2

Base do PT pró-Weverton prepara novo movimento em São Luís

Formado pelo diretório municipal do partido na capital maranhense e petistas de todos os 217 municípios – com participação de membros da Fetaema, da CUT, do Sindsep e de outros segmentos sociais –  grupo se mobilizará em defesa da chapa Lula/Weverton nas eleições de outubro

 

Weverton reúne petistas de todo o maranhão e membros de movimentos sociais e sindicais em torno de sua candidatura; e é o preferido de Lula para o governo

O PT de São Luís, presidido pelo ex-vereador Honorato Fernandes, prepara novo evento para consolidar o grupo petista que defende abertamente a  chapa Lula (PT) e Weverton Rocha (PDT).

Com forte base nos movimentos sociais, sindicatos e com ampla base na classe trabalhadora, o movimento petista reúne membros do PT de todo o Maranhão; além disso tem forte participação em entidades como a CUT, a Fetaema, o Sindsep e dezenas de outras entidades da classe trabalhadora.

Um dos primeiros eventos da base do PT pró-Weverton foi realizado no início de março, na sede da Fetaema, no Araçagy, quando reuniu petistas de todos os 217 municípios; o próximo evento será organizado para definir a data de inauguração da sede do comitê “PT com Weverton e Lula”.

Além de Honorato Fernandes, o grupo reúne outros petista de peso, como o ex-secretário de Esportes Márcio Jardim, o professor e sociólogo Paulo Romão, pré-candidato a senador pelo PT, além de vereadores, ex-vereadores, ex-candidatos a prefeitos e dirigentes de diretórios municipais no Maranhão inteiro.

O argumento para defender a candidatura de Weverton, segundo Honorato Fernandes, é a preferência que o próprio Lula já manifestou em relação ao senador, que sempre atuou no campo progressista, inclusive, em defesa do próprio Lula.

O comitê de petistas com Lula e Weverton devem apresentar teses no encontro de tática do PT, que definirá os rumos do partido nas eleições de outubro.

3

“O povo contra as elites tradicionais”, diz Weverton, sobre eleições de outubro

Ao falar a membros do PT de todo o Maranhão, em evento na quarta-feira, 20, pré-candidato do PDT ao governo destacou que as fotos de encontros dos seus principais adversários mostram que as velhas práticas políticas estão de volta ao estado

 

A classe trabalhadora, os movimentos sociais, sindicatos e representações do campo, da cidade e dos povos negros e indígenas estão ao lado de Weverton contra as elites tradicionais maranhenses

O senador Weverton Rocha (PDT) definiu, na quarta-feira, 20, em encontro com petistas maranhenses, o tom de como será as eleições de outubro, em que a população estará claramente contra a imposição das elites tradicionais maranhenses.

– Antigas elites políticas estão de volta. Basta ver as fotos de quem está comandando o governo, que já nasce fracassado pelas velhas práticas – afirmou Weverton.

Embora não tenha citado nomes, o senador se referia ao governador-tampão Carlos Brandão, que trouxe de volta ao poder figuras já consideradas superadas na política maranhense, como o ex-governador José Reinaldo Tavares, os ex-deputados Anderson Lago, Marcone Farias, Nan Souza, os ex-prefeitos de São José de Ribamar, Luiz Fernando Silva, e de Imperatriz, Sebastião Madeira, além de diversos remanescentes do antigo Grupo Sarney.

Aos petistas e convidados de outros partidos do campo progressista presentes ao encontro do PT, Weverton destacou que essa relação “povo contra elite” fica clara quando se vê sua base de apoio, formada, sobretudo, por segmentos dos trabalhadores, movimentos sociais, sindicais e do campo.

– É a luta do povo contra as elites; e não é apenas uma luta de classes, mas de gerações – afirmou o senador.

A imagem acima mostra a cara do governo-tampão de Carlos Brandão, com a volta de velhas práticas políticas da elite tradicional maranhense, agora encastelada no Palácio dos Leões

Até mesmo o PT, que organizou o encontro com Weverton, mostra-se dividido socialmente nestas eleições.

Do lado de Brandão está a elite do partido, dirigentes com altos caros no Palácio dos Leões para si e para familiares; já com Weverton, estão o que ele chama de petistas-raiz, aqueles da base partidária, que atuam diretamente nas ruas e na luta da classe trabalhadora, no campo, na cidade, nas comunidades quilombolas e terras indígenas em todo o Maranhão.

E a disputa “povo X elite tradicional” se vê também na própria imprensa.

Uma parte da mídia, envelhecida, defende velhas práticas e tenta dar suporte aos antigos grupo que dominaram o governo-tampão; do outro lado, está a parte mais progressista da mídia, que sempre atuou em defesa da sociedade e da inclusão social, tanto nos governos Sarney, quanto Jackson, José Reinaldo ou mesmo Flávio Dino.

Para Weverton, essa união popular e progressista fará a diferença na disputa contra as famílias e grupos tradicionais que voltaram ao poder com Brandão.

Numa batalha de classes e de gerações…

4

Weverton recebe apoio do PT nos 217 municípios maranhenses

Petistas ligados aos diretórios municipais, a entidades do segmento social, aos sindicatos e à luta dos trabalhadores reuniram-se nesta quarta-feira, 20, com o senador pedetista para reafirmar apoio à chapa Lula/Weverton nas eleições de outubro, mesmo diante da compra de apoios promovida pelo Palácio dos Leões

 

Weverton reforçou seu compromisso com as lutas dos trabalhadores e do povo, na guerra contra as elites do Maranhão

 

Representantes do PT em todos os 217 municípios maranhenses estiveram nesta quarta-feira, 20, na sede da Fetaema, no Araçagy, para hipotecar apoio ao senador Weverton Rocha (PDT) e ao ex-presidente Lula (PT) nas eleições de outubro.

O levantamento dos presentes foi feito pela coordenação do evento, capitaneado pelo presidente do diretório petista em São Luís, Honorato Fernandes, e pela presidente da Fetaema, Ângela de Souza; a militância petista reforçou a unidade da chapa Lula/Weverton como representante legítima do campo progressista.

– Nosso desafio é fazer com que a pessoa, o eleitor comum, se veja na imagem de um candiato a governador. E Weverton tem isso. Tem a minha cor, o meu cheiro. Tem posição ao lado do povo, da classe trabalhadora – afirmou Honorato.

O ex-vereador de São Luís fez questão de ressaltar que a pressão do Palácio dos Leões não fará o PT mudar sua posição histórica, ainda que alguns petistas aceitem ser cooptados pela candidatura do governador-tampão Carlos Brandão (PSB).

– Do outro lado tem aqueles que pensam que, fazer política é apenas – quando chega o período eleitoral – botar preço em nossa militância para tê-la ao seu lado – afirmou o vereador.

Além do PT, Weverton tem apoio de outros segmentos da esquerda, como setores do PSOL, da Rede, dos movimentos sociais, do sindicalismo e da classe trabalhadora

Weverton ressaltou a importância de estar entre os que ele sempre esteve ao lado, lembrando que a eleição de outubro será claramente a disputa do povo contra as elites tradicionais do Maranhão.

– E não é apenas uma luta de classes, mas de gerações. Basta ver as fotos para se notar de que lado estão as elites e de que lado está o povo – afirmou o senador.

Durante toda a manhã, petistas de todos os municípios foram ao palco para manifestar seu apoio a Lula e a Weverton; além deles, participaram também representantes do PSOL, da Rede Sustentabilidade, do PROS e do União Brasil, partidos que estão apoiando o senador do PDT.

Representantes de movimentos sindicais e sociais também defenderam a chapa Lula/ Weverton…

0

Eliziane debate prioridades do mandato no Senado com movimentos sociais

A parlamentar garante que o diálogo com todos os setores da sociedade será permanente durante todo o seu mandato

 

A defesa dos direitos da infância, juventude, idoso, mulher, pessoas com deficiências e minorias foi a pauta do debate realizado pela deputada federal e senadora eleita Eliziane Gama com os movimentos sociais na tarde desta segunda-feira, dia 12 de novembro.

O encontro foi realizado no auditório da Defensoria Pública e contou com a presença do Defensor Geral do Estado, Dr. Alberto Bastos.

O evento contou com a participação de líderes de mais de 40 organizações que apresentaram seus pleitos e pediram para que a parlamentar defenda no Senado temas importantes para o Maranhão como saúde, segurança, meio ambiente, acessibilidade, direitos humanos, entre outros.

Eliziane informou que esse foi o primeiro encontro após a eleição e que o diálogo com os representas de todos os setores da sociedade será permanente durante o seu mandato no Senado Federal.

“Quando me candidatei senadora busquei o diálogo com todos os movimentos sociais para a construção da nossa plataforma do mandato. Todos deram contribuição durante a campanha e nestes oito anos mandato vamos nos dedicar e manter o diálogo. Esse nosso comprometimento é também pactuado com o governador Flávio Dino”, enfatizou Eliziane Gama.

5

Eliziane recebe apoio de petistas e movimentos sociais…

Candidata do PPS reuniu-se ontem em São Luís com militantes do PT, coordenados pelo dirigente partidário Joab Jeremias, e com membros de movimentos sociais, que reforçaram o apoio

Ao lado do vice, José Joaquim, Eliziane fala aos petistas e atores sociais sobre suas propostas

Ao lado do vice, José Joaquim, Eliziane fala aos petistas e atores sociais sobre suas propostas

A candidata do PPS à Prefeitura de São Luís reuniu-=se na noite desta quarta-feira, 14, com representantes do Partido dos Trabalhadores e membros de movimentos sociais, que declararam apoio à sua candidatura.

– Foram mais de 100 militantes presentes no ato, mostrando que os petistas apoiam Eliziane – declarou o dirigente partidário Joab Jeremias.

Jeremias com os miltantes: articulador do evento

Jeremias com os miltantes: articulador do evento

Além dos filiados ao PT, o encontro reuniu membros de vários movimentos sindicais de diversos segmentos, associações e líderes comunitários, totalizando mais de 200 lideranças.

– Foram dois eventos em um só. a adesão dos petistas e dos movimentos sociais – explicou Joab.

O auditório do Grand São Luís Hotel ficou lotado

O auditório do Grand São Luís Hotel ficou lotado

No encontro, Eliziane Gama falou de suas posições político-ideológicas e das propostas que se encaixam no conceito dos movimentos sociais, que sempre foi uma de suas bandeiras parlamentares.

A candidata do PPS esteve acompanhada do vice, vereador José Joaquim (PSDB)…

5

Pedetistas isolados querem criar movimento político…

Isolado no debate sobre a sucessão de São Luís, o grupo do presidente do PDT maranhense, Igor Lago, quer influenciar o processo, agora com um tal “Movimento Pela Nova Política”.

A idéia é tentar criar um ambiente para discussão, como forma de contraponto ao tripé já formado pelos principais candidatos a prefeito – João Castelo (PSDB), Max Barros (PMDB) e Flávio Dino (PCdoB).

Igor tem como ponta-de-lança no projeto o ex-secretário-geral do PDT, Cândido Lima (ex-PSDB), mas reúne também figuras controversas, como o publicitário Erionaldson Castro (PT).

Agora, o “Movimento Pela Nova Política” chamou a deputada estadual Eliziane Gama (PPS), que já está articulada com o grupo formado por PCdoB, PSB e PP.

Derrotado no debate interno no PDT, o filho do ex-governador Jackson Lago tenta participar  do debate eleitoral, ainda que como observador social.

Por isso a idéia do movimento…