4

Eliziane entra na campanha de Rubens e aponta para 2022

Melhor posicionada entre os aliados nas pesquisas sobre a sucessão do governador Flávio Dino, senadora faz mais um gesto ao comunista, que tem, além dela, outros dois nomes alinhados ao Palácio dos Leões para a eleição de governo

 

Com apoio a Rubens Júnior, Eliziane pode se consolidar de vez como opção de Flávio Dino em 2022 ou fiar apenas observando a disputa entre Weverton e Brandão

Partido controlado pela senadora Eliziane Gama no Maranhão, o Cidadania vai declarar apoio ao deputado federal Rubens Pereira Júnior (PCdoB) na disputa pela Prefeitura de São Luís.

E a presença da parlamentar na base do candidato do governador Flávio Dino acena para as eleições de 2022.

Apesar de não se movimentar oficialmente como candidata à sucessão do comunista –  ao contrário do vice-governador Carlos Brandão (PRB) e do senador Weverton Rocha (PDT) – Eliziane é a melhor aliada Dino nas pesquisas já divulgadas. (Relembre aqui)

Seu apoio a Rubens Júnior não deixa de ser um gesto político; aliás, mais um da senadora em favor de Dino.

Na tentativa de derrotar o deputado federal Eduardo Braide (Podemos), ou pelo menos disputar espaço de poder na capital – esvaziada com o desgaste da gestão de Edivaldo Júnior (PDT) – Flávio Dino agora tem seus principais atores de 2022 espalhados em três candidaturas a prefeito.

Mais ativo candidato a governador, Weverton Rocha e seu PDT vão com Neto Evangelista (DEM).

Com possibilidade de concorrer no cargo, Carlos Brandão é o avalista de Duarte Júnior (PRB).

Neste aspecto, a candidatura de Pereira júnior é um desafio a mais para Eliziane Gama.

Flávio Dino tem seus três pré-candidatos a governador espalhados em três palanques em São Luis; e só um deles sobreviverá ao primeiro turno

Apesar da superestrutura de campanha, o candidato do PCdoB amarga índices abaixo de 1% nas intenções de votos das pesquisas já divulgadas; e, aparentemente, não dá sinais de viabilização como candidato.

O desafio da senadora duas vezes candidata a prefeita na capital – e também do seu partido e de sua base –  é usar seu prestígio para alavancar o candidato do Palácio dos Leões.

Se o envolvimento de Eliziane levar o comunista ao segundo turno em São Luís, ela estará, automaticamente, consolidada como opção de Flávio Dino em 2022.

Se não der certo, estaciona com o comunista em 2020, apenas observando a batalha entre Weverton e Brandão.

Ela vai conseguir?!?

0

Hernando Macedo lidera corrida eleitoral em Dom Pedro…

De acordo com pesquisa do Instituto Escutec, ex-prefeito aparece com até 67% das intenções de votos no município, dependendo do cenário, mostrando-se consolidado na disputa pela Prefeitura Municipal

 

O ex-prefeito e ex-secretário de Trabalho Hernando Macedo (PCdoB) é o favorito para vencer as eleições do município de Dom Pedro, segundo pesquisa do Instituto Escutec.

O levantamento, realizado com 400 eleitores, entre os dias 12 e 14 de junho, mostra que Macedo pode chegar até 67% das intenções de votos, dependendo do cenário.

No cenário 1, com os candidatos Galego Mota (23%) e Léo Paz (12%), Hernando aparece com 55% das intenções de votos. 7% disseram não votar em nenhum deles e outros 3% não quiseram ou não souberam responder. (Veja print abaixo)

Nos confrontos diretos com Galego Mota e com Léo Paz, Macedo também, vence a disputa, sempre com margem altíssima de intenção de votos.

Com margem de erro de 5 pontos percentuais para mais ou para menos, a pesquisa Escutec foi registrada na Justiça Eleitoral sob o número de protocolo 04995/2020.

E está liberada para divulgação desde o dia 21 de junho…

2

Evangelista minimiza silêncio de Edivaldo e destaca força do PDT

Candidato do DEM diz que respeita o posicionamento e o tempo do prefeito – tido como futuro apoiador do PCdoB nas eleições municipais – e ressalta que qualquer postulante queria a militância pedetista na capital maranhense

 

Garantido o apoio do PDT, Neto Evangelista destacou a importância de militantes como o senador Weverton Rocha, independentemente da presença de Edivaldo Júnior

 

Um dos principais candidatos a prefeito na base do governo Flávio Dino (PCdoB), o deputado estadual Neto Evangelista (DEM) disputa a condição se segundo lugar na disputa pela Prefeitura de São Luís; e na semana passada, ganhou oficialmente o apoio do PDT à sua candidatura.

– É uma legenda de militância aguerrida que qualquer candidato queria ao seu lado em um projeto político. Tem lideranças consolidadas como o presidente da Câmara Municipal, vereador Osmar Filho, o senador Weverton e tantos outros. É portanto é uma honra receber o apoio do PDT – disse Evangelista, em entrevista ao jornal O EstadoMaranhão, publicada nesta terça-feira, 23.

O candidato do DEM minimizou, no entanto, a presença do prefeito Edivaldo Júnior na campanha; mesmo filiado ao PDT, Edivaldo ainda opta pelo silêncio em relação à aliança com DEM e é tido pelos próprios comunistas como figura certa na campanha do deputado Rubens Pereira Júnior (PCdoB).

– Aprendi desde cedo com meus pais a respeitar a todos indistintamente, e respeito o tempo e a decisão do prefeito Edivaldo. Minha percepção é que, no momento, ele está focado em sua gestão – disse Neto, lacônico.

 

Indiferente à decisão do prefeito Edivaldo, que é filiado ao partido, a militância do PDT já se decidiu pelo apoio a Neto Evangelista

Desde o final das eleições de 2018, membros do governo Flávio Dino afirmam que Edivaldo não ficaria ao lado do PDT nas eleições municipais, optando por seguir caminho determinado pelo comunista.

Este assunto já foi tratado em sucessivos posts no blog Marco Aurélio D’Eça, e nunca negado pelo prefeito. (Relembre aqui, aqui e aqui)

Na entrevista ao EMA, Evangelista mostrou que, independentemente da presença de Holadinha em sua campanha, o que importará mesmo é a força da militância e das lideranças do PDT, que já demonstraram do que são capazes.

Aliás, ressuscitando o próprio Edivaldo, dado como morto político em 2016…

1

“Não faremos adesão; faremos composição”, diz Roberto Costa sobre MDB

Coordenador da discussão partidária sobre as eleições de 2020, deputado estadual ressalta que a prioridade do partido ainda é a candidatura própria, mas diz que, caso isso não seja possível, não haverá veto a nenhuma discussão de aliança

 

Roberto garante participação efetiva de Roseana no processo, seja como candidata ou mesmo como transferidora de votos

O deputado estadual Roberto Costa ressaltou ao blog Marco Aurélio D’Eça, nesta segunda-feira, 22, que a prioridade do MDB ainda é a candidatura própria em São Luís.

– Nós temos o nome de Roseana, que figura bem em todas as pesquisas e ainda tem a vantagem de ser excelente transferidora de votos; e temos nomes como Paulinha Lobão – ressaltou Costa, citando duas opções da legenda.

O deputado, porém, admitiu pela primeira vez que, em não viabilizando um nome próprio, o MDB pode buscar alianças com outros partidos.

Neste caso, ele ressalta não haver veto a nenhum candidato.

– Mas não faremos adesão; faremos composição. E composição é discutir a aliança em todos os aspectos, incluindo indicação de vices e participação efetiva de poder – explicou.

Para Roberto, apesar de as eleições serem municipais, elas terão um contexto estadual, por que levam em conta a realidade de cada município; por isso, levando em consideração este contexto, não pode haver veto a candidatos.

– Existe um contexto estadual. E dentro deste contexto, cada município enfrenta sua realidade partidária. Não faz sentido, portanto, vetar nomes ou partidos em São Luís se, de uma forma ou de outra, precisaremos destas legendas em outras cidades – frisou Costa.

O deputado lembras que está sendo procurado por diversos partidos para discutir alianças, o que reforça a importância do partido.

– Exatamente por isso não podemos vetar ninguém. O MDB está sendo procurado tanto por pré-candidatos do governo quanto pelos da oposição; em n;a tendo candidato próprio, iremos conversar com todos eles – afirmou.

Costa destaca que a ex-governadora Roseana Sarney e os deputados federais Hildo Rocha e João Marcelo, assim como todos os membros do diretório, terão importância na definição dos rumos emedebista.

1

Ivaldo Rodrigues intensifica ações no fim de semana…

Mesmo durante a pandemia de coronavírus, vereador vistoria serviços públicos e obras, além de debater com setores da sociedade sobre as questões de São Luís neste período de coronavírus

 

Ivaldo circulou por praças que estão sendo reformadas na Cohab e no Cohatrac, por inciiativa de requerimentos seus

O vereador Ivaldo Rodrigues (PDT) aproveitou o fim de semana para intensificar as ações de vistoria, conversas e reuniões com setores da sociedade.

Mesmo diante da pandemia de coronavírus, o parlamentar fez questão de acompanhar serviços realizados na capital maranhense, seguindo as determinações de proteção da Organização Mundial de Saúde.

No sábado, Ivaldo começou a agenda no bairro Cohatrac, vistoriando os serviços de limpeza, capina e poda de árvores, realizados pela Prefeitura de São Luís, através de seu requerimento pela Câmara de Vereadores.

Com moradores, Ivaldo conversou sobre a situação dos bairros em época de pandemia, respeitando as restrições impostas

O ação contempla diversas ruas, praças e espaços públicos da região.

Na Cohab, conversou com moradores sobre a reforma de 17 praças do bairro. 

Ivaldo Rodrigues também reuniu-se com mestres de capoeira de São Luís. Entendendo suas principais demandas e necessidades, buscando soluções para fortalecer essa expressão cultural brasileira, sobretudo durante a pandemia, que proíbe algumas práticas.

O vereador reuniu-se também com vários setores da sociedade, respeitando as regras de proteção, com máscaras

O vereador pedetista acompanhou também o chefe da Secretaria de Abastecimento, Emersom Macêdo, vistoriando as obras de reforma do Mercado das Tulhas, na Praia Grande.

A revitalização do equipamento de abastecimento foi iniciada ainda quando o vereador estava no executivo, que devido ao seu bom desempenho, garantiu ainda a repaginada em diversos outros Mercados Públicos Municipais, como na Cohab, Anil, Coroadinho, Monte Castelo, Tulhas, São Francisco, e Bom Jesus.

Além dos já finalizados, Vicente Fialho e Macaúba.

0

Senado analisa adiamento das eleições para dezembro..

Proposta assinada por um grupo de senadores e relatada pelo maranhense Weverton Rocha prevê a realização do primeiro turno em 6 dezembro, com segundo turno, onde houver necessidade, no dia 20 de dezembro

 

Weverton vai reiterar a proposta de adiamento das eleições para dezembro., e pretende por o texto em votação já nesta terça-feria, 23

O Senado realiza hoje (22) uma sessão remota de debates para tratar do adiamento das eleições municipais 2020.

O requerimento foi apresentado pelo senador Weverton Rocha (PDT), relator da PEC 18/2020, que propõe a mudança de data da votação. De acordo com o parlamentar, a intenção é ouvir convidados na primeira parte da sessão, prevista para ter início ‪às 14h‬, e depois, a partir das 16h, os senadores discutirão a proposta.

A proposta prevê a realização de primeiro turno em 6 de dezembro e segundo turno no dia 20 do mesmo mês. 

Entre os debatedores estão o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso; o ministro do TSE, Henrique Neves da Silva; o professor da USP, Paulo Lotufo; o doutor em virologia, Átila Iamarino; o infectologista David Uip; representantes da Confederação Nacional dos Municípios CNM; e do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE).

“A ideia é ouvir todos os especialistas e interessados. Sabemos que não há consenso possível, mas é importante que sejam feitos todos os esclarecimentos sobre o que é possível ser definido, considerando a legalidade constitucional e a segurança para a vida das pessoas”, afirmou Weverton.

O relatório, segundo o senador, só será fechado após a sessão de debate. E a expectativa é que seja votado na terça-feira, 23.

1

Ricardo Murad vai liderar coligação tucana em Coroatá…

Ex-deputado organiza aliança do PSDB com o Podemos e o PSD para concorrer à prefeitura da qual foi prefeito na década de 90

 

Filiado ao PSDB, Ricardo Murad deve liderar principal grupo de oposição na disputa pela Prefeitura de Coroatá

O ex-deputado e ex-secretário de Saúde Ricardo Murad (PSDB) já tem o apoio do PSD e do Podemos para sua candidatura a prefeito de Coroatá.

Ex-prefeito do município, Murad é o principal adversário do grupo do ex-prefeito Luiz da Amovelar, que controla o município há quase 16 anos.

Durante a pandemia, Ricardo mantém contatos virtuais com aliados e apoiadores, mas já organiza a convenção que definirá sua chapa.

Até 20 de julho, quando começa o prazo das convenções, o pré-candidato espera atrair outros partidos para sua aliança.

1

Dr. Yglésio sem chapa no PROS para concorrer à prefeitura…

Faltando 30 dias para início do prazo de convenções, deputado estadual tem o aval da direção da legenda para ser candidato, mas não tem lista de postulantes à Câmara Municipal e nem mesmo nome para compor como companheiro de chapa

 

Dr, Yglésio até conseguiu viabilizar apoio do deputado Gastão Vieira, mas perdeu a chapa de vereadores e não tem nome para ser seu vice na legenda

Apesar do aval do deputado federal Gastão Vieira, o pré-candidato do PROS a prefeito de São Luís, deputado estadual Dr. Yglésio ainda enfrenta obstáculos para compor sua chapa.

O parlamentar não terá lista de candidatos a vereador – já que a maioria dos interessados deixou a legenda após anúncio de que ele seria candidato – e não tem nomes para compor como vice.

E muito menos perspectiva de aliança com outras legendas.

No grupo mais ligado a Gastão Vieira, já há quem repense o lançamento de candidato a prefeito, mas Dr. Yglésio tem o apoio do presidente da Assembleia, Othelino Neto (PCdoB), principal fiador de sua candidatura na classe política.

Gastão é suplente de Rubens Pereira Júnior (PCdoB) na Câmara Federal; e a depender do esvaziamento do projeto do PROS, pode, inclusive, aliar-se à candidatura comunista.

Daqui a exatamente um mês começa o prazo para realização de convenções que definirão os candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador.

O deputado estadual tem até lá, portanto, para buscar um vice.

Nem que seja entre seus próprios aliados, só para compor…

1

Senado deve votar segunda o adiamento das eleições

Proposta do senador maranhense Weverton Rocha, aprovada ontem, prevê a discussão sobre as datas do pleito em sessão a partir das 14 horas e, logo em seguida, votação da proposta aprovada no debate

 

O Senado promove na segunda-feira (22) sessão de debates para tratar do adiamento das eleições municipais de outubro durante a pandemia. Os senadores aprovaram requerimento para a discussão do tema durante sessão remota desta quinta-feira (18).

O requerimento 785/2020 foi uma iniciativa do senador Weverton (PDT-MA), que é o relator da PEC 18/2020, que propõe a mudança de data da votação. Segundo ele, a intenção é ouvir convidados na primeira parte da sessão, prevista para ter início às 14h, e depois, a partir das 16h, os senadores discutirão a proposta.

Weverton explicou ainda que se reuniu nesta tarde com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, para discutir o adiamento. Durante a reunião, o senador convidou e o ministro aceitou participar da sessão temática no Senado. Os demais convidados devem ser confirmados até o final de semana.

– Convidei ele para participar da comissão e ele concordou, para que a gente possa juntos conversar. Queremos ouvir especialistas, médicos infectologistas, associações de direito eleitoral, prefeitos e vereadores e, em seguida, abrir para os senadores fazerem suas possíveis intervenções já com as informações novas – afirmou Weverton.

O senador prometeu entregar o relatório sobre a proposta ainda na segunda-feira, para que os senadores tenham tempo de analisar o documento e votá-lo já na terça-feira.

– Estamos correndo contra o tempo, esse é um assunto que movimenta todo o Brasil e não podemos segurar essa matéria – ressaltou.

0

Rubem Júnior antecipa campanha virtual em São Luís

Candidato do PCdoB, deputado federal inaugura sistema de palestras e conferências em redes sociais, com discussões sobre os problemas da capital maranhense; campanha ainda não está liberada pela Justiça Eleitoral

 

Imagens da campanha virtual de Rubens Júnior nas redes sociais; prposta não tem previsão na Lei Eleitoral e pode caracterizar crime

O deputado federal Rubens Pereira Júnior (PCdoB) inaugurou esta semana em São Luís um modelo experimental de campanha eleitoral em tempos de pandemia.

Ele utilizou suas redes sociais para transmitir videoconferência com profissionais de saúde e populares sobre a situação da saúde na capital maranhense em tempo de pandemia.

O próprio parlamentar diz que os diálogos têm participação popular.

– Construímos um amplo diagnóstico sobre a realidade de São Luís, mas queremos conversar com todos os setores da sociedade para entender melhor quais são as prioridades para juntos construirmos um Programa de Governo que de fato seja colocado em prática – disse.

Embora experimental e válida como alternativa diante das restrições da campanha eleitoral na pandemia de coronavírus, a iniciativa do comunista pode caracterizar propaganda eleitoral antecipada.

A campanha eleitoral, tanto nas ruas quanto nas redes sociais só estará permitidas a partir de meados de agosto, o que dá ao projeto de Rubens Júnior características de campanha antecipada.

E ele já anunciou que pretende realizar outras conferências remotas com especialistas e populares…