, que hoje tem a quarta menor malha de ciclovias do país. Isso é inaceitável! – disse Fábio Câmara, que representa o partido de Jackson nestas eleições municipais.

A ciclovia entregue por Jackson atende a todos os critérios técnicos de um equipamento deste tipo; tem largura adequada para ida e vinda de bicicleta, proteção por guard-rail de concreto e corta o bairro de uma ponta a outra, no centro da avenida São Raimundo, numa extensão de mais de 3 quilômetros.

Foi também do ex-prefeito do PDT quem iniciou o debate sobre a segurança de bicicletas em São Luís, com a primeira ciclofaixa criada na capital, na Avenida São Luís Rei de França, ainda nos anos 90.

Mesmo abandonada pelo poder público, a ciclovia do São Raimundo ainda garante mobilidade com segurança aos moradores da região

Todos os projetos sobre o tema em São Luís – tanto do Governo do Estado quanto das diversas gestões da prefeitura – são apenas ciclofaixas, espécie de marcação pintada no asfalto ou na calçada, sem nenhum tipo de proteção.

– Nós precisamos de mais espaços seguros e adequados para os ciclistas; um alternativa ecológica, econômica e saudável de transporte. Por isso, eu defendo a ampliação e a integração das ciclovias em São Luís, para garantir o direito de ir e vir de todos os cidadãos. Vamos juntos construir uma cidade mais humana e verde! – pregou Fábio Câmara.

Ainda sobre o tema: o prefeito Eduardo Braide nunca explicou por que ignorou a ciclovia (ou mesmo ciclofaixa) no projeto “Transito Livre”, de reforma da Avenida dos Holandeses.

Foi lá o palco da última morte de ciclista – Claudiomar Silva – na semana passada…

0

Brandão insiste em polemizar carnaval; Braide seguiu em frente…

Setor de comunicação do Governo do Estado espalha vídeos com deboches ao prefeito, enquanto a mídia alinhada ao Palácio dos Leões tenta desenhar por que a Beira-Mar pertence a eles, numa tentativa de diminuir o impacto da virada de chave municipal

 

Indiferente à polêmica carnavalesca tentada por Brandão, Eduardo Braide virou a chave e já anuncia neste domingo, 7, a revitalização da Praça do Barramar

Análise da Notícia

Quem acompanha as redes socias do prefeito Eduardo Braide (PSD) pode ter uma ideia do impacto positivo que foi sua decisão de deixar a crise como Governo Carlos Brandão e anunciar um novo ponto do carnaval na capital maranhense.

Mas tanto quanto a tentativa de Braide de realizar um pré-carnaval na Beira-Mar, anunciado ainda em 31 de dezembro – e inviabilizado pela decisão policialesca de Brandão, que mandou a PMMA montar praça no local – seu anúncio da Cidade do Carnaval atingiu fortemente o coração do governo.

Brandão não queria o encerramento da polêmica com Braide por que imaginava que guerra favoreceria seu candidato a prefeito, deputado federal Duarte Júnior (PSB); por isso é que seu setor de Comunicação continua aprontando das suas, espalhando vídeos com deboches e provocações a Braide.

Para a mídia alinhada ao Palácio dos Leões o encerramento da polêmica carnavalesca também não interessa.

Tanto que esqueceram de dar a repercussão necessária ao primeiro dia do carnaval brandonista na Beira-Mar – que aliás, foi marcada por assalto até de jornalista – , preferindo insistir em explicar o “porque disso” e o “porque daquilo” em relação ao circuito.

Mesmo sem secretário de Comunicação desde novembro, o prefeito conseguiu vencer a batalha midiática e saiu do episódio ovacionado nas redes sociais; e decidiu virar a chave já neste domingo, com outros assuntos da gestão, como a obra do Barramar.

Enquanto isso, Brandão enfrenta mais uma negativa, às voltas com a polêmica decisão de dar calote nos professores contratados da rede estadual.

Mas esta é uma outra história…

0

“Cidade do Carnaval” é a resposta pragmática de Braide para Brandão…

Prefeito de São Luís evita polemizar a ocupação da Avenida Beira-Mar – sitiada pela PMMA por ordem do governador – e anuncia um novo ponto do carnaval, com atrações para todos os gostos, vários espaços culturais, passagens para trios, praça de alimentação e segurança completa por videomonitoramento, o que, no fim das contas, integrará toda a orla marítima na folia

 

O palco da Cidade do Carnaval será gigante, como mostra a maquete virtual; e deve estar pronto já no dia 20 de janeiro

A criação da Cidade do Carnaval”, anunciada na tarde deste sábado, 6, pelo prefeito Eduardo Braide (PSD) – foi a melhor resposta política a uma tentativa do governador Carlos Brandão (PSB) de usar a folia de momo para atropelar o prefeito e tirar dividendos eleitorais para seu candidato, o deputado federal Duarte Júnior.

– Tem gente que não me conhece mesmo; não sou de briga – afirmou Braide, ao anunciar a criação do novo ponto da folia, na região em frente à Praça das Mercês, no Centro Histórico.

A “Cidade do Carnaval ” vai abranger tanto a área do Centro Histórico quanto a orla marítima, com praça de alimentação, passarela para os trios elétricos, espaço do reggae e o espaço dancemix, totalmente monitorada pelas câmaras da prefeitura.

O corredor da folia vai ligar o mar ao Centro Histórico, num cenário deslumbrante para desfile de trios elétricos

No fim das contas, a saída de Braide para a crise com Brandão – q1ue já até sitiou a área da Beira-Mar com homens da Polícia Militar – garantiu ao folião maranhense espaços de folia em toda a orla marítima.

Quem for ao carnaval no centro terá, além da Beira-Mar, a Cidade do Carnaval e a passarela do Samba, tudo no mesmo itinerário.

Ao não ser que o governador queria mesmo impedir o prefeito de fazer sua festa…

0

Eduardo Braide debaixo de vara…

Prefeito de São Luís iniciou o ano apanhando sem pena, sobretudo de setores da imprensa ligados ao Palácio dos Leões, o que indica o tom da campanha eleitoral de 2024, mas também revela-se fruto da postura avessa, indiferente, desprezível e distante do próprio gestor ao longo dos seus primeiros anos de mandato

 

Adorado pela população Braide virou alvo da mídia alinhada ao Palácio dos Leões, que busca da polarização com Duarte Júnior

Análise da Notícia

A primeira semana de 2024 começou e se encerra com uma nova imagem do prefeito de São Luís Eduardo Braide (PSD) apresentada à população via imprensa; setores da mídia – a maioria alinhada política, ideológica ou comercialmente ao governo Carlos Brandão (PSB) – iniciaram um processo de desconstrução de Braide que atingiu diversos setores de sua gestão

Da segunda-feira, 1º até hoje, Braide é anunciado em blogs, portais e emissoras de TV quase como um vilão:

  • responsável direto pelos alagamentos do dia 1º em diversos bairros de São Luís;
  • responsável pela montagem de câmeras de videomonitoramento que multam veículos com licenciamento atrasado;
  • caloteiro que não pagou as contas da Caema e teve o fornecimento de água cortado em diversas secretarias;
  • incompetente que deixou as feiras e mercados abandonados, resultando em diversos incidentes nestes locais ao longo da semana;
  • incapaz de corrigir o problema da limpeza urbana de São Luís, que tem lixo espalhado em diversas ruas e avenidas; e
  • mau caráter que decidiu peitar o governo e fazer o carnaval na Beira-Mar só para se aproveitar do ano eleitoral

Essa listagem é apenas um pouco do que foi publicado ao longo da primeira semana de janeiro, o que dá o tom de como será o tratamento a Braide nesta tentativa do Palácio dos Leões de polarizar a disputa com o seu candidato a prefeito, Duarte Júnior (PSB).

Mas é claro que o próprio Eduardo Braide, com sua postura indiferente, distante, avessa e desprezível com que vem tratando não apenas a classe política, mas a própria imprensa ao longo do seu mandato, é responsável, ele próprio, por esta desconstrução, o que já foi mostrado por este blog Marco Aurélio d’Eça no post “Um Eduardo Braide da classe política, outro Eduardo Braide da população”.

– Nenhum político, aliado ou adversário do prefeito, nega que ele seja de difícil relacionamento: pouco integrado ao debate, distante de grupos e partidos, alheio às articulações e negociações por cargos e poder. Com essa visão que a classe política enxerga o prefeito. E a partir desta visão torce para que ele se dê mal com a população, não aceita que ele apareça bem posicionado; da mesma forma, os jornalistas que cobrem a política de São Luís – igualmente contrariados – tendem a repetir o discurso de torcida pelo fracasso da gestão – disse o texto de novembro.

É claro que o prefeito está colhendo o que plantou, em que pese o exagero do massacre midiático; e a tendência é que essa pancadaria só aumente com o período de chuvas e as histórias de carnaval.

Mas ainda dá tempo de corrigir os rumos…