0

Com convenção em plena segunda-feira, Braide repercute mais…

Primeiro colocado nas pesquisas deixa para realizar sua festa partidária após todos os principais adversários; e mostra seu cacife eleitoral reunindo a militância em pleno dia normal de trabalho em São Luís

 

Ao deixar para realizar sua convenção eleitoral depois de todos os seus principais adversários, o deputado federal Eduardo Braide (Podemos) cria uma nova expectativa em torno de si.

Além de realizar sua festa em uma inusitada segunda-feira de trabalho normal em São Luís, ele abriu espaço para naturais comparações entre a sua e as de Neto Evangelista (DEM), Duarte Júnior (PDT) e Rubens Pereira Júnior (PCdoB), já realizadas no fim de semana.

Até o momento, Braide tem o controle absoluto de sua campanha, atraindo apoio sem troca de favores, decidindo sobre sua vice e montando o palanque como imagina que deva ser.

O recado que saiu da sua convenção nesta manhã apontará para a nova fase da campanha, quando os embates se tornarão ainda mais duro.

E ele é o adversário a ser batido…

0

O desenho eleitoral em São Luís pós-convenções….

Candidatos deram a largada em suas campanhas com recados diretos ao eleitor, mas alguns mostraram contradição entre o discurso e a realidade da prática; Eduardo Braide e Neto Evangelista se espelham como adversários

 

Neto Evangelista mostrou que a força de sua estrutura partidária e militância tem cacife para levá-lo ao segundo turno

As convenções que oficializaram as candidaturas em São Luís, neste fim de semana, apontaram claramente o conceito que cada postulante representa na capital maranhense.

Desde a escolha do vice, passando pela festa da militância, até a forma da convenção mostraram como cada candidato pretende ser visto pelo eleitor – ou como foi visto diante do que ocorreu nos últimos dias.

Os candidatos Neto Evangelista (DEM) e Eduardo Braide (Podemos) – que realiza convenção nesta segunda-feria, 14 – parecem marcar um ao outro como adversário principal no pleito.

Tanto que a vice de Braide é uma espécie de espelho da vice de Evangelista.

 

Duarte Júnior ganhou força partidária com a entrada de Josimar de Maranhãozinho em sua campanha; mas carrega também o ônus de ter ao lado figura tão controversa

O outro polo principal da disputa é Duarte Júnior (Republicanos), que cometeu deslize conceitual ao acolher uma parente de Josimar de Maranhãozinho (PL) como companheira de chapa, destruindo o próprio discurso anti-filhotismo político.

Aliás, outro ponto marcante da convenção de Duarte: Josimar é hoje o comandante supremo da campanha – para o bem e para o mal. 

 

Rubens Júnior até se esforça para mostrar-se como candidato que se deva levar a sério, mas sua assessoria parece mais preocupada com a decoração da festa

Rubens Pereira Júnior (PCdoB) continua tentando mostrar-se como candidato que deve ser levado a sério, mas seus próprios releases de campanha mostram o contrário: o que dizer de uma notícia que dá destaque à decoração de uma convenção partidária?

Os demais candidatos cumpriram agenda formal realizando suas festas partidárias, cada um com o tamanho que vê de si mesmo.

Definidas as chapas e os times para a disputa, agora é aguardar o início da propaganda eleitoral e dos debates, para analisar-se a força dos recados dados nas convenções.

E se o eleitor os compreendeu de fato…

6

Pastor Fábio Leite reforça campanha de Eduardo Braide entre evangélicos

Ex-candidato a prefeito de São Luís e coordenador político da Igreja Assembleia de Deus, pré-candidato a vereador do Podemos tem presença marcante na atuação pública e nos bastidores da campanha do candidato a prefeito

 

A amizade com Braide abriu portas para o candidato do Podemos na Assembleia de Deus, o que nenhum outro líder político da denominação conseguiu neste processo eleitoral

Pré-candidato a vereador pelo Podemos, o pastor Fábio Leite é, atualmente, a liderança política ligada à Assembleia de Deus com maior penetração no segmento evangélico de São Luís.

Amigo pessoal e correligionário do candidato do Podemos a prefeito, Eduardo Braide, Leite é o responsável por torná-lo uma espécie  de quase-unanimidade no segmento, sobretudo na própria AD.

 

A amizade e confiança mútua com o pastor Coutinho fortaleceu o nome de Fábio Leite na Assembleia de Deus

Líder carismático, o pastor sobrepôs nestas eleições de São Luís até mesmo os políticos com mandatos na denominação, alcançando a confiança absoluta – e provavelmente o voto – do líder da igreja, pastor José Guimarães Coutinho.

Nenhuma outra liderança tem penetração no segmento como Fábio Leite, que goza também da confiança do próprio Eduardo Braide.

O que o torna, naturalmente, um dos principais nomes do Podemos à Câmara Municipal…

0

Convenção de Braide será em 14 de setembro, no Rio Poty Hotel

A candidatura do deputado federal Eduardo Braide a prefeito de São Luís será oficializada na próxima segunda-feira (14).

A convenção “PRA FRENTE SÃO LUÍS” com o Podemos, PSDB, PSC, PMN e PSD acontecerá no Rio Poty Hotel, a partir das 8 horas, para apresentar a chapa que concorrerá às eleições de 2020.

Os cinco partidos terão chapas completas de candidatos a vereadores de São Luís. São dezenas de lideranças comunitárias e religiosas, representantes de diversos segmentos e categorias profissionais que prometem fortalecer ainda mais a candidatura de Eduardo Braide.

Normas sanitárias

Em respeito às normas sanitárias, será realizada a aferição de temperatura, totens com álcool em gel estarão disponíveis para as pessoas, o uso de máscaras será obrigatório e o distanciamento deverá ser respeitado. 

Serviço:

O QUÊ: Convenção “PRA FRENTE SÃO LUÍS”.

QUANDO: 14 de setembro de 2020 (segunda-feira), a partir das 8 horas.

ONDE: Rio Poty Hotel.

0

Wellington conversa com Adriano Sarney…

Assediado por vários pré-candidatos, deputado estadual tucano que decidiu romper com o PSDB e com Eduardo Braide pode optar pelo candidato do PV para manter o discurso de oposição ao governo Flávio Dino

 

Após ser retirado da disputa pelo PSDB, Wellington virou asa costas para Braide e engata diálogo com Adriano em São Luís

Após forte assédio do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) – inclusive com ofertas pecuniárias – o deputado Wellington do Curso (ainda no PSDB) busca diálogo com o candidato do PV a prefeito, Adriano Sarney.

Uma eventual aliança com Adriano garantiria ao deputado oposicionista a manutenção do discurso contra o governo Flávio Dino (PCdoB), que tem adotado na Assembleia desde o primeiro mandato.

Adriano é um dos dois candidatos oposicionistas na disputa em São Luís; o outro é o próprio líder nas pesquisas, Eduardo Braide (Podemos), que caiu em desgraça com Wellington após fritura de sua candidatura no PSDB.

O cenário com o Sarney – a quem Wellington indicaria voto aos cerca de 10% dos eleitores que apoiavam sua candidatura – seria, assim, a opção mais adequada para o tucano no primeiro turno.

E no segundo turno, provavelmente, irá com qualquer um que enfrentar Braide…

1

“O verdadeiro protagonista desta eleição será o eleitor”, afirma Braide

Pré-candidato do Podemos falou à rádio Mirante AM nesta quarta-feira, 2, e avaliou que as pesquisas mostram a confiança do eleitor em seu nome; o deputado falou também do apoio do PSDB à sua candidatura

Eduardo Braide falou ao jornalista Jorge Aragão sobre o momento das eleições em São Luís

O pré-candidato a prefeito de São Luís, Eduardo Braide, disse nesta quarta-feira (2), em entrevista à Rádio Mirante AM, que conquistou a confiança das pessoas, demonstrada nas pesquisas de intenção de votos, com o trabalho que vem realizando há 10 anos.

“Fico honrado de ver meu nome bem cotado na preferência do eleitorado. Isso demonstra o desejo da população em ter uma nova forma de administrar São Luís, e aumenta a nossa responsabilidade em torná-la uma cidade melhor de viver”, enfatizou.

Além de avaliar os resultados das pesquisas que o colocam como líder na preferência do eleitor de São Luís, Eduardo Braide respondeu a vários outros questionamentos feitos pelo radialista Jorge Aragão no programa Ponto Final, que realiza uma série de entrevistas com os pré-candidatos a prefeito da capital.

“Foi mais uma excelente oportunidade de poder conversar com a população sobre os nossos planos de desenvolvimento para São Luís nos próximos quatro anos. Estou preparado para ser prefeito da nossa cidade. Já demonstrei que tenho a capacidade de trazer recursos para que São Luís possa avançar em diversas áreas”, destacou o pré-candidato.

Eduardo Braide citou que, como deputado, já viabilizou recursos para investimentos importantes na área da saúde e da educação, e que nesse período da pandemia destinou emenda de R$ 2 milhões para o governo do Maranhão e R$ 1 milhão para a Prefeitura de São Luís, para garantir melhor assistência do poder público à população da capital e do estado.

Questionado sobre as críticas de seus adversários à sua gestão na CAEMA, em 2005, Eduardo Braide disse que, em apenas um ano e meio, deixou marcas importantes como dirigente do órgão, entre elas a realização de concurso público para mais de mil vagas, o maior da história da empresa, e a implantação do programa “Água em minha casa”, que beneficiou e elevou o Índice de Desenvolvimento Humanos (IDH) dos 100 municípios mais pobres do Maranhão.

“Durante a minha gestão não ocorreram greves de servidores da Caema, e deixei o cargo com todas as contas aprovadas, sem responder a nenhum processo. Sinto muto orgulho de ter sido um dos gestores mais jovens da história da companhia, e tenho absoluta certeza do quanto contribuí para o engrandecimento da empresa”, ressaltou.

Apoio do PSDB

Sobre a decisão do PSDB de apoiar a sua pré-candidatura a prefeito de São Luís, Eduardo Braide lembrou que esse acordo foi firmado em 2018.

“Essa parceria foi anunciada publicamente naquela época, tanto na convenção do PSDB quanto na do PMN, meu antigo partido, inclusive com a presença do deputado Wellington do Curso. Sempre falamos abertamente sobre a manutenção desse acordo. Todo o Maranhão sabia que o PSDB apoiaria a minha candidatura nestas eleições. Então, não houve nenhuma traição”, esclareceu.

Eduardo Braide acrescentou que vai continuar de portas abertas para Wellington do Curso e todos que queiram o bem de São Luís, mas fez questão de ressaltar que “ninguém é dono do voto de ninguém. O eleitor é livre para decidir qual o melhor caminho para a cidade a cada nova eleição”.

Para o pré-candidato, o verdadeiro protagonista destas eleições será o eleitor, que tem demonstrado já ter a convicção de qual o futuro deseja para a cidade nos próximos quatro anos.

0

Desenhos de chapa em 2020 acenam para 2022

Alianças formadas em torno dos candidatos Eduardo Braide, Neto Evangelista e Duarte Júnior levam a especulações de remontagens eleitorais com vistas também às eleições para governador, envolvendo os principais candidatos

A aliança MDB e PDT em torno do candidato do DEM, Neto Evangelista, põe Roseana e Weverton no mesmo palanque em 2020, o que pode se repetir em 2022

O apoio do PSDB a Eduardo Braide (Podemos), do MDB a Neto Evangelista (DEM) e do PL a Duarte Júnior (Republicanos) nas eleições de 2020, acena para as eleições de 2022.

Tanto o comandante do PSDB, senador Roberto Rocha, quanto a principal líder do MDB, ex-governadora Roseana Sarney, têm interesse na sucessão do governador Flávio Dino (PCdoB), assim como o deputado federal Josimar de Maranhãozinho e o vice-governador Carlos Brandão (PRB).

Desde que o MDB declarou apoio a Neto, que tem apoio também do PDT, especula-se a formação de uma chapa com o senador Weverton Rocha governador/Roseana senadora em 2022, o que certamente repercutira em todo o Maranhão.

Da mesma forma, o apoio do PL a Duarte, põe o deputado Josimar ao lado do vice-governador Carlos Brandão, que deve concorrer no cargo ao governo.

O senador Roberto Rocha está de olho em 2022 quando declara apoio a Braide, que também é cotado para a mesma eleição

Por outro lado, o senador Roberto Rocha articula 2022 quando declara apoio a Eduardo Braide; o senador, que parece não querer disputar a reeleição, sonha com a vitória de Braide e seu apoio para governador.

Ocorre que, entre os aliados do candidato do Podemos, já há quem o aponte, em caso de vitória, também como potencial candidato ao governo.

Mas esta é uma outra história…

1

Pré-candidatos veem arbitrariedade do PSDB contra Wellington

Postulantes à Prefeitura de São Luís entendem que a decisão do partido comandado pelo senador Roberto Rocha fere a democracia e expõe a fragilidade da relação partidos/classe política

 

Wellington teve a candidatura simplesmente arrancada da disputa em São Luís pelo senador Roberto Rocha; repercussão é negativa entre os pré-candidatos

Repercutiu negativamente ente os próprios adversários do deputado estadual Wellington do Curso a decisão do seu partido, o PSDB, de rifá-lo da disputa em São Luís em, favor do pré-candidato Eduardo Braide (Podemos).

Disputando o seguindo lugar na capital maranhense – e com chances de chegar ao segundo turno, Wellington teve a legenda negada pela família do senador Roberto Rocha, que controla o PSDB.

A decisão da família Rocha gerou uma rede de solidariedade dos pre-candidatos em defesa de Wellington, alguns com manifestações públicas.

O pré-candidato do PROs, Dr. Yglésio, viu na decisão tucana uma arbitrariedade.

– Arbitrária a forma como Wellington foi arrancado da disputa para favorecer o candidato que ninguém vê, não discute São Luís e não se posiciona – provocou Yglésio, numa referência direta a Eduardo Braide.

Pré-candidato pelo PSB, Bira do Pindaré lembra que também foi vítima nas eleições de 2016; naquela época, o PSB era comandado por Roberto Rocha, que decidiu rifar Bira para apoiar exatamente Wellington (então no PP).

Outros candidatos lamentaram a forma de retirada de Welljngton, mas ainda nãos e manifestaram publicamente.

De qualquer forma, a repercussão tem sido negativa para o PSDB neste primeiro momento…

0

“Fator Eduardo Braide” é argumento contra Eduardo Braide…

Candidatos querem usar história das eleições de 2016 – quando o atual líder das pesquisas largou com 2% para chegar ao segundo turno – e mostrar que ainda é possível surpreender nas eleições de 2020

 

Carlos Madeira tem potencial de crescimento caso consiga a aliança com o MDB; e quer usar o chamado “fator Eduardo Braide” como exemplo

Em 5 de maio de 2016, no início da campanha eleitoral daquele ano, o blog Marco Aurélio D’Eça publicou o post “O fator Eduardo Braide…”.

Tratava-se de uma análise sobre as chances do então desconhecido candidato a prefeito, que registrava apenas 2% nas intenções de voto e chegou ao segundo turno.

– Nesta disputa, em que há candidatos de todo tipo – dos mais midiáticos aos mais folclóricos; dos mais estruturados aos mais aventureiros – Braide pode ser o canalizador dos formadores de opinião, capitalizando os quase 35% do eleitorado ainda inseguro quanto às opções oferecidas – apontava o blog, à época.

Passados quatro anos, Eduardo Braide é o favorito para vencer as eleições de novembro – com chances de ganhar,. inclusive, em primeiro turno; mas muitos candidatos já se utilizam do seu fator de 2016 para acreditar em 2020.

O juiz aposentado Carlos Madeira (Solidariedade) é um desses candidatos.

Madeira tem tanto preparo quanto Braide,  é pouco conhecido da população e começou por baixo non pleito, podendo ser alavancado com uma aliança com o MDB.

Detalhe: a eleição de 2020 registra não apenas 35% de indecisos, como em 2016, mas 56%.

É exatamente nesta massa de eleitores que o juiz aposentado pretende focar para usar o fator Braide nas eleições de novembro.

E acredita que, com este fator, chegará ao segundo turno…

0

“Time cada vez mais forte”, diz Braide sobre apoio do PSDB…

Líder em todas as pesquisas de intenção de votos, com chances de vencer em primeiro turno, candidato do Podemos recebeu o apoio dos tucanos, que retiraram a candidatura do deputado estadual Wellington do Curso

 

Ao lado de outros dirigentes do PSDB, Roberto Rocha Júnior anunciou a retirada da candidatura de Wellington do Curso, que, segundo ele, não conseguiu avançar com seu projeto

O pré-candidato do Podemos a prefeito de São Luís, deputado federal Eduardo Braide, manifestou-se nesta sexta-feira, 28, nas redes sociais, após o PSDB anunciar a retirada da candidatura de Wellington do Curso.

– Fico feliz em dizer a vocês que agora temos o apoio do PSDB! Agradeço ao partido e seu presidente, o senador Roberto Rocha, pela confiança em nosso projeto para fazer uma São Luís melhor. O nosso time está cada vez mais forte e não para de crescer! – comentou, nas redes sociais.

O anúncio da retirada da candidatura de Wellington do Curso foi feito na manhã de hoje, em entrevista coletiva com o presidente municipal tucano, ex-vereador Roberto Rocha.

Na justificativa, Rocha Júnior declarou que – mesmo disputando a segunda posição nas pesquisas – Wellington não conseguiu avançar com seu projeto.

O dirigente tucano disse não saber se Wellington irá seguir o caminho do PSDB…