2

O futuro de Lula…

Superior Tribunal de Justiça julga nesta terça-feira, 23, recurso da defesa, que pode resultar em redução de pena e consequente liberdade ao ex-presidente

 

O Superior Tribunal de Justiça julga nesta terça-feira, 23, recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio lula da Silva (PT), que pode significar a sua liberdade.

A defesa pede que seja desconsiderada da condenação do ex-presidente o crime de lavagem de dinheiro, o que pode reduzir sua pena.

Neste caso, Lula entraria no regime semiaberto ainda em 2019.

Se os ministros analisarem outros aspectos da condenação – e entenderem por abusivos os termo da decisão do ex-juiz Sérgio Moro, confirmada no TRF-4 – Lula poderá deixar a cadeia imediatamente.

Este recurso do petista nada tem a ver com o julgamento, pelo Supremo Tribunal Federal, da tese contra a prisão de condenados em segunda instância.

Neste caso específico do STF, se a prisão em segunda instância for considerada inconstitucional, Lula, além de ser solto, retoma o seus direitos políticos.

Mas esta é uma outra história…

16

Enfim, Lula Livre!!!

Ministro Marco Aurélio Mello determinou nesta quarta-feira, 19, o cumprimento do artigo 283 da Constituição Federal e mandou soltar todos os presos por condenação em 2ª instância, incluindo o ex-presidente

 

Lula, enfim, foi libertado, após ser impedido de concorrer à presidência

Pouco mais de dois meses depois das eleições de outubro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teve, finalmente, a liberdade decretada nesta quarta-feira, 19.

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, determinou o cumprimento do artigo 283 da Constituição Federal, que proíbe a prisão de condenados antes do trânsito em julgado dos processos.

O curioso é que um ministro do STF só tenha tido este entendimento – mesmo previsto na Carta Magna do país – após as eleições, das quais Lula fora impedido de concorrer.

Os prejuízos morais, emocionais, materiais e profissionais do ex-presidente são irreparáveis…

1

Lobão deve visitar Lula em Curitiba…

Membro da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, que tem agenda com o ex-presidente autorizada pela juíza Carolina Lebbos, senador maranhense vai reforçar sua aliança com o petista

 

O senador maranhense Edison Lobão (MDB) deve ser um dos membros da Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal a visitar o ex-presidente Lula, nesta terça-feira, 17.

Preso na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, desde abril, Lula teve a agenda com os senadores autorizada pela juíza Carolina Lebbos.

Lobão é um dos principais aliados de Lula no Maranhão; há duas semanas, ele manifestou seu posicionamento pela liberdade do ex-presidente, em post publicado neste blog. (Releia aqui)

Ministro nos dois governos de Lula e aliado de Dilma Rousseff (MDB) no Senado, Lobão se posicionou contra o impeachment de Dilma, embora seu partido tenha fechado questão pelo afastamento da ex-presidente.

A visita do senadores a Lula está marcada para as 15 horas…

10

Liberdade de Lula une Roseana e Flávio Dino…

Os dois principais candidatos a governador do Maranhão estão na defesa do Lula livre e fazem movimentos pela soltura do ex-presidente; a diferença é a postura firme de Roseana, diante das idas e vindas do comunista

 

Roseana sempre esteve com Lula em sua trajetória com Lula, mesmo com o PT hostil

Em pelo menos uma questão a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) e o governador Flávio Dino (PCdoB) – de posturas tão distintas – estão unidos nesta campanha.

Os dois defendem a liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Dias antes da decisão do desembargador Rodrigo Favreto de soltar Lula, Roseana Sarney já havia se manifestado publicamente pela liberdade do ex-presidente.

No domingo, 8, diante da postura parcial do juiz Sérgio Moro – e da pressão da mídia nacional pela cassação da decisão de Favreto – foi Dino quem se manifestou criticamente.

Flávio Dino muda sua opinião sobre Lula de acordo com suas conveniências políticas e eleitorais

Roseana é a aliada de Lula desde 2002, quando ele disputou a eleição contra o PSDB. E sempre se posicionou ao seu lado, mesmo tendo um PT hostil no Maranhão.

Dino aproximou-se dele a partir de 2014, quando elegeu-se governador. Mas tem dado declarações contra o ex-presidente, defendendo a sua substituição na campanha.

A postura do dois deve dividir as atenções de um eventual Lula candidato a presidente…

5

Polêmica sobre prisão de Lula expõe judiciário brasileiro…

Demora no cumprimento das decisões – e instrumentalização dos tribunais pela grande imprensa quatrocentona – reforça a ideia de que a magistratura brasileira está posicionada contra o ex-presidente

 

Editorial

A movimentação do processo de Habeas Corpus do ex-presidente Lula exibiu ontem ao povo brasileiro um claro posicionamento político do Judiciário.

A demora no cumprimento de uma decisão judicial, por mais contestável que ela tenha sido – apenas para ganhar tempo na espera por outra decisão revogatória – mostra que, se depender da Justiça brasileira, em todas as suas instâncias, Lula não será mesmo candidato a presidente.

Pela primeira vez na história republicana do país um juiz de primeira instância, no caso Sérgio Moro, se recusou a cumprir uma ordem superior.

Pela primeira vez na história republicana se viu um membro de tribunal despertar do seu descanso dominical e de suas férias, apenas para cassar a decisão de um colega, tomada no legítimo exercício do plantão.

Pela primeira vez na história republicana, os tribunais superiores são instrumentalizados pela Rede Globo e pela grande imprensa quatrocentona, que orientou, inclusive, os procedimentos a serem tomados para evitar o Habeas Corpus de Lula.

O próprio Lula dizia-se cético em relação à sua liberdade, diante da pressão da mídia e do mercado paulista pela manutenção de sua prisão.

E assim segue o Brasil no pós-golpe.

Mais grave é ver o gado tangido à distância pela Avenida Paulista sendo ordenado a aplaudir tais aberrações judiciais.

É o Brasil caminhando para trás, onde todos querem chegar.

Sem liberdade e sem Justiça…

5

Imagem do dia: Roseana com Lula…

Ex-governadora declara-se vigilante pela liberdade do ex-presidente e lembra de sua amizade desde 2002, quando apoiou o petista na disputa contra José Serra; declaração ganha repercussão nacional

 

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) ganhou forte repercussão nacional, nesta quinta-feira, 28, ao defender a liberdade do ex-presidente Lula. Foi a segunda manifestação favorável ao petista feita por um membro do MDB maranhense.

Na semana passada, o senador Lobão também se manifestou favorável à liberdade do ex-presidente. (Relembre aqui)

Enquanto os emedebistas maranhenses se manifestam por Lula, o governador comunista Flávio Dino prefere propor sua substituição por Ciro Gomes (PDT). (Releia aqui)

Lula e Roseana mantêm relação política desde 2002, quando ela o apoiou na disputa presidencial. Em 2006, a então senadora fez campanha aberta pela reeleição do então presidente. Em 2010, o PT fechou com Roseana, indicando seu vice.

Em 2018, o partido ainda não definiu seu futuro, apesar da subserviência do seu comando a Flávio Dino…

8

A lealdade de Lobão a Lula…

Senador maranhense se manifesta em favor da soltura do ex-presidente, cujo recurso será julgado terça-feira, 26, pelo Supremo Tribunal Federal, e diz que o processo que levou o petista à cadeia é uma “ação sem provas”

 

Não basta ter apenas a dimensão sem ter a disposição de até correr riscos ao dizer o que pensa e ao defender-se da injustiça. O Lula foi preso para não ser Presidente da República outra vez. Mas como se pode impedir o maior líder nacional – e isso já se disse tanto aqui; o maior líder não pelo que foi apenas, mas pelo que é hoje – de ter a oportunidade de se exibir, de corpo inteiro, aos perigos da noite de uma eleição nova? É contra isto que se levanta a ação sem provas. Esse som é que é um crime”

A Lava Jato, foi um bem; não foi um mal. Mas é necessário que ela não perca o seu rumo, não se desvie do seu objetivo. Os delatores têm feito um mal grande ao País, à medida que não provam nada do que afirmam. Enquanto isso, pessoas inocentes, vítimas dessas delações, estão aí presas, detidas. Quanto ao Ministério Público, eu estou convencido de que a Procuradora Raquel Dodge, está buscando, obstinadamente, recolocar o Ministério Público nos trilhos dos quais ele nunca deveria ter saído”

5

Vídeo do dia: Weverton é o primeiro maranhense a visitar a Lula…

Deputado maranhense compõe comissão que esteve em Curitiba (PR) para vistoriar a cela onde está preso o ex-presidente e ressaltou que ele está preocupado com a crise no Brasil

 

O deputado federal maranhense Weverton (PDT) e outros sete membros de uma comissão externa da Câmara dos Deputados estiveram nesta terça-feira (28) com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Eles realizaram uma inspeção para verificar as condições de carceragem da Polícia Federal, onde Lula se encontra preso há 52 dias, em Curitiba.
Weverton é o primeiro maranhense a estar com Lula desde que ele foi levado para Curitiba
“Ele é um líder indignado com o que fizeram com ele. Mesmo assim sempre usou palavras encorajadoras, de horizonte, pedindo para que a gente não desista da luta. E é isso que nós vamos fazer”, disse o parlamentar.
1

“Sei quem não me quer candidato, inclusive as razões políticas”, diz Lula

Em carta encaminhada à presidente do PT, Gleisi Hoffmann, ex-presidente desabafa em relação ao debate sobre sua candidatura a presidente, numa espécie de resposta ao governador Flávio Dino, que pregou a inviabilidade da presença do petista na disputa

 

FOGO AMIGO. Lula desabafou com a companheira Gleisi contra os ataques dos próprios aliados da esquerda

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva encaminhou ontem à presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, uma carta-desabafo contra os que tentam tirá-lo precocemente da disputa presidencial.

– Quem quer que eu não seja candidato eu sei, inclusive, as razões políticas, pois são concorrentes. Outros acham que fui condenado em 2a. instância, então sou culpado e estou no limbo da Lei da Ficha Suja – desabafou Lula.

A carta a Gleisi Hoffmann – a qual este blog teve acesso com exclusividade no Maranhão – seria uma espécie de resposta de Lula ao governador Flávio Dino (PCdoB), que pregou o abandono de sua candidatura pelo PCdoB, PT e PDT, por suposta inviabilidade legal.

Este blog apontou ontem, em Editorial, as razões de Dino para tirar Lula da disputa. (Releia aqui)

Na carta a Gleisi, a quem o ex-presidente chama de “querida” e diz saber o quanto ela “está sendo atacada”, Lula não cita nomes, mas indica de quem ele fala – muito provavelmente, além de Dino, o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), que teve o nome defendido pelo comunista maranhense.

Na verdade, Lula já havia dado a resposta ao PCdoB, a Dino e a Ciro Gomes já na segunda-feira, ao bispo Leonardo Boff, que o visitou com a proposta de um nome para sucedê-lo.

– Os meus acusadores sabem que sou inocente. Procuradores, juiz,TRF-4, sabem que eu sou inocente. Os meus advogados sabem que eu sou inocente. A maioria do povo sabe que eu sou inocente. Se eu aceitar a ideia de não ser candidato, estarei assumindo que cometi um crime. Não cometi nenhum crime – afirmou.

Ao fim do escrito, o ex-presidente diz ainda que sua candidatura é em respeito ao povo, que merece o direito de escolha.

– Por isso sou candidato – disse.

Abaixo, a íntegra da carta de Lula:

Querida Gleisi,

Estou acompanhando na imprensa o debate da minha candidatura, ou Plano B ou apoiar outro candidato.
Sei quanto você está sendo atacada. Por isso resolvi dar uma declaração sobre o assunto.

Quem quer que eu não seja candidato eu sei, inclusive, as razões políticas, pois são concorrentes. Outros acham que fui condenado em 2a. instância, então sou culpado e estou no limbo da Lei da Ficha Suja.

Os meus acusadores sabem que sou inocente. Procuradores, juiz,TRF-4, eu sou inocente. Os meus advogados sabem que eu sou inocente. A maioria do povo sabe que eu sou inocente.

Se eu aceitar a ideia de não ser candidato, estarei assumindo que cometi um crime.

Não cometi nenhum crime.

Por isso sou candidato até que a verdade apareça e que a mídia, juízes e procuradores mostrem o crime que cometi ou parem de mentir.

O povo merece respeito. O povo tem que ter seus direitos e uma vida digna.

Por isso queremos uma sociedade sem privilégios para ninguém, mas com direitos para todos.

Lula

8

As três fases do golpe no Brasil…

A prisão de Lula, e o desejo de tirá-lo da eleição, é a segunda das três fases montadas nos escritórios de São Paulo para legitimar a tomada de poder e garantir o controle do país

 

Lula ao chegar a Curitiba, para cumprir prisão; golpe montado em três fases

A prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mais do que um fato isolado, uma decisão técnica, é, na verdade, a segunda etapa de um golpe iniciado em 2016, com a cassação da presidente legitimamente eleita, Dilma Rousseff (PT).

Os golpistas da mídia, do mercado do paulista e de setores do Judiciário apostaram suas fichas na eleição de 2014, com uma enfraquecida Dilma Rousseff (PT). Apostavam que Aécio Neves (PSDB) a venceria no voto, o que não ocorreu.

A saída, então, foi criar uma situação para apeá-la do poder, o que ocorreu em 2016.

O segundo passo é afastar Lula da disputa presidencial. Sem ele, apostam os golpistas, será mais fácil legitimar o golpe, seja com a eleição de um membro do atual governo – Michel Temer ou Henrique Meireles (ambos do MDB), seja com a vitória do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckimin (PSDB).

É fundamental para isso, portanto, que Lula continue preso e seja declarado inelegível.

Essas são as próximas etapas do golpe…