1

César Pires requer informações oficiais sobre situação de barragens no Maranhão

O deputado César Pires vai requerer à Secretaria de Estado do Meio Ambiente (SEMA) e à Agência Nacional das Águas (ANA) informações atualizadas sobre a situação das barragens existentes no Maranhão, e seus respectivos planos de prevenção de acidentes. Para o parlamentar, a tragédia ocorrida em Brumadinho serve de alerta e a Assembleia Legislativa deve atuar para garantir a segurança dos maranhenses.         

“Às vezes, sequer damos importância para o fato de que o Maranhão também tem barragens que precisam ser examinadas. A título de esclarecimento, o relatório da ANA identifica que há, no Maranhão, 74 barragens de acúmulo de água e sete de resíduos industriais, sendo que três já estão recuperadas, ou seja, com a vegetação restabelecida.Mas restam quatro em alto risco”, destacou ele.

César Pires disse ser preciso ter informações técnicas atualizadas sobre o estado em que se encontram as barragens da Alumar, em São Luís; a do Bacanga, que é de responsabilidade do Governo do Estado; e a do rio Flores, no município de Josêlandia, que é de competência do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS).

Pelo Relatório de Segurança de Barragens elaborado pela ANA em 2017, os principais entraves relativos à implementação da Política Nacional de Segurança de Barragens no âmbito da Secretaria de Meio Ambiente do Maranhão “residem na ausência de informações técnicas de alguns barramentos, mesmo após a solicitação desses dados aos empreendedores, e nas dificuldades de regularizar as barragens existentes no estado”.

“O que verificamos em Brumadinho foi uma tragédia causada por relatórios sem consistência, falta de fiscalização, inércia governamental e da iniciativa privada. E é por isso que precisamos de informações técnicas atualizadas sobre as barragens da Alumar, do Bacanga e do rio Flores, por seu alto potencial de risco, para que possamos fiscalizar e cobrar ações preventivas que evitem a perda de tantas vidas”, enfatizou César Pires.

O deputado finalizou ressaltando que o governo federal já publicou portaria determinando a fiscalização e recuperação de barragens sob sua responsabilidade,incluindo a do rio Flores, “onde as comportas, segundo relatos que eu ouvi ontem, estão extremamente fragilizadas e podem inundar toda aquela área do Baixo Mearim”.

0

Leonardo Sá estreia na tribuna da Assembleia e fala sobre sua trajetória política

Leonardo Sá na tribuna da Assembleia: histórico da carreira

Pela primeira vez o Deputado Estadual Dr. Leonardo Sá (PR), usou a tribuna da casa Legislativa do Maranhão na sessão ordinária de hoje 07, dirigindo-se ao povo como deputado eleito, reafirmando seu compromisso com a população Maranhense e prometendo ser atuante em busca de desenvolvimento para o estado.

O jovem médico contou um pouco sobre sua trajetória política, e suas disputas no município de Pinheiro localizado na região da Baixada Maranhense, onde foi vereador por dois mandatos consecutivos e disputou como candidato a prefeito nas eleições de 2016.

Dr. Leonardo Sá foi votado em mais de 20 municípios pelo Maranhão, só em Pinheiro obteve mais de 11 mil votos, demonstrando liderança e força na Baixada, sendo eleito para o mandato de 2019 a 2022.

Em seu discurso enfatizou não aceitar imposições que não sejam de acordo com seu caráter.

“Sou uma pessoa de bom trato e bom relacionamento, com facilidade de firmar compromissos através de conversas e entendimentos salutares ao parlamento e as causas Maranhenses. Gosto de respeitar a todos, o espaço e a forma de pensar, justamente por isso tenho extrema dificuldade em aceitar imposições que venham de cima para baixo, que não batam de acordo com meu caráter”, esclareceu.

Falou também sobre o seu comprometimento e a sua vontade de trabalhar pelo povo.

“Chego a esta casa com muita vontade de trabalhar pelo povo do meu estado, trazendo na bagagem um aprendizado que adquiri nesses meus 15 anos trabalhando como médico, que para mim é primordial, cuidar das pessoas”.

2

O precoce desgaste de Duarte Júnior na Assembleia…

Jovem parlamentar parece sem clima entre os colegas de parlamento – nem tanto pelo ataque grosseiro ao colega César Pires, mas por causa de ações ainda da campanha – e corre risco de perder a posição que mantém no Procon-MA

 

EU ESTOU AQUI! Bordão de Duarte Júnior em sua estreia na Assembleia provocou reações de parlamentares

Tido como revelação da política maranhense, após sua midiática atuação no Procon-MA, o deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB) vive um precoce desgaste entre os próprios aliados na Assembleia Legislativa.

Desde sua estreia no debate – com agressões gratuitas ao veterano César Pires (PV) – Duarte viu o tamanho do seu prestígio entre os membros da própria base governista, quando nenhum dos colegas saiu em sua defesa na Casa.

Além disso, o deputado comunista começa a ver sair de suas mãos o controle do Procon-MA, hoje comandado por sua parceira Karen Barros.

De acordo com o blog do Jorge Aragão, deputados de alto coturno cobraram do governador Flávio Dino (PCdoB) o fato de Duarte ser o único da base a manter posições no governo, mesmo após eleger-se.

TERRITÓRIO OCUPADO. Flávio Dino entre Karen e seu companheiro Duarte; Procon-MA é alvo de aliados

E o colega Diego Emir revelou que a atual diretora do Detran-MA, Larissa Abdalla, é cotada para assumir o órgão que hoje está sob controle do deputado comunista. (Leia aqui)

A solução para alguns aliados de Dino, era voltar o próprio Duarte Junior para o comando do Procon-MA, mesmo que, para isso, o órgão ganhe status de secretaria.

Assim, Duarte manteria sua posição no governo e a Assembleia se livraria dele.

Triste começo para um jovem que pretende renovar a política…

2

Sobre nomes e sobrenomes…

Enquanto Zé Inácio acrescenta o Lula em seu nome parlamentar oficial – numa demonstração de orgulho petista – Adriano retira o Sarney, o que gerou comentários nos bastidores da Assembleia

 

Zé Inácio decidiu acrescentar o “Lula” ao seu nome parlamentar, num gesto repetido por petistas em todo o país

Um fato curioso chamou a atenção na sessão solene de abertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa, na tarde desta segunda-feira, 4.

Quem observou mais atentamente o painel eletrônico do plenário, pôde ver que o nome parlamentar do deputado Zé Inácio (PT) agora vem acrescido de um “Lula”.

Ou seja, o petista deve ser chamado agora pelo nome Zé Inácio Lula, como se pode ver no painel atrás dele.

Adriano Sarney agora usa apenas o Adriano como seu nome parlamentar, como mostra o painel da Assembleia

Por outro lado, o deputado Adriano decidiu suprimir o Sarney do sobrenome e agora assina apenas com o primeiro nome.

Neto do ex-presidente José Sarney, filho do ex-ministro e ex-deputado federal Sarney Filho, e sobrinho da ex-governadora Roseana Sarney, Adriano decidiu suprimir o sobrenome logo após as eleições de outubro, mas não há uma explicação oficial para isso.

A mudança ou mesmo a alteração dos nomes de personalidades ocorre, na maioria das vezes, por orientação de numerologistas e marqueteiros – mas há casos também relacionados à política.

Deve ser esse o caso dos dois deputados maranhenses…

0

Rafael Leitoa será o líder do governo Flávio Dino na AL…

Parlamentar, que será o único representante de Timon nesta legislatura foi anunciado pelo vice-governador Carlos Brandão, durante sessão solene

 

Rafael Leitoa com Othelino Neto: único representante de Timon e líder do governo

O vice-governador Carlos Brandão (PRB) anunciou na tarde desta segunda-feira, 4 o deputado Rafael Leitoa (PDT) como novo líder do governo Flávio Dino (PCdoB) na Assembleia Legislativa.

Brandão representou o governo na sessão solene e informou a Casa da decisão.

Leitoa vai comandar uma bancada de cerca de 37 parlamentares.

– O deputado Rafael atuou de forma decisiva para aprovação destas medidas na Legislatura passada. Tenho certeza que agora na condição de líder ele será um porta-voz dessa visão do governo do rumo que o Maranhão deve permanecer a trilhar, na direção correta buscando o cumprimento de metas sociais – reforçou o governador Flávio Dino, durante a indicação, que ocorreu no Palácio dos Leões.

Único representante de Timon nesta legislatura na Assembleia Legislativa, Rafael Leitoa vai para o segundo mandato de deputado estadual.

A última vez que Timon teve apenas um representante em São Luís foi em 2013, quando o então deputado estadual Luciano Leitoa (PSB) renunciou ao mandato para assumir a Prefeitura da Cidade, ficando apenas Alexandre Almeida com a representação do município na capital.

Ainda assim foi por pouco tempo, uma vez que na legislatura de 2015-2018 Rafael Leitoa e Alexandre estiveram juntos na Assembleia Legislativa.

1

Glalbert Cutrim agora é o 1º vice da Assembléia…

A eleição do deputado estadual Glalbert Cutrim (PDT), como 1º vice-presidente da mesa diretora da Assembleia Legislativa, mostrou o peso político conquistado pelo parlamentar durante seu primeiro mandato.

Neste biênio, o deputado terá a responsabilidade de substituir, sempre que solicitado, o presidente Othelino Neto (PCdoB), eleito por unanimidade, na sexta-feira, 01.

Aos 30 anos, Glalbert chega a 1º vice após ocupar os principais cargos no Legislativo Estadual.

No inicio de seu primeiro mandato, foi eleito 2º vice-presidente na chapa do saudoso deputado Humberto Coutinho (PDT).

Também presidiu as duas mais importantes comissões do Poder Legislativo, a primeira, Comissão Orçamento, Finanças, Fiscalização e Controle e por último, Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania.

Fora do Legislativo, foi indicado para compor a Direção Nacional do PDT, conquistou espaço no partido e teve participação importante na articulação que elegeu o prefeito Erlânio Xavier na eleição da Famem, no último dia 30.

0

Imagem do dia: a emocionante posse de Andreia Martins Rezende

Após traumático acidente de carro durante a campanha de 2018, deputada estadual assumiu mandato e elegeu-se para a 1ª secretária da Mesa Diretora da Casa, em sessão nesta sexta-feira

 

Andreia feliz da vida após ser empossada deputada estadual

A deputada estadual Andreia Martins Rezende (DEM) protagonizou um dos mais emocionantes momentos da sessão de posse da Assembleia Legislativa, nesta sexta-feira, 1º.

De cadeira de rodas – ainda se recuperando do acidente de carro que sofreu em plena campanha de 2018 – a parlamentar fez questão de estar presente; e agradeceu ao ato de ser uma das oito novas deputadas maranhenses.

A nova parlamentar com os colegas de Assembleia Legislativa

– Deus provou que estava do meu lado e me deu a sorte de estar vivendo esse momento de ser uma das 8 deputadas do Maranhão. Eu fico verdadeiramente honrada e agradecida – declarou. 

O Maranhão ganha, além da renovação política, a força de uma mulher que se superou para o debate das questões estaduais…

0

Othelino Neto entra no jogo de 2022…

Reconduzido à presidência da Assembleia por aclamação, deputado passa a ser também nome para a sucessão do governador Flávio Dino, levando em consideração os cenários que se desenham a partir de agora

 

Othelino Neto passa a ser um dos homens-chave para a sucessão de Flávio Dino em 2022

Aclamado nesta sexta-feira, 1º, presidente da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) é, desde hoje, um dos nomes de peso para a sucessão do governador Flávio Dino, em 2022.

Ele se junta ao vice-governador Carlos Brandão (PRB), ao senadores Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS), e ao prefeito de São Luís Edivaldo Júnior (PDT) como opção do grupo.

É claro que a opção Othelino se dará por uma conjunção de fatores – passando pela sucessão de Edivaldo Júnior, em 2020, até a sua eventual reeleição na Casa, em 2021 – mas há alta possibilidade de se dar esta conjunção.

Caso se mantenha no comando da Assembleia a parir de 2021 – o que seria absolutamente natura, nas atuais circunstâncias – Othelino entra na linha de sucessão do governo Dino.

E passará a ser, ao lado de Carlos Brandão, o vice, opção tanto para o Tribunal de Contas do Estado quanto para a própria sucessão de Dino.

Se Brandão aceitar o TCE, Othelino será o sucessor direto de Flávio Dino, caso este se desincompatibilize para concorrer em 2022. 

E a partir desta posse, o próprio deputado terá condições de construir sua reeleição.

O case envolvendo Othelino Neto é apenas um dos inúmeros que podem ocorrer a partir da reeleição de Flávio Dino, em 2018.

E reforça a ideia de intensas emoções políticas no Maranhão nos próximos quatro anos…

0

Mulheres serão maioria na Mesa da Assembleia em 2019…

Do blog de Diego Emir

Definidas as últimas duas vagas em aberto na composição da Mesa Diretora, ficou certo que as mulheres vão ser a maioria no comando da Assembleia Legislativa. O presidente Othelino Neto terá a companhia seis mulheres que vão se dividir entre os cargos de vice-presidente, secretárias e procuradoria da Mulher.

Detinha, esposa de Josimar de Maranhãozinho, ocupará a segunda vice-presidência; dra Thaysa Hortegal, esposa de Luciano Genésio, estará na terceira vice-presidência; Andreia Rezende, esposa de Stênio Rezende, será a primeira secretária; Cleide Coutinho, viúva de Humberto Coutinho, será a segunda secretária; Daniela Tema, esposa de Cleomar Tema, será a quarta secretária e Ana do Gás será a Procuradora da Mulher.

A forte presença das mulheres, mostra que as deputadas podem desempenhar um papel de protagonismo na atual legislatura.

Além das deputadas vão ocupar a Mesa Diretora, Glalbert Cutrim que está em seu segundo mandato e será o primeiro vice-presidente; Arnaldo Melo ou Roberto Costa ficam com a quarta vice-presidência e o novato Pará Figueiredo será o terceiro secretário.

1

Oposição bate cabeça no início dos trabalhos da Assembleia…

Sem liderança consistente no comando da bancada, deputados não-alinhados ao projeto do comunista Flávio Dino entram numa disputa fratricida por espaços de poder na Mesa Diretora da Casa

 

PARTE DOS DEPUTADOS DE OPOSIÇÃO com Othelino Neto: gestos comezinhos e a eterna disputa de vaidades

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa chegou ao fim do primeiro mandato do governo Flávio Dino de forma melancólica, esfacelada, com vários membros não reeleitos e sem um norte claro de comando.

E inicia a novo ciclo político de quatro anos ainda mais reduzida e dividida.

A guerra aberta entre os deputados Roberto Costa e Arnaldo Melo (ambos do MDB) por uma das inúmeras vice-presidências da Casa demonstra a falta de unidade da bancada no pós-Sarney.

Deputados experientes, como César Pires e Rigo Teles (PV), além dos próprios Melo e Costa, deveriam atuar para unificar a reduzidíssima tropa oposicionista, não dividi-la.

Até por que, no fim das contas, a importância do posto disputado na conjuntura da Assembleia é apenas o de turbinar o contracheque.

COM ARTICULAÇÃO E ESPAÇOS PRÓPRIOS, Roberto Costa tenta chegar à Mesa Diretora contra seus pares de bancada

Na legislatura passada – ainda que com remotas perspectivas de poder – a bancada de oposição, que tinha nomes como Andréia Murad (PRP), Eduardo Braide (PMN), Max Barros (DEM) e Sousa Neto (PRB), sofreu com ciumeiras e disputas internas por liderança e espaços midiáticos.

Se continuar numa guerra fratricida por nacos de poder e vaidades, reforçará a ideia de insignificância que ficou com a fragorosa derrota nas urnas.

E, e quiser, tem líderes experientes para evitar este racha…